Noticias do Meio

Resultado de imagem para mulheres recebem menos que homens
Enviado em 14 de dezembro de 2016 | Publicado por Juliana Chagas

Uma pesquisa publicada pela Revista Galileu mostrou que o número de mulheres que ocupam cargos de gerência ou direção é menor do que o número de homens, é o que apontou a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) 2016. De acordo com o estudo que foi publicado pelo IBGE, a proporção de trabalhadores com 25 anos ou mais que ocupam cargos do tipo é de 6,2% para os homens e 4,7% para as mulheres. Além do menor número de mulheres ocupando estas posições, o relatório informou ainda que a desigualdade salarial é mais elevada, uma vez que as mulheres nesta posição receberam, em média, 68% do rendimento médio dos homens, em 2015. E ainda a pesquisa falou a respeito da qualidade de vida das mulheres em atividades relacionadas aos afazeres domésticos. Segundo o SIS, o cuidado com atividades domésticas mostra que os padrões de gênero na sociedade brasileira continuaram praticamente os mesmos nos últimos dez anos, já que a jornada masculina neste quesito permaneceu em 10 horas semanais em 2015, mesmo valor encontrado em 2005. Apesar das mulheres continuarem a receber menos, no geral, a desigualdade de rendimentos diminuiu. A questão da educação, também pesou nesta pesquisa, o rendimento-hora das mulheres com até 4 anos de estudo em 2005, era equivalente a 86% do rendimento-hora dos homens com a mesma escolaridade. Já em 2015 essa diferença diminuiu para 90%. E um estudo internacional recém-divulgado, do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID apontou que, apesar do recente crescimento econômico e das políticas destinadas a reduzir as desigualdades, as diferenças salariais relacionadas a gênero e etnia continuam sendo significativas nos países latino-americanos. O estudo faz uma comparação entre os salários de indivíduos com as mesmas características demográficas e de emprego. Ainda de acordo a pesquisa, os homens ganham mais que as mulheres em todas as faixas de idade, níveis de instrução, tipo de emprego ou de empresa. Ampliando a reflexão sobre este tema, a igualdade deve permear o âmbito familiar, onde haja uma divisão de tarefas mais igualitárias. Os pais envolvidos diretamente na criação dos filhos e no cuidado com o lar, o que daria às mulheres a possibilidade de manter suas carreiras.

 Fonte: Revista Galileu

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org