Novo presidente EUA

Eleições americanas 


hillary-e-trumpNesta terça-feira está ocorrendo a eleição para presidente nos Estados Unidos. O voto não é obrigatório. Na última eleição presidencial, em 2012, o comparecimento total foi de 129 milhões de eleitores, pouco mais de 53% dos estimados 241 milhões de americanos com idade para votar.
Pelo sistema de votação americano, estabelecido na Constituição em 1787, o novo presidente não é eleito diretamente pelo voto popular e sim pelo chamado Colégio Eleitoral. Ao marcar o nome de seu candidato na cédula, os americanos estão na verdade escolhendo membros do Colégio Eleitoral que se comprometem em votar naquele candidato.
O Colégio Eleitoral tem 538 integrantes, que são escolhidos pelos partidos políticos, antes das eleições. Seus nomes podem ou não estar na cédula, abaixo do nome do candidato presidencial, dependendo das regras de cada Estado. Para chegar à Casa Branca, um candidato precisa do apoio de pelo menos 270 membros (metade mais um).
A votação começou às 9h, no horário de Brasília, e vai durar o dia todo. O nome do 45º presidente deve ser conhecido na madrugada de quarta-feira(9).
Mas o vencedor das eleições será declarado oficialmente em 06 de janeiro, quando os votos serão contados em sessão conjunta do Congresso.
Depois que a vitória é confirmada, o candidato vencedor já pode começar a trabalhar na formação de seu gabinete. A cerimônia de posse ocorre sempre no dia 20 de janeiro do ano seguinte à eleição (ou no dia 21, caso o dia 20 caia num domingo).

Hillary Clinton e Donald Trump

As propostas de Trump e Hillary para os temas mais importantes como imigração e terrorismo. Cerca de onze milhões de imigrantes vivem ilegalmente nos EUA. A maioria deles vem de países da América Latina, como México, Honduras e El Salvador. Donald Trump quer parar a imigração ilegal com a construção de um muro na fronteira com o México. Ele também planeja deportar todos os imigrantes ilegais, ou pelo menos os criminosos que não têm permissão de residência nos EUA.
Trump também é contra a acolhida de refugiados da Síria. Ele já se disse favorável a uma proibição total da entrada de muçulmanos no país, pelo menos até ser comprovado que eles não são terroristas.
Já Hillary Clinton também quer um controle mais severo da imigração ilegal. Mas ela disse claramente que se opõe à deportação de imigrantes sem registro. Ela pretende, em vez disso, possibilitar que eles encontrem o caminho para a legalidade através da naturalização. Enquanto Barack Obama quer receber apenas 10 mil refugiados sírios, Hillary defende a acolhida de 65 mil pessoas do país devastado pela guerra.

Guerra ao terrorismo

Tanto Hillary Clinton como Donald Trump querem combater a milícia terrorista “Estado Islâmico” (EI). Para Trump, qualquer meio é válido, mesmo crimes de guerra. Hillary Clinton também promete uma ação mais dura contra o EI. ” Durante a campanha, ela propôs uma área de exclusão para proteger a população civil na Síria.
Fontes: Deutsche Welle | Mundo Escola | BBC
Fonte Imagens: Jornal Madeira

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org