Noticias do Meio

chapecoense

Acidente entra para a lista das tragédias aéreas

Enviado em 29 de novembro de 2016 | Publicado por Juliana Chagas 

Nesta terça-feira, um acidente deixou  71 mortos, na Colômbia, entre eles a delegação da equipe da Chapecoense, que jogaria nesta quarta-feira, em Medellín, a primeira partida da final da Copa Sul-americana.
Das 81 pessoas na aeronave, 72 eram passageiros e nove tripulantes. A delegação da equipe catarinense tinha 48 integrantes, além de dois convidados e 21 jornalistas.
Foram confirmados seis sobreviventes, são eles: a comissária de voo Ximena Suárez, o técnico da aeronave Erwin Tumiri, o jornalista Rafael Valmorbida e os jogadores: Alan Ruschel, Jackson Follmann e Neto.
Ao longo da história, ocorreram outros acidentes envolvendo delegações de esportes.
Em 1949 a equipe do Torino de Turim, era o campeão da Itália, retornava de um jogo amistoso em Portugal, o avião que levava os craques caiu fazendo 31 mortos, entre eles 18 jogadores.
Uma década depois em 1958 o Manchester United, bicampeão da Inglaterra e se classificando para a semifinal da Copa da Europa, estava em um avião de retorno de uma partida em Belgrado. Por conta do excesso de neve, após algumas tentativas para decolar o jato acabou batendo em um muro. Vinte pessoas que estavam à bordo, entre eles oito jogadores, morreram.
Em 1987 o Alianza Lima perdeu todos os jogadores, incluindo a comissão técnica, no acidente aéreo ocorreu em Lima. A delegação tinha quarenta e três pessoas – o piloto Edilberto Villar Molina foi o único sobrevivente.
Em 1993 o Zâmbia disputava um lugar na Copa do Mundo e, para chegar até o evento, teria de bater o Senegal num jogo em Dakar, capital senegalesa. Um avião militar levou o time africano ao confronto, mas a aeronave se incendiou e todos os jogadores da seleção morreram. Trinta pessoas não sobreviveram à queda, incluindo 18 jogadores e a comissão técnica da seleção.
No Brasil
Em 1990 um acidente entre micro-ônibus e caminhão dizimou o time de gateball de Registro (SP), somente uma pessoa sobreviveu.
Em 1997 o acidente com o ônibus da Ginástica Artística do Flamengo causou a morte de 6 pessoas, 15 ficaram feridas. Nenhuma ginasta morreu.
No ano 2000 quatro nadadores morreram em acidente de trânsito no Rio de Janeiro.
Em 2005 o choque entre dois ônibus no Paraná matou 8, incluíndo o técnico e 4 atletas do handebol de juniores de Chapecó (SC).

A visão Espírita

Se levarmos o ocorrido somente para a conta das causas espirituais sem apurar as responsabilidades do homem encarnado, é minimizar a providência Divina.
Devemos lembrar que o Espiritismo é o estudo, o entendimento e a prática dos princípios fundamentais da Doutrina.
Portanto deve estar em constante movimento evolutivo através da sua própria revisão.
Kardec aconselha a todos que sofrem, a interrogar a própria consciência, procurando saber, de verdade, se esse sofrimento não foi provocado, bem na sua origem, por eles mesmos, quando ao invés de agirem de um modo o fizeram de outro não adequado, dando origem à vicissitude atual.
Somos responsáveis por tudo que sentimos, pensamos e fazemos.
Quem já se conscientizou desta verdade, não pode mais agir e reagir, aleatoriamente, ao sabor das circunstâncias e das suas imperfeições.
Fonte: Jornal O Estado de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org