Aurora Musical: Tem que valer/Kaleidoscópio


Sete Minutos com Emmanuel: 002




“E projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu
um anjo do Senhor, dizendo: – José, filho de David,
não temas receber a Maria.”– Mateus 1:20

Sarcófago - Lady


Noticias do meio


Avião movido a energia solar chega a Phoenix após 18 horas de voo

Solar Impulse finalizou a primeira etapa de sua longa travessia dos EUA.
Ainda restam quatro etapas para concluir trajeto.


Piloto comemora aterrissagem do Solar Impulse em segurança em Phoenix após 18h de voo. (Foto: Reprodução/live.solarimpulse.com)
Piloto comemora aterrissagem do Solar Impulse.
(Foto: Reprodução/live.solarimpulse.com)
A aterrisagem pôde ser acompanhada por imagens ao vivo divulgadas na internet pelos organizadores da iniciativa.O avião Solar Impulse, movido a energia solar, aterrissou na madrugada de sábado (4) no aeroporto internacional de Phoenix, Arizona, depois de 18 horas de voo partindo de San Francisco.
O avião, pilotado pelo suíço Bertrand Piccard, aterrisou em segurança às 7h30 (4h30 em Brasília) e assim terminou a primeira etapa de sua viagem planejada nos Estados Unidos.
Ainda restam outras quatro etapas para concluir o projeto.
A viagem com destino final a Nova York será realizada em cinco fases por razões de segurança.
O avião solar suíço Solar Impulse decola da base aérea de Moffett, perto de São Francisco, na Califórnia, dando início à primeira etapa de sua longa travessia dos EUA. A aeronave revolucionária é movimentada por quatro motores elétricos de energia solar. (Foto: Stephen Lam/Reuters)O avião solar suíço Solar Impulse decola da base aérea de Moffett, perto de São Francisco, na Califórnia, dando início à primeira etapa de sua longa travessia dos EUA. A aeronave revolucionária é movimentada por quatro motores elétricos de energia solar. (Foto: Stephen Lam/Reuters)

Noticias do Meio



Nhá Chica é primeira negra a ser beatificada no país

SÃO PAULO - Francisca de Paula de Jesus, a Nhá Chica, é a primeira beata negra do país. A cerimônia de beatificação da mulher conhecida como "mãe dos pobres" começou às 15h deste sábado e é acompanhada por centenas de devotos, no município de Baependi, em Minas Gerais. Nhá Chica é a primeira negra, analfabeta, filha de escrava e leiga a receber o título de beata pela Igreja Católica no Brasil. O evento reuniu milhares de fiéis de vários pontos do país.
- Nhá Chica intercedeu por mim e um milagre aconteceu na minha vida. O meu filho sofria de depressão. Não saia da cama e tentou suicídio duas vezes. Eu não sabia mais o que fazer. Numa Sexta-feira Santa, há cinco anos, eu estava sozinha na Igreja de Nhá Chica e rezei com muita fé. Foi quando vi a imagem dela sentada pegando meu filho no colo e ela me disse: 'pode ir, seu filho está curado'. Eu cheguei em casa, meu filho já não estava mais na cama. Desde então ele está curado -conta Maria Luiza, de Mogi das Cruzes (SP), uma das primeiras fiéis a chegar para conseguir um lugar logo na frente.
Nhá Chica nasceu em São João Del Rei, em Minas, mas viveu a maior parte da sua vida em Baependi, onde morreu no dia 14 de junho de 1895. Desde então, começaram os relatos de cura por intercessão de Nhá Chica.
Ainda em vida, Nhá Chica passou a ser aclamada pelo povo como a "Santa de Baependi". A causa de canonização aguardava desde 2007 o anúncio de sua beatificação. A graça atribuída a Nhá Chica, e aceita pelo Vaticano, refere-se à professora Ana Lúcia Meirelles Leite, moradora de Caxambu. A professora e dona de casa foi curada de um grave problema congênito no coração, sem precisar de cirurgia. Ana Lúcia rezou para Nhá Chica e atribui sua cura à beata. O fato aconteceu em 1995.
Baependi é um pequeno município do Sul de Minas, com cerca de 18 mil habitantes. A cidade, conhecida nacionalmente como a terra da nova beata Nhá Chica, foi colorida de branco e amarelo, as cores da bandeira do Vaticano.

Vamos refletir um pouco. ( 5 Minutinhos)


Convite à Prece

Programa Convite à Prece
Vai ao AR: 
quinta-feira - 11:50
Minutos para o consolo e o equilíbrio através da oração. Eleve seu pensamento e acompanhe Gastão de Lima Netto nestes momentos de sintonia com a espiritualidade.
Prece nas horas de agonia  
Quem vive a se lastimar não ganha espaço. A prece nas horas de agonia.

Do fundo do Baú

Sarcófago - Alma Gêmea


Aviso

Bom devido aos nossos domínios, tivemos que colocar em funcionamento o domínio papodevaranda.org
Para manter nosso nome,assim tivemos que abrir uma pagina que direcionam  vocês para cá.tudo isso é para evitar vírus e copias,pois já usam o nome por aí....,por esse motivo que temos que colocar o domínio em uso:
Está página é nossa e só serve para ativar nosso domínio e ligar vocês em pesquisas à página principal.
Também ativamos o Domínio do Paisagismo Legal :http://www.paisagismolegal.com/


O que vocês também não precisam se preocupar,pois isso muda automaticamente em seus computadores.
Só estamos avisando para aqueles mais atentos que olharem a URL e perceber a mudança,isso também ocorre  por medidas de segurança e copias.

Noticias do meio


Renato Prieto em estreia teatral no Rio de Janeiro

Seu foco está voltado para os dilemas de Adão (Renato Prieto), um jornalista em fim de carreira. Ele passa por uma transformação ao receber visitas de grandes nomes da humanidade em seu apartamento, no Leme. Numa noite, ele encontra  pessoas que sempre desejou entrevistar, embora elas já tenham partido deste mundo há tempos. No contato,  suas escolhas e sua própria vida.
Com situações acontecendo dentro do apartamento do protagonista.Encontros Impossíveis explora questões existenciais a partir de uma relação com a história da cultura - em especial, o cinema.
 A partir de um aparato de projeção digital, vamos ver desfilar pelo palco personalidades que nos últimos dois séculos nos divertiram, fizeram gerações chorar e refletir e nos ajudaram a enxergar a nossa relação com a vida e com o mundo por outro ângulo - o ângulo da conciliação e do entendimento.
Neste texto/contexto, o autor, numa orquestração entre humor, dor e filosofia, conduz o personagem Adão, um jornalista de meia idade vivido pelo ator Renato Prieto a contracenar com personalidades como Freud, Carmen Miranda, Marilyn Monroe, Judy Garland, Gandhi, Madre Teresa de Calcutá, Freud, Chico Xavier, Martin Luther King e Frank Sinatra.
“A melhor vingança é o enorme sucesso” (Frank Sinatra)
Interpretando o personagem do jornalista Adão, Renato Prieto ocupa o espaço com esses pensadores e artistas, para falar e refletir sobre a vida, com suas alegrias e tristezas.

“O sonho é a satisfação de que o desejo se realize” (Freud)
Nesta licença poética ao teatro, autor e diretor, estreantes nos palcos, ambos com experiência no cinema, usam a metalinguagem visual que o texto oferece,colocando o audiovisual dentro do teatro para enfatizar como essas duas instâncias da arte mesclam-se, na ficção, esboçando uma subversão das convenções teatraisaplicada ao teatro.
AUTOR
Rodrigo Fonseca
Escritor, roteirista e crítico de cinema do jornal
O Globo.
DIRETOR
Gustavo Gelmini
Artista visual de diversos espetáculos e cineasta de
filmes premiados internacionalmente.
ATOR
Renato Prieto
Assistido por mais de 10 milhões de pessoas como
protagonista do filme Nosso Lar.
Tendo atuado em diveros espetáculos pelo país e
assistido por mais de 6 milhões de pessoas em 25
anos.
Atendeu 1.900 instituições com parte da renda da
bilheteria dos espetáculos em todo o Brasil.
FICHA TÉCNICA
Texto: Rodrigo Fonseca
Direção: Gustavo Gelmini
Elenco: Renato Prieto e Patrick Dadalto
Videografismos: Daniel Todd e Paulo Vinicius Senise
Cenário: Doris Rollemberg
Iluminação: Celma Ungaro
Figurino: Anete Cota
Coreógrafia: Maíra Maneschy
Técnico responsável: Marcio Boti
Direção de Produção: Xodó
Administração: Fernanda Barbosa
Assessoria de Imprensa: Rogério Faria
Estagiário: Ruan Machado
Realização: Projeto Renato Prieto / Pedrazul Produções Artisticas
Administração do Projeto: Pedrazul Produções Artísticas
SERVIÇO
Teatro Leblon – Sala Marilia Pera
Estreia 03 de Maio - 04 de agosto
Sábado as 18h e Domingo as 17h
Ingressos: 50,00 / 25,00
Classificação: 10 anos

Noticias do Meio


ROBÔS GANHAM PELE ARTIFICIAL QUE POSSIBILITA SENTIDO DO TATO


Um trabalho de colaboração entre cientistas norte-americanos e chineses resultou em um tipo de pele artificial, capaz de transformar movimentos mecânicos em pulsações elétricas, trazendo à robótica a possibilidade de percepção táctil.
O desenvolvimento do projeto faz parte de um amplo programa conhecido como Computação Perceptiva, um estudo dedicado à exploração de alternativas para produzir sentidos humanos em máquinas. Empresas como a IBM e Intel já obtiveram bons resultados. A pele artificial em questão é composta por uma matriz com 8 mil transistores, elaborada com sensores de óxido de zinco nanométricos, capazes de gerar um impulso eletrônico sempre que submetido a tensão mecânica.
O transistor sensível ao tato recebeu o nome de Taxel e tem capacidade táctil comparável à de um dedo humano.  Quando o material piezoeléctrico, neste caso, o óxido de zinco, se move ou é submetido à tensão, sofre mudanças em sua polarização, o que posteriormente permite controlar o fluxo de corrente que circula pelos cabos. A utilização deste tipo de transistor sensível ao movimento e tensão não está limitada ao desenvolvimento de pele artificial, podendo também ser aplicada às plataformas de controle entre computadores e pessoas, assim como em muitas outras áreas
.

LIÇÃO DE VIDA



Um jovem e um idoso estavam sentados lado a lado, assistindo a um jogo de futebol.
De repente, o jovem começou a explicar porque era impossível alguém da geração do idoso entender a geração jovem. Ele falou bem alto:
  • Vocês cresceram em um mundo diferente, um mundo quase
primitivo. Nós, os jovens de hoje, crescemos com televisão, aviões a jato, viagens espaciais, homens caminhando na lua com espaçonaves tendo visitado Marte... Nós temos energia nuclear, carros elétricos e a hidrogênio, computadores com grande capacidade de processamento
e ...
O jovem fez uma pequena pausa para tomar um gole de cerveja. Então, o idoso aproveitou para falar. E disse para o jovem:
- Você está certo, filho. Nós não tivemos essas coisas quando éramos jovens...por isso, nós as inventamos! E você, um jovem tão esperto, o que está fazendo para a próxima geração?
Nesse momento, todas as pessoas que estavam perto aplaudiram o idoso.
LIÇÃO DE VIDA:
Antes de você menosprezar as pessoas que você considera ultrapassadas, lembre-se de que foram elas que prepararam as facilidades que você tem nos dias de hoje.
E você tem a mesma responsabilidade pelas próximas gerações.
Um novo ano se aproxima. Renove sua forma de pensar. É o futuro que está chegando. Mude para melhor!!!

Noticias do meio


Pedras que 'andam' e deixam rastro intrigam turistas em vale dos EUA

Rochas que se movimentam por até 450 metros são alvo de pesquisas.
Fenômeno acontece no Death Valley, na Califórnia.

.

Pedra que desliza na Racetrack Playa, no Death Valley, EUA (Foto: Creative Commons/TravOC)Pedra deixa rastro na Racetrack Playa, no Death Valley, EUA (Foto: Creative Commons/TravOC)

Um fenômeno misterioso atrai turistas a um parque na Califórnia, nos EUA. Na Racetrack Playa, em Death Valley, diversas pedras se movimentam e deixam um claro rastro no solo.
Segundo a Nasa (agência espacial americana), ninguém viu as pedras se movendo de fato, mas a mudança de posição e as trilhas que elas deixam têm intrigado cientistas desde os anos 1940.Uma vez no leito seco do lago, elas se movem – algumas “viajaram” por até 450 metros. Há também aquelas que se movimentam em pares, deixando dois rastros tão sincronizados que parecem ter sido feitos por um carro.
“As explicações mais óbvias – ação de animais, gravidade ou tremores de terra—foram descartadas, deixando espaço para várias especulações ao longo dos anos”, afirma a agência em seu site.
Uma das teorias mais aceitas sugere que uma rara combinação de condições de chuva e vento é responsável pelo fenômeno. Segundo uma pesquisa, a chuva molha a superfície do solo, deixando-o firme, mas escorregadio, enquanto ventos fortes empurram as pedras.
Pedras que deslizam na Racetrack Playa, no Death Valley, EUA (Foto: NASA/GSFC/Maggie McAdam)Vista de cima das pedras e seus rastros na Racetrack Playa (Foto: NASA/GSFC/Maggie McAdam)

Noticias do Meio


Noticias do Meio


Bilhete único em SP vai valer para uso de bicicletas

Atualmente, há 1.000 bikes disponíveis para empréstimo (Foto: Divulgação)A partir de segunda-feira, 6, será possível usar o bilhete único para pegar emprestadas as bicicletas do projeto Bike Sampa. No início, 100 pessoas já inscritas no serviço poderão participar do teste. Outros interessados devem atualizar seu cadastro no Bike Sampa. Os leitores de bilhete único foram instalados em três estações de empréstimo de bicicletas: Parque Trianon, Shopping Eldorado e Shopping Santa Cruz, todos na zona sul
Atualmente, há 1.000 bikes disponíveis para empréstimo. Elas podem ser utilizadas por 30 minutos e devolvidas em qualquer outra das 100 estações do projeto - todas na zona sul. Ao longo das próximas quatro semanas, a Secretaria Municipal dos Transportes pretende monitorar os locais e horários de retirada e devolução das bicicletas. A SPTrans afirma que as três primeiras estações foram escolhidas por estarem interligadas a terminais de ônibus e estações de Metrô.
Em junho, a Prefeitura e os parceiros privados que patrocinam o projeto pretendem começar a instalar mais 100 estações - todas com leitor de bilhete único e em bairros da região central. A expansão colocará mais mil bikes à disposição. Em 2014, a pretensão é construir mais 100 estações, com 10 bicicletas cada. O Bike Sampa foi inaugurado em 24 de maio de 2012. Foram contabilizadas 220 mil viagens e 140 mil usuários cadastrados, segundo a SPTrans.
Uma avaliação dos usuários do empréstimo de bicicleta feita pela Prefeitura mostra que 70% das viagens são realizadas em dias úteis e duram até 15 minutos. Além disso, 60% das bicicletas são utilizadas nos horários de pico. Quase metade dos ciclistas (45%) também são usuários do transporte público.

Noticias do Meio


Videogame retarda 'decadência mental', diz estudo


Homem joga game durante exposição no Museu de Arte Moderna de Nova York, em março de 2013
Washington - Jogar videogame pode prevenir e até retardar a deterioração de funções cerebrais, como a memória, o raciocínio e o processamento visual.
O estudo da Universidade de Iowa, publicado nesta quarta-feira (1) e feito com centenas de pessoas com 50 anos ou mais, revelou que as pessoas que jogam videogame são capazes de melhorar uma variedade de habilidades cognitivas e reverter até sete anos a decadência mental relacionada com a idade.
"Então, se sabemos disso, não deveríamos estar ajudando as pessoas? É bem fácil e o pessoal de mais idade pode aprender a jogar", afirmou."Sabemos que podemos parar esta decadência e verdadeiramente restaurar a velocidade do processamento cognitivo das pessoas", afirmou Fredric Wolinsky, professor de saúde pública da Universidade de Iowa e principal autor do artigo publicado no periódico PLOS One.
O estudo é o último de uma série de projetos de pesquisa que examina porque as pessoas, à medida que envelhecem, perdem a "função executiva" no cérebro, que é necessária para a memória, a atenção, a percepção e a resolução de problemas.
Wolinsky e seus colegas separaram 681 pacientes saudáveis em quatro grupos. Cada um destes grupos foi dividido em segmentos com pessoas de 50 a 64 anos e aqueles acima dos 65 anos.
Um grupo recebeu palavras-cruzadas computadorizadas, enquanto os outros três grupos jogaram um videogame chamado "Road Tour", que consiste em identificar um tipo de veículo exibido rapidamente em uma placa veicular.
Solicitou-se aos participantes que identificassem novamente o tipo do veículo e o relacionassem com uma placa de trânsito exibida em uma ordenação circular de possibilidades.
O jogador precisa acertar pelo menos três em quatro tentativas para passar de nível, o que acelera a identificação do veículo e adiciona mais distrações.
"O jogo começa com uma avaliação para determinar sua atual velocidade de processamento. Seja qual for, o treinamento pode ajudá-lo a ficar uns 70% mais rápido", disse Wolinsky.
Os grupos que jogaram por pelo menos 10 anos, tanto em casa quanto em um laboratório na universidade, obtiveram pelo menos três anos de melhoramento cognitivo quando testados depois de um ano.
Um grupo que passou por um treinamento adicional de mais quatro horas com o jogo se saiu ainda melhor, melhorando suas habilidades cognitivas em quatro anos, segundo o estudo.
"Nós não só evitamos o declínio (das habilidades cognitivas), como realmente as aceleramos", afirmou Wolinsky.
A chave parece consistir em melhorar a velocidade de processamento do cérebro, que também pode ampliar nosso campo de visão.
"À medida que envelhecemos, nosso campo de visão desmorona", explicou Wolinsky. "Ficamos com visão em túnel. É uma função normal do envelhecimento. Ajuda a explicar porque a maior parte dos acidentes acontecem em interseções porque os mais velhos olham para frente e percebem menos as periferias", acrescentou.
O estudo se alicerça numa pesquisa iniciada nos anos 1990 sobre os esforços para melhorar a memória, o raciocínio e a velocidade do processamento visual.
Os cientistas descobriram que aqueles que jogaram "Road Tour" tiveram uma pontuação muito melhor do que o grupo das palavras cruzadas em funções como concentração, agilidade com mudança de uma tarefa mental para outra e a velocidade em que a nova informação é processada.
A melhora variou de 1,5 ano a quase sete anos em melhoria da atividade cognitiva, ressaltou o estudo.
"Trata-se do fenômeno 'use ou perca'", explicou Wolinsky. "O declínio cognitivo relacionado com a idade é real, acontece e começa mais cedo e permanece de forma constante. A boa notícia é que nós podemos fazer algo sobre isto", acrescentou.

Do fundo do Baú

Tumblr




LIÇÃO DE VIDA


Um navio foi destruído durante uma tempestade em alto mar e só dois homens foram capazes de nadar até uma pequena ilha deserta. Os dois sobreviventes, não sabendo mais o que fazer, concordaram que não tinham outro recurso além de orar a Deus. Porém, para descobrir qual oração era mais poderosa, concordaram em dividir o espaço entre eles e permanecer em lados opostos da ilha.
A primeira coisa que pediram em suas orações foi por alimento.
Na manhã seguinte, o primeiro homem viu uma árvore cheia de frutas no seu lado da terra e ele se preparou para comer a sua fruta. A porção de terra do outro homem, porém, permaneceu seca.
Depois de uma semana, o primeiro homem, que se sentia muito sozinho, orou pedindo uma esposa. No dia seguinte, outro navio foi destruído e o único sobrevivente, era uma mulher que nadou para o seu lado da ilha.

No outro lado da ilha, onde estava o segundo homem, nada aconteceu.
Durante outra oração, o primeiro homem pediu por uma casa, roupas e mais alimento. No dia seguinte, como que por magia, ele recebeu tudo o que desejava.

Mas, o segundo homem, ainda estava de mãos vazias.
Finalmente, o primeiro homem orou pedindo um navio, para que ele e sua esposa pudessem deixar a ilha. Assim aconteceu. De manhã, ele encontrou um navio ancorado no seu lado da ilha. Ele, então, abordou o navio com sua esposa e decidiu deixar o segundo homem na ilha. Achava que o outro homem não era dígno de receber as bênçãos de Deus, já que nenhuma de suas orações tinha sido atendida.
Quando o navio estava para partir, o primeiro homem ouviu uma voz vinda do céu, que dizia:
- Por que você está deixando seu companheiro na ilha?

E o primeiro homem respondeu:
- Minhas bênçãos são somente minhas, já que fui eu quem orei por elas. As orações de meu companheiro ficaram todas sem respostas e, então, ele não merece nada.
Mas a voz o repreendeu:
- Você está errado! Seu companheiro fez apenas uma oração, que eu respondi. Se não fosse por isso, você não teria recebido qualquer de minhas bênçãos.

E o primeiro homem quis saber:
- Conte-me, o que o meu companheiro pediu em suas orações?

E a voz concluiu:
- Seu companheiro orou para que todos os seus pedidos fossem atendidos.


LIÇÃO DE VIDA:
A gente só pode ser feliz de verdade, se os outros forem primeiro!
Um novo ano se aproxima. É mais do que nunca tempo de paz.
Faça muitos planos, mas não se esqueça do seu próximo!!!

Noticias do Meio


Cientistas de Harvard fazem primeiro voo controlado de 'robô-inseto'
Aparelho de 80 mg levou mais de uma década para ser concluído.
Expectativa é que dispositivo possa ser usado em várias áreas no futuro.

Cientistas americanos fizeram o primeiro voo controlado de um robô do tamanho de um inseto, após mais de uma década de trabalhos. Os resultados do projeto, conduzido pela Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas (Seas) e pelo Instituto Wyss de Engenharia Biologicamente Inspirada de Harvard, em Cambridge, Massachusetts, foram publicados nesta quinta-feira (2), na edição online da revista "Science".
O RoboBee (Robô Abelha) consegue decolar verticalmente, pairar acima da superfície e ser direcionado para ambos os lados. Apesar do nome, ele foi inspirado no design de uma mosca, tem metade do tamanho de um clipe de papel e pesa 80 mg. Suas asas têm 3 cm de envergadura e batem até 120 vezes por segundo.
  •  
'Robô-inseto' é criado por cientistas de Harvard (Foto: Kevin Ma and Pakpong Chirarattananon, Harvard University)'Robôs-insetos' desenvolvidos nos EUA (Foto: Kevin Ma e Pakpong Chirarattananon/Harvard University)
O aparelho é feito de tiras de cerâmica que se expandem e se contraem quando um campo elétrico é ativado. Também apresenta um corpo de plástico contendo fibras de carbono, que servem como articulações, além de um sistema que comanda os movimentos de rotação das asas, cada uma de forma independente.
No artigo publicado na "Science", o coautor Pakpong Chirarattananon, estudante de pós-graduação em Harvard, lembra que ficou tão entusiasmado com o robô, que nem conseguiu dormir.
Segundo os pesquisadores, o minúsculo dispositivo representa um grande avanço nas áreas de micromanufatura e sistemas de controle, e dezenas de pesquisadores da universidade têm se concentrado nesse tipo de inovação nos últimos anos.
'Robô-inseto' é criado por cientistas de Harvard (Foto: Kevin Ma e Pakpong Chirarattananon/Harvard University)Aparelho é comparado a moeda americana (Foto: Kevin Ma e Pakpong Chirarattananon/Harvard University)
O coautor Kevin Y. Ma, estudante de pós-graduação na Seas, explica que robôs grandes podem funcionar com motores eletromagnéticos, mas, em uma escala tão pequena como essa, foi preciso buscar uma nova alternativa. Isso porque, em proporções minúsculas, qualquer mudança de fluxo de ar pode ter um efeito enorme sobre a dinâmica de voo, e o sistema de controle precisa reagir muito mais rápido para se manter estável.
Apenas nos últimos seis meses, a equipe fez mais de 20 protótipos do RoboBee, e os próximos devem ser ainda mais confiáveis, com baterias menores, materiais mais leves e fortes e novas combinações, para melhorar a precisão geral de cada dispositivo.
Os próximos passos deverão abranger o trabalho paralelo de vários cientistas que pesquisam áreas como o cérebro, o comportamento de colônias de insetos e fontes de energia. A meta é que, com a ajuda da observação da natureza, o robô possa um dia ser totalmente autônomo e sem fio.
No futuro, espera-se também que o RoboBee possa ser aplicado para monitoramento ambiental, operações de busca e salvamento, polinização de culturas e até na área médica.
"Quero criar algo que o mundo nunca viu antes. (Esse trabalho) É sobre a emoção de ir além dos limites do que nós pensamos que podemos fazer, dos limites da engenhosidade humana", diz Kevin Y. Ma.

Vamos refletir um pouco. ( 5 Minutinhos)


Programa Convite à Prece
Vai ao AR: 
quinta-feira - 11:50
Minutos para o consolo e o equilíbrio através da oração. Eleve seu pensamento e acompanhe Gastão de Lima Netto nestes momentos de sintonia com a espiritualidade.
Talentos que enriquecem nossa personalidade
Momentos surgem em que a vida nos pede compreensão.

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org