Sarcófago - Say you love me


Noticias do Meio (IMPO)




Tremor de magnitude 6,6 ocorreu na província de Sichuan.
Mais de 2 mil militares foram enviados para reforçar os socorristas.

Um terremoto de magnitude 6,6 que atingiu na manhã deste sábado o sudoeste da China deixou pelo menos 160 mortos e mais de 6,7 mil feridos, segundo as autoridades locais, que enviaram à região milhares de soldados para ajudar nas operações de resgate.
O tremor ocorreu ao pé do planalto tibetano, na província de Sichuan, uma região com forte atividade sísmica que já foi devastada em 2008 por um potente terremoto.
As primeiras fotos da catástrofe mostravam edifícios destruídos e muitos escombros nas ruas.
Imagens aéreas apresentavam zonas rurais onde as casas pareciam ter desmoronado, e outras, mais povoadas, onde os danos eram menores.
Criança é resgatada após terremoto na província de Sichuan (Foto: AFP)Criança é resgatada após terremoto na província de Sichuan (Foto: AFP)
As construções das zonas rurais chinesas costumam ter materiais de qualidade duvidosa e as normas antissísmicas quase não são respeitadas.
Mais de 2 mil militares foram enviados para reforçar os socorristas que trabalhavam no local, indicou a agência oficial Xinhua.
O novo presidente chinês, Xi Jinping, pediu que as vítimas sejam ajudadas, enquanto o primeiro-ministro Li Keqiang visitou a região afetada, assim como seu antecessor Wen Jiabao costumava fazer em caso de catástrofes, o que o tornou muito popular. "As primeiras 24 horas são cruciais para salvar vidas", disse o primeiro-ministro.
O presidente russo, Vladimir Putin, enviou um telegrama de pêsames ao seu colega chinês e afirmou que a Rússia está preparada para dar toda a ajuda necessária à China, anunciou o Kremlin.
A província de Sichuan, uma das mais povoadas da China, com 80 milhões de habitantes, foi devastada por um tremor em 2008 que deixou cerca de 87 mil mortos e desaparecidos.
Forte tremor deslocou e jogou uma imensa rocha numa estrada do condado de Lushan, província de Sichuan. (Foto: Hai Mingwei / Xinhua / Via AP Photo)Forte tremor deslocou e jogou uma imensa rocha numa estrada do condado de Lushan, província de Sichuan. (Foto: Hai Mingwei / Xinhua / Via AP Photo)
A agência de notícias oficial indicou que o terremoto de sábado alcançou uma magnitude de 7, enquanto o Instituto Geofísico dos Estados Unidos (USGS) registrou um tremor de magnitude 6,6. A profundidade foi estimada em 12 km, uma distância muito pequena, o que favorece a ocorrência de muitos danos.
As operações de resgate eram dificultadas por deslizamentos de terra provocados pelo tremor, indicou a CCTV.
O terremoto foi sentido fortemente em Chengdu, a capital provincial de Sichuan, e até mesmo na vizinha metrópole gigante de Chongqing, um município que abriga 33 milhões de pessoas.
Nestes dois locais, os habitantes deixaram suas casas rapidamente.
População acompanha resgate de vítimas ao lado de um edifício Sichuan (Foto: AFP)População acompanha resgate de vítimas ao lado de um edifício Sichuan (Foto: AFP)
Bertrille Snoeijer, uma holandesa que mora em Chengdu, estava em sua casa quando ocorreu o tremor. 'Pouco depois das 08h00, tudo começou a tremer, os objetos caíram', contou à AFP.
Assim como seus vizinhos, a holandesa saiu para a rua.
Na região mais afetada pelo tremor as comunicações telefônicas estavam cortadas ou fortemente afetadas.
Estudantes estavam presos sob um edifício universitário que desabou em Ya'an, indicou o site de informação Sina.com.
Aos sábados, os estudantes chineses em geral não têm aula, com exceção de alguns institutos de ensino médio. Uma jornalista do canal de televisão local iria se casar neste sábado, mas precisou trabalhar ao vivo para cobrir a catástrofe, vestida de branco, segundo uma foto sua que circulava na internet.
Pouco depois do terremoto de 2008, a qualidade da construção das escolas em Sichuan foi muito criticada. Familiares em luto e com raiva exigiram a verdade e quiseram entender as razões pelas quais os prédios que abrigavam suas crianças desabaram com facilidade, enquanto outros edifícios oficiais resistiram.
Os terremotos são relativamente frequentes na China, embora a população esteja menos acostumada com eles do que no Japão.
O governo brasileiro divulgou uma nota lamentando o terremoto. Na nota, o governo diz que tomou conhecimento com grande pesar das mortes e perdas materiais provocadas pelo terremoto que atingiu na província de Sichuan.
O Brasil transmite suas condolências e solidariedade aos familiares das vítimas, ao povo e ao Governo da República Popular da China.
Primeiro-ministro Li Keqiang (centro) visitou a região afetada (Foto: AP)Primeiro-ministro Li Keqiang (centro) visitou a região afetada (Foto: AP)

Opinão




A outra história do atentado em Boston: espetáculo em cinco atos


Cai a cortina. E, como em qualquer espetáculo teatral, o público aplaude os atores. Eles desfilam em seus carros com luzes que piscam vermelhas e azuis, os tanques antibombas passam sob um frenesi de uma sociedade que, desde 11 de setembro de 2001 vive a frustração por não ter conseguido caçar os terroristas que abalaram o orgulho nacional

CAÇADA HUMANA,
ESPETÁCULO EM CINCO ATOS (OU, CINCO DIAS)
Roteiro, Direção e Sonoplastia – CIA, FBI, POLÍCIA DE BOSTON
Participação Especial – Sociedade Americana
Narração – Fox News
Era Boston, início da tarde de 15 de abril, numa primavera sonolenta e ainda fria, quando dois irmãos saíram de casa. Nas costas carregavam um elemento cada dia mais demonizado pela sociedade americana: mochila. E essa tinha seus perigos. Ela transportava uma bomba. Caseira, rudimentar, de baixo impacto, de fácil feitura, numa panela de pressão. Mas continuava sendo uma bomba. E bombas, de nêutrons ou caseiras, são construídas com o mesmo objetivo. Para matar. Sempre.
Os jornais da cidade de Boston naquela segunda-feira, dia da “segunda maratona do mundo” (a primeira continua sendo a grega) trazem notícias corriqueiras., além do assunto do dia, a maratona . Nas primeiras páginas do jornais de Boston, New York, Washington, Chicago, Miami, nenhuma linha sobre o que acontecera na véspera, domingo, 14 de abril. Naquele dia, 30 pessoas, entre elas oito crianças, foram mortas por um drone no Afeganistão. A máquina da morte confundiu uma cerimônia de casamento com ato terrorista. Há quem concorde.
São 2h17min da tarde de 15 de abril na bela e culta cidade de Boston. Correrias, sirenes, multidão em polvorosa. A bomba havia explodido. Três pessoas são envolvidas em sacos plásticos. Mortas. Outras 160 se espalham pela rua interditada e pelas calçadas. Feridas. Comoção nacional. Não pelo drone que matou 30 pessoas inocentes. Mas pelo “ato terrorista” que matou três inocentes, entre eles um garoto e 160 feridos. Um deles, com pernas amputadas.
24 horas do atentado, nenhum suspeito. Nada. Nenhuma testemunha mas (as conjunções adversativas sempre mudam a história do mundo), surge a primeira imagem, um primeiro suspeito. Alguém que andava sobre os telhados na hora da maratona.
As especulações qual coriscos ensandecidos, riscam os céus de Miami, Chicago, Washington, New York e Boston. “Isso é coisa do Tea Party”, reclamam uns. “Parece que foi ação de quem é contra a alta de impostos”, bradam outros. Ninguém se lembra de que o Congresso dos EUA está, nesse momento, discutindo uma Lei de Migração menos draconiana. A discussão arrepia e traz pesadelos para a extrema direita e seu atual líder, senador pela Flórida, Marco Rúbio. Filho de cubanos fugidos da ilha nos 60.
Quarta-feira, 17 de abril. A câmera de um “anônimo” traz, finalmente, aquilo que mais de 300 milhões de americanos esperavam. A imagem de dois rapazes. Eles e suas e suas mochilas. Os dois próximo à lixeira onde a bomba fora deixada.
irmãos tsarnaev atentado boston
Irmãos Tsarnaev, suspeitos de atentado em Boston (Foto: Divulgação)
Ainda é 17 de abril. A voz da âncora da Fox News ecoa pelos ares de um país em pânico. Mas, antes de qualquer pronunciamento oficial, a âncora da Fox News canal de televisão de Rupert Murdoch (a mesma que se recusou a acreditar na reeleição de Obama) deixa escapar o cheiro da panela. Um cheiro de Islam servido num samovar.
17 de abril, em Boston, a câmera com imagem dos dois irmãos, de nomes impronunciáveis no Ocidente, se junta a outras câmeras. A CIA entra em ação para ampliar as imagens que mais a interessavam A dos dois irmãos. A Polícia de Boston nega ter feito a captura de qualquer suspeito.
Já é quinta-feira, 18 de abril. CNN, com seu noticiário desbotado e Fox News exigindo vingança passam a centralizar o noticiário na busca dos “terroristas”. Às nove da noite desse dia, as imagens dos dois irmãos surge nas telas das redes sociais com a tarja “Wanted” (Procurados). A mesma tarja utilizada na colonização da costa Oeste do país para encontrar pistoleiros ou ladrões de gado, de banco…
Ainda é quinta-feira. Dez da noite. O lado Leste dos EUA já se entregou ao sono. A sociedade estadunidense dorme cedo. Mantém até hoje hábitos rurais, com algumas exceções. Na Fox News, uma voz embargada de emoção anuncia que uma loja de conveniências foi assaltada. Eram os dois irmãos. Eles também fizeram um refém, o dono de uma Mercedes SUV (Sport Utility Vehicule), um jeep possante. O refém escapa enquanto os irmãos assaltam a loja. Nem o FBI, nem a CIA, nem a Polícia de Boston mostra a loja do assalto e muito menos o cidadão sequestrado.
A partir daí, a tarja “Wanted” pode ser substituída pela tarja “Fiction”. Ou, acredite, se quiser. Porque, nessa tragédia, com cinco mortos (os quatro pela bomba e um dos irmãos pela polícia) a verdade de substantivo abstrato, torna-se substantivo volátil.
10h30min da noite de quinta-feira, os dois irmãos, mesmo num carro possante, não tinham se afastado tanto do local do sequestro seguido de roubo. A Polícia cerca o carro. Uma câmera imóvel filma o tiroteio. O som dos tiros são nitidamente de armas do mesmo calibre. Mas a versão oficial informa que a polícia foi recebida com bombas, embora o vídeo de câmara parada não mostre nenhuma explosão.
O mais velho dos irmãos é preso (ou se entrega, ninguém sabe). E morre “a caminho do hospital”. Ou vocês pensavam que só bandido brasileiro morre a caminho do hospital depois de “intensa troca de tiros”?
O irmão caçula, ferido, consegue escapar. Deixa um rastro de sangue, mas a polícia não segue as pegadas frescas. Desloca-se para uma pacata cidadezinha, Watertown para vasculhar a casa onde, afirmam as autoridades, viviam os irmãos. A essa altura, o telespectador já sabe que eles são estrangeiros. Vieram da sofrida Chechênia, país localizado numa região onde a morte chega pelas mãos das tropas de ocupação do Afeganistão. Ou, pela arma mais abjeta criada pela indústria armamentista dos Estados Unidos, o drone.
Os repórteres, âncoras e comentaristas se entreolham decepcionados. Por que Chechênia? Afinal de contas, Chechênia, é um país invadido pela Rússia. Seus imigrantes têm direito ao status de “refugiados”. Ou seja, os dois estavam fugindo do antigo inimigo número um dos EUA, a poderosa União Soviética. Um fantasma que por mais de cinco décadas povoou os pesadelos dos americanos. Não fazia sentido, bradavam os analistas e especialistas em Segurança e Terrorismo.
Helicópteros, carros antibombas, agentes com colete do FBI, Polícia de Boston, sirenes incessantes. A casa é cercada. São 10h30 da manhã de 19 de abril. A caçada fora iniciada doze horas antes. O movimento é acompanhado por centenas de jornalistas e canais de TV. As ruas da cidade foram fechadas. Ninguém entra ou sai. Os vôos, cancelados. Boston e seus arredores transformam-se em cidades sitiadas. “Estou no meio da guerra” dizia ao microfone um repórter da Fox News num cenário onde não se via carros ou pessoas.
Pé ante pé, rodeados por câmeras de grandes e pequenos canais de TV, batalhões de policiais, agentes do FBI, especialistas em desarmar bombas, helicópteros de guerra sobrevoam a pacata Watertown.
A âncora da Fox News baixa o tom de voz dramaticamente para dizer, “o procurado é uma pessoa de extrema periculosidade”. Ela está rouca e muito excitada. A polícia, qual seriado de TV, põe a arma em diagonal (nunca entendi porque as armas ficam na diagonal da mão quando a polícia busca criminosos). Chegam à casa onde viveriam os dois irmãos. Não se ouve nada. Nenhum som.
Frustração. Os policiais abandonam o interior a busca. E saem declarando que havia um verdadeiro arsenal dentro da casa vazia. E muitas bombas, algumas delas de alto poder destrutivo e que “exigem treinamento para sua fabricação. Não há imagens do arsenal.
Só um protesto diante da cena. A tia dos dois irmãos é advogada. Sem papas na língua. E vive no Canadá. Quando uma jornalista lhe pergunta o que acha do fato de seus sobrinhos terem bomba em casa, ela, voz firme, com forte sotaque do Leste europeu: “Evidências. Quero evidências de que havia bombas. Quem está informando sobre as bombas é o FBI e a CIA. Mas não há evidências”. E até agora as evidências continuam no anonimato.
Ninguém contesta a informação. Ninguém se pergunta por que os dois irmãos, “pessoas de extrema periculosidade” deixaram em casa bombas potentes e usaram uma outra de baixo impacto.
“Necessidade de treinamento para a fabricação”. A frase, parece solta ao acaso. Mas não se iludam. É o primeiro passo, o primeiro elo com o “terrorismo” (leia-se “terrorismo islâmico”).
14h30min de 19 de abril. A caçada continua sem pistas da pessoa de “extrema periculosidade”. A essa altura, na cozinha da Fox News, a panela de pressão assovia. Na tela o sinal de “Alert”, ou seja, vem notícia bombástica (sem trocadilhos).
E, para um público que, passivamente se deixa impregnar pelo noticiário como se fossem gansos alimentados para que seus fígados engordem e se transformem em paté de “foie gras”, a voz que alicia multidões diz que…tchan…tchan…tchan, o mais velho dos irmãos passou “seis meses na Chechênia.
Que absurdo! Como é que um checheno tem a ousadia de passar seis meses na Chechênia, mesmo morando no país mais rico e poderoso do planeta? Isso é crime. É sinal explícito de militância terrorista.
Mas ainda não era tudo. Os ponteiros do relógio avançavam. A caçada ia a passos de um velho celacanto. Nessa época do ano, o dia invade a noite. Só se deixa vencer quando não mais consegue provar o poder do sol.
As tropas tomam outra direção. Agora procuram um barco ancorado na terra. Lá está um adolescente. Ferido. Sangrando.
São 19h30 em Boston e seus arredores. A claridade é suficiente para encontrar filhotes de esquilo em mata fechada. Os helicópteros continuam vasculhando céu, terra. As tropas do país mais armado do mundo parecem perdidas. O bombardeio da Foz News sobre os gansos repete exaustivamente as mesmas informações. Em tons de filme macabro ou novela policial, os âncoras se revezam em adjetivos. Os gansos estão quase a ponto de virar patê de foie gras, explodindo de ódio contra os seguidores do Alcorão.
A luminosidade cede lugar às primeiras escuridões. A Fox News, num tom solene anuncia que o aparato policial “avança com cautela” porque quer pegar o irmão sobrevivente “vivo”. Como se fosse uma grande concessão.
21 horas. Já é noite de 19 de abril em Boston, em Watertown, Miami, New York e Washington. Em Chicago ainda há luz. A escuridão impede imagens nítidas mesmo para câmeras poderosas. E… “cantemos ao senhor”, a pessoa de “extrema periculosidade” é capturada. Está ferida. Perdeu muito sangue por quase 24 horas. Debruçados sobre um corpo magro, os paramédicos impedem telespectadores de olhar a cara do “terrorista” que é levado para o hospital. Os helicópteros com luzes infravermelho retornam à base.
Cai a cortina. E, como em qualquer espetáculo teatral, o público aplaude os atores. Eles desfilam em seus carros com luzes que piscam vermelhas e azuis, os tanques antibombas passam sob um frenesi de uma sociedade que, desde 11 de setembro de 2011 vive a frustração por não ter conseguido caçar os terroristas que abalaram o orgulho nacional.
O espetáculo que se encerra com os habitantes de toda uma cidade carregando flores ou velas protegidas por saco de papel cantando “God save America. My home, sweet home/ God save America/ my home sweet home, numa verdadeira catarse nacional.


Vamos refletir um pouco. ( 5 Minutinhos)


Programa Convite à Prece
Vai ao AR: 
quinta-feira - 11:50
Minutos para o consolo e o equilíbrio através da oração. Eleve seu pensamento e acompanhe Gastão de Lima Netto nestes momentos de sintonia com a espiritualidade.

O abismo chama o abismo
Uma boa ação contribui para a nossa felicidade. O abismo chama o abismo.


PAISAGISMO LEGAL: Plante uma ÁRVORE em homenagem a uma VIDA


PAISAGISMO LEGAL: Plante uma ÁRVORE em homenagem a uma VIDA: Você pode ter ouvido em plantar uma árvore em comemoração a um nascimento. Eu acho que a mesma lógica se aplica para uma morte.  A árvore si...

Noticias do meio


156 Anos de O Livro dos Espíritos

O Espiritismo surgiu na França no dia 18 de Abril de 1857 com o lançamento de “O livro dos Espíritos”
Por isso 18 de Abril é considerado com uma marco para a doutrina Espírita
A cada 18 de abril, os espíritas recordam o ano de 1857, este ano, 156 anos de lançamento de O Livro dos Espíritos. 
Mais tarde, ele seria complementado pelo Livro dos Médiuns,que neste ano completa 150 anos de lançamento. O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese, formando o pentateuco espírita.
"O Livro dos Espíritos" tem uma importância excepcional por ser uma revelação, de iniciativa do Plano Superior com a finalidade de facilitar e orientar o progresso humano. Afinal, para vivermos em equilíbrio, precisamos de respostas. "O Livro dos Espíritos" de Allan Kardec, foi à primeira obra da codificação, onde se encontram os princípios fundamentais do espiritismo. Seu conteúdo é apresentado em 4 partes: As causas primárias; Mundo espírita ou dos espíritos; Leis morais; Esperanças e consolações. Nos ensinamentos contidos em O Livro dos Espíritos que é um manual de conduta para a vida, encontramos recursos para que se compreenda, sem mistérios, as leis de causa e efeito, a reencarnação, a evolução do espírito, as ocupações e missões dos espíritos, entre tantas outras respostas, respostas estas embasadas sempre pela ciência, filosofia e religião.

Noticias do Meio

Grupo C.E, Assume página do "Doutor  Ransenfoldem Escandinavo".
Doutor  Ransenfoldem Escandinavo,é um personagem fictício que faz comédia nas rádios e entre estudantes de Brasília.
Como a página estava parada,por falta de tempo do criador do "Doutor",O grupo C.E decidiu deixar o "Doutor" só nas rádios e assumir sua página como mas um meio de comunicação ligada ao grupo,já que "Ransem" contém 150 seguidores nesta página,é claro que se desfizemos de algumas amizades,pois vale lembrar que "Ransem" é um personagem de comédia,já o Grupo por inteiro não.
Por isso o motivo de algumas "Desfeitas" de amizade.



Programas que Amamos

Participem da enquete!!!


O futuro do Aurorinha esta em suas mãos !!!
Se o aurora estar bom do jeito que estar, vote Deve manter ...
Se você acha que o Aurora tem que ter mas espaço e recursos aos seus usuários, vote Deve voltar...

A direção do Aurora convenceu os diretores do Grupo C.E, de reaver essa possibilidade, sendo assim, eles querem ver a resposta do público.
Essa é a chance para quem quer a Rede de volta, ou para quem defende este Formato.
Votem e participem, a enquete ficará aberta até primeiro de Dezembro, saindo o resultado já iniciaremos o ano de 2014 com o mesmo Formato ou retorno da Rede.
Agora é com vocês, votem logo, não deixem para ultima hora. defenda sua opinião.

LIÇÃO DE VIDA


Há muitos e muitos anos atrás, nos tempos de guerra em que milhares de soldados deixavam suas famílias para morrer no campo de batalha, um menino apareceu bem no meio da linha de fogo. Os bombardeios tinham cessado e aquele menino parecia procurar alguém. Ao ver aquela pequena criança, com um ar tão triste, um soldado se aproximou e perguntou:
- Meu filho, o que você faz aqui? Estamos em guerra e é muito perigoso você andar por esses lados. Qual o seu nome?
O menino respondeu:
- Me chamo Carlos e eu sei que é perigoso andar por aqui, mas eu estou procurando uma pessoa.
O soldado, ainda sem entender o que aquela criança fazia ali, falou:
- Você está procurando quem no meio dessa guerra?
E o menino explicou:
- Sabe o que é, seu moço, eu estou procurando meu pai que não vejo há muito tempo. Ele saiu de casa disse que ia para a guerra, que ia defender nosso país, mas eu estou com muitas saudades dele. Será que o senhor podia me ajudar a encontrá-lo?
O soldado, com o coração apertado e sem saber o que fazer, explicou ao menino que era muito perigoso uma criança ficar ali:
- Meu filho é muito perigoso uma criança ficar andando por aqui, mas me fale como é seu pai porque eu vou procurá-lo e levarei seu recado.
O menino agora com os olhos cheios de esperança, disse:
- Tá bom o meu pai é alto, forte, tem olhos azuis como os meus e uma barba bem cortada. Os cabelos também são loiros, aliás, moço, meu pai é muito bonito. Eu tenho aqui uma foto dele.
Nesse momento o menino tira do bolso da bermuda uma foto de seu pai e a entrega ao soldado, dizendo:
- Veja, olhe bem o rosto do meu pai pro senhor não se confundir. Ele se chama Ivan e eu queria que o senhor falasse pra ele que eu estou fazendo tudo que ele me pediu e estou cuidando muito bem da minha mãe e da minha irmãzinha menor.
O soldado, que já tinha até se esquecido da guerra, ficou encantado com o amor que aquele menino tinha pelo pai e prometeu encontrar o tal Ivan e dar o recado, mas o menino ainda falou mais:
- Ah, moço, por favor, o senhor faz mais uma coisa?
E o soldado pergunta:
- O quê? Pode falar.
- Eu queria que o senhor chegasse bem pertinho do meu pai e desse um beijo nele.
O soldado, um pouco receoso, disse:
- Mas como eu vou beijar seu pai?
E Carlos, muito inocente, disse:
- Sim, o senhor chega perto dele, dá um beijo e diz que fui eu que mandei.
O soldado ainda ficou um pouco encabulado, mas diante de tanto amor ele não pode negar o pedido aquele menino e partiu para mais uma luta.
Aliás foi uma noite de muitos bombardeios, parecia que a guerra estava cada vez mais forte. E no dia seguinte quando se preparavam para socorrer os feridos, aquele soldado percebeu que um homem com as descrições do pai de Carlos estava jogado em cima de uma maca. Ele se aproximou e perguntou:
- Qual o seu nome?
O homem, muito ferido e falando com dificuldades, disse:
- Me chamo Ivan.
O soldado então pegou a pequena foto que aquele menino tinha lhe dado e percebeu que realmente era seu pai, o pai que aquele menino tanto amava e tanto queria de volta em casa.
O soldado se aproximou mais do homem ferido e lhe deu um beijo no rosto. O homem estranhando aquela atitude, perguntou:
- Ora o que é isso, eu estou quase morrendo e você vem me beijar?
E o soldado explica:
- Me desculpe, senhor. Esse beijo foi o seu filho Carlos que mandou, ele pediu que eu lhe falasse que ele está cuidando muito bem da mãe e da irmã e que está fazendo tudo aquilo que o senhor mandou. Ele disse também que o ama muito e que tem muito orgulho do pai que tem.
O homem, que tinha perdido muito sangue, virou o rosto e sussurrou:
- Muito obrigado, era só isso que eu precisava saber.
Nesse momento, Ivan, o soldado, pai de Carlos, morreu e nunca mais pode voltar para os braços do seu filho.
LIÇÃO DE VIDA....

O ódio e a ganância, muitas vezes, acabam tirando a vida de pessoas inocentes e destruindo famílias. Mas o amor que você tem por alguém ultrapassa todas as fronteiras e até mesmo o limite dessa vida. Por isso antes de querer conquistar o mundo, conquiste a paz dentro da sua casa e assim você pode viver feliz e ensinar coisas muito importantes para sua família.

Tumblr




THIS WAS NEVER ABOUT MONEY FOR US
Us Versus Them

Música

Super Dicas


Sua Dieta




CAFÉ DA MANHÃ
Bolo de abacaxi com coco
Rendimento: 1 Porção
Caloria por porção: 190 kcal
ALMOÇO
Guacamole
Rendimento: 1 Porção
Caloria por porção: 88 kcal
JANTAR
Frango com berinjela
Rendimento: 1 Porção
Caloria por porção: 158 kcal

PAISAGISMO LEGAL: Paisagismo na "praia", no CANADÁ

PAISAGISMO LEGAL: Paisagismo na "praia", no CANADÁ: Esta praia não foi feita para que as pessoas nadassem no lago, mas sim para servir como um local público de lazer, relaxamento e atividade...

Noticias do Meio

ESPIRITISMO - DIA DO ESPIRITA - CAMARA MUNICIPAL SAO PAULO - DRA. MARLEN

Noticias do Meio


ESTADOS UNIDOS TREINARÁ SEUS SOLDADOS COM VÍDEO GAMES

O exército dos Estados Unidos e a Intel, gigante de computadores e inteligência tecnológica, prometem revolucionar a arte de treinamento e estratégia militar, com a criação de uma plataforma virtual para treinar manobras de ataque e defesa de soldados. Apesar de atualmente existirem outras tecnologias de simulação, nenhuma é tão poderosa ou está adaptada à participação de centenas de pessoas atuando em um cenário de maneira conjunta. As mais avançadas podem chegar a um limite máximo de 40 pessoas. O engenhoso acordo ambiciona reproduzir simulações de treinamento em grandes extensões de terrenos e uma interação muito mais detalhada e complexa, de um grande número de participantes.

FORMAÇÃO ÚNICA E MAGNÍFICA DE 24 MILHÕES DE ANOS CRIA MONTANHAS MULTICOLORIDAS NA CHINA

Formação única e magnífica de 24 milhões de anos cria montanhas multicoloridas na China
Parece cenário de um outro planeta ou uma tela pintada à mão, mas na realidade esta obra da natureza está em construção há 24 milhões de anos na China e vem chamando a atenção de um número cada vez maior de turistas. Trata-se do Parque Geológico Zhangye Danxia, na província de Gansu, no norte da China.
Esse tipo de geomorfologia é única e localizada apenas na China. Ela ocorre por causa das formações de arenito e outros depósitos minerais que se acumularam por milhões de anos.
Formação única e magnífica de 24 milhões de anos cria montanhas multicoloridas na China
Outros fatores, como o movimento da crosta terrestre, vento e chuva criaram camadas de diferentes cores, texturas e tamanhos, o que resulta praticamente em uma espécie de quadro aos olhos dos visitantes.
As pessoas que visitam a região podem desfrutar e explorar este visual único em passarelas que estão sendo construídas ao longo das montanhas.
Formação única e magnífica de 24 milhões de anos cria montanhas multicoloridas na China
Artigo relacionado

Super Dicas


Sua Dieta




CAFÉ DA MANHÃ
Bolo de abacaxi com coco
Rendimento: 1 Porção
Caloria por porção: 190 kcal
ALMOÇO
Guacamole
Rendimento: 1 Porção
Caloria por porção: 88 kcal
JANTAR
Frango com berinjela
Rendimento: 1 Porção
Caloria por porção: 158 kcal

Sarcófago - Antes que seja tarde


LIÇÃO DE VIDA


Durante uma viagem, Madre Teresa de Calcutá percebeu que um fotógrafo insistia em fotografar seus olhos, bem de perto, em close.
Curiosa, a Madre perguntou ao fotógrafo?
- Você me desculpe, mas por que você quer fotografar os meus olhos?
E o fotógrafo, sorrindo, respondeu:
- Porque os seus olhos, Madre, são os mais felizes que já vi.
Então, Madre Teresa, sorrindo, disse ao fotógrafo:
- É verdade, meus olhos são felizes porque minhas mãos já enxugaram muitas lágrimas.

LIÇÃO DE VIDA:
A nossa felicidade também depende da felicidade dos outros. Enxugar uma lágrima, dar comida, dar apoio, uma palavra amiga, não custa nada, mas faz um imenso bem...nos traz momentos de felicidade!

Vamos refletir um pouco. ( 5 Minutinhos)


Programa Convite à Prece
Vai ao AR: 
quinta-feira - 11:50
Minutos para o consolo e o equilíbrio através da oração. Eleve seu pensamento e acompanhe Gastão de Lima Netto nestes momentos de sintonia com a espiritualidade.  
É pela educação que as gerações se transformam
Homens novos para uma sociedade nova. É pela educação que as gerações se transformam.

Noticias do Meio


Sexualidade e Espiritismo


sexualidade e espiritismo
A mudança de valores está cada vez mais acelerada nos trazendo novas e inusitadas questões. O que antes demorava algumas gerações para se concretizar, hoje desconstrói crenças e modos de vida.
Com base nesta realidade, percebemos que algumas grosseiras alterações de comportamento estão ocorrendo, entre elas podemos citar as imagens sensualizadas geralmente femininas utilizadas para agregar valores às mercadorias.
Neste contexto existe também uma falta de paixão nas relações sexuais que foge do tesouro Divino encontrado em todos os mundos no Universo infinito, pois o sexo não é exclusividade da humanidade terrestre e quando falamos de sexualidade e espiritismo, devemos refletir sobre alguns assuntos:
- A sexualidade e o sexo possuem o mesmo significado, porém nos levam a destinos diferentes. Referente a sexualidade falamos de nossos desejos, de nossas sensações prazerosas, de nossa compreensão sobre a maneira como sentimos e lidamos com as questões que envolvem todas essas energias.
Quando falamos do sexo restringimos ao fato de ser bom ou ruim, de ser moralmente aprovado ou desaprovado, de ser seguro, arriscado e assim sucessivamente.
- Prática sexual entre pessoas do mesmo sexo. Vejamos o que o espírito André Luiz nos traz: “Erro lamentável é supor que só a perfeita normalidade sexual, consoante as respeitáveis convenções humanas, possa servir de templo às manifestações afetivas. O campo do amor é infinito em sua essência e manifestação.”
Reencarnamos como homens e mulheres, para o nosso próprio amadurecimento e evolução, quando chegará um dia em que não seremos mais regidos pelas energias sexuais classificadas em masculinas e femininas.
No programa Pinga Fogo, o médium Chico Xavier fala sobre o respeito que devemos oferecer aos bissexuais e homossexuais. Confira: http://www.youtube.com/watch?v=6_rWxSg6jpI
Para complementar este tema, indicamos o livro “Distúrbios da Sexualidade”, de Francisco Aranda Gabilan, que você encontra na Editora Mundo Maior:

- O sexo antes do casamento para o espiritismo sugere uma observação a respeito do livre arbítrio. Diante desta afirmação aprendemos que o fundamental não é o certo ou o errado e sim pensar que somos Espíritos em evolução e que compete a cada um assumir atitudes e comportamentos com sinceridade e respeito ao outro.
Entenda mais sobre a sexualidade na visão do espírita, no DVD apresentado pelo médium José Medrado, disponível na Editora Mundo Maior:http://mundomaior.lojavirtualfc.com.br/prod,IDLoja,12389,IDProduto,34229...
Reflita: a união espiritual e sexual acontece quando amamos nosso parceiro com todo amor do nosso coração.
O necessário é sempre buscar o que nos ensina O Evangelho de Jesus Cristo e considerar o esclarecimento de Emmanuel sobre o pensamento espírita em relação a sexualidade:
“Não proibição, mas educação.
Não abstinência imposta, mas emprego digno com devido respeito aos outros e a si mesmo.
Não indisciplina, mas controle.
Não impulso livre, mas responsabilidade.”

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org