Lição de Vida

O CÍRCULO DO AMOR

Ele quase não viu aquela senhora com o carro parado no acostamento. Estava escuro e
chovia forte. Mas percebeu que a mulher precisava de ajuda. Assim, parou seu carro e se aproximou. O carro da mulher cheirava a tinta, de tão novo.
Ao ver o rapaz se aproximando ela pensou: “ será que ele vai fazer alguma maldade comigo?”
O rapaz parecia inseguro, pobre e faminto. E percebeu que a mulher estava com muito medo dele. Então perguntou:
Não se preocupe, quero ajudar a senhora. Por que não espera no carro onde está quentinho? Ah, meu nome é Renato.
Bem, tudo o que aquela mulher tinha era um pneu furado, mas para uma senhora de idade avançada aquilo era um grande problema.
Renato se abaixou, colocou o macaco e levantou o carro. Se sujou um pouco e ainda machucou uma das mãos. Enquanto apertava as porcas da roda, a senhora abriu a janela e começou a conversar com ele.
Ela contou que se chamava Lúcia, morava em São Paulo, que estava de passagem por ali e que não sabia como agradecer pela ajuda. Renato apenas sorriu.
Terminado o serviço, Lúcia perguntou quanto o devia. Renato poderia pedir qualquer valor que ainda seria pouco, pois ela tinha imaginado tudo de ruim que poderia ter acontecido se aquele jovem não tivesse parado e prestado socorro.
Mas Renato não pensava em dinheiro. Gostava de ajudar quem necessitasse e para ele, Deus já o havia retribuído bastante. Este era seu modo de viver e ele nunca pensou em agir de outra forma. Renato sorriu e respondeu:
Se realmente quer me pagar, da próxima vez que encontrar alguém que precisa de ajuda, ajude da maneira que essa pessoa precisar e... lembre-se de mim.
Renato ficou vigiando Lúcia ir embora. Tinha sido um dia frio e deprimente, mas ele se sentia bem, indo para casa, mesmo tão tarde.
Alguns quilômetros depois, Lúcia parou seu carro num pequeno restaurante. Era um lugar muito simples. De repente, uma garçonete veio atendê-la, sorrindo e trazendo uma toalha limpa para que secasse os cabelos. Lúcia notou que a garçonete estava prestes a ganhar neném, mas nem por isso a moça deixava de continuar sendo atenciosa.
Lúcia ficou curiosa em saber como alguém, aparentemente muito pobre, podia tratar tão bem uma estranha. Então se lembrou de Renato, o rapaz que a ajudou a trocar o pneu na estrada.
Depois que terminou de comer Lúcia saiu, sem esperar o troco dos cem reais que deu parar pagar a despesa. A garçonete voltou e ficou olhando para os lados procurando Lúcia. Foi então que ela viu algo escrito no guardanapo que estava junto de mais quatro notas de cem reais em cima da mesa.
A garçonete começou a chorar enquanto lia o bilhete que dizia:
“Você não me deve nada, fique com o troco, eu já tenho o bastante. Alguém me ajudou hoje e da mesma forma estou ajudando você. Se realmente quiser me retribuir por este dinheiro, não deixe este círculo de amor terminar com você, ajude alguém!”.
A garçonete guardou o papel e voltou ao trabalho.
Naquela noite, quando a garçonete foi para casa cansada, seu marido já estava dormindo. Ela ficou olhando o marido dormir e começou a pensar no dinheiro e no bilhete daquela senhora. E se perguntava : “Como aquela senhora sabia que a gente precisava tanto dessa ajuda? ... nosso bebê vai nascer e a gente passando tanta dificuldade...”
Mas, consciente da benção que recebeu, ela deu um grande sorriso e agradeceu a Deus. Se virou para o marido que dormia preocupado, deu um beijo no rosto dele e falou baixinho:
Tudo vai ficar bem...Eu te amo ... RENATO!

LIÇÃO DE VIDA:
A vida é assim, um espelho. Se você fizer o bem, o bem volta para você. Se fizer o mal, o mal volta para você.
Por isso, procure fazer coisas boas para os outros quando tiver a oportunidade. Faça com que o espelho da sua vida tenha sempre reflexos positivos!

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org