Noticias do Meio

Um extraordinário rio encontrado no fundo do mar
 

Estas incríveis imagens, obtidas por mergulhadores profissionais em uma caverna na Península de Yucatán, no México, são de uma paisagem surpreendente que é difícil de ser encontrada pelo mundo: trata-se de um rio no fundo do mar. O local, chamado Cenote Angelita, ou "Angelito" pelo locais, é uma caverna, ou túnel vertical, de 60 metros de profundidade, com encantadoras árvores que sobem para a superfície.

O espesso nevoeiro que lhe dá o ar bucólico e misterioso é, na verdade, uma grossa camada de sulfeto de hidrogênio provocada pela fusão da água doce da metade superior da caverna com a salgada, que está na parte inferior. Esta série de imagens impressionantes é o resultado do trabalho do mergulhador e fotógrafo russo Anatoli Beloshchin.

Urbee 2: conheça o carro que saiu da impressora 3D e foi para a estrada
 O primeiro automóvel montado em uma impressora 3D
O primeiro automóvel montado em uma impressora 3D
A empresa norte-americana Kor Ecologic acaba de apresentar seu segundo automóvel fabricado em uma impressora 3D, utilizando material plástico de altíssima resistência. Trata-se do Urbee 2, um carro com três metros de comprimento, três rodas e dois lugares. Como o antecessor, este protótipo foi totalmente construído com uma impressora 3D e plástico ABS, um tipo de material plástico amorfo, extremamente resistente a impactos e muito usado pela indústria automobilística.

A técnica utilizada para sua construção é conhecida por modelagem por fusão e deposição e permitiu reduzir o tempo de fabricação para menos de 100 dias. O Urbee 2 é considerado tão seguro quanto qualquer outro carro produzido em série, com a vantagem de ser muito mais leve e, desta maneira, consumir muito menos combustível. O automóvel conta com dois motores, um elétrico de 36 volts, e outro a diesel. Sua velocidade máxima é de 65 km/h. Seus criadores o consideram o veículo das cidades do futuro.

Test Drive: Veja abaixo como é dar uma voltinha no carro.

Um parafuso de 300 milhões de anos?



A notícia de que um suposto parafuso de 300 milhões de anos teria sido encontrado na Rússia por uma expedição de pesquisadores, agitou as redes sociais e blogs recentemente.

Muitos se perguntaram: como seria possível que um artefato destes pudesse ter sido encontrado na Terra, tanto tempo antes da existência humana? Seria um indício de que teria existido na face da Terra uma civilização muito antiga e misteriosa? Ou este parafuso poderia ter vindo do espaço?
- See more at: http://noticias.seuhistory.com/um-parafuso-de-300-milhoes-de-anos#sthash.EiijIVzo.dpuf

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org