Noticias do Meio

Descoberto planeta azul como a Terra

DESCOBERTO PLANETA AZUL COMO A TERRA



Um planeta azul como a Terra foi descoberto por astrônomos com o uso do telescópio Hubble. A grande novidade é que, pela primeira vez, foi possível determinar a cor de um exoplaneta, no caso o HD 189733b, localizado a 63 anos-luz da Terra, na constelação da Raposa (Vulpecula). 

Contudo, as semelhanças ficam apenas no aspecto da cor. De resto, este exoplaneta é um gigante de gás, que orbita muito perto de sua estrela, cujas condições para hospedar qualquer forma de vida são completamente inóspitas. Sua atmosfera possui temperaturas de 1.000 graus Celsius, com ventos de 7.000 km/h, de acordo com comunicado da Agência Espacial Europeia (ESA). O HD 189733b gira em torno de sua estrela em 53 horas e é aproximadamente 10% maior e com mais massa do que Júpiter.

Para determinar sua cor, os astrônomos mediram a quantidade de luz refletida na sua superfície, uma propriedade chamada albedo. A cor azul é por conta da atmosfera gasosa e turbulenta, composta, em maior parte, por hidrogênio e carregada de partículas de silicato.

Artigo relacionado

ESA

Criatura encontrada mumificada causa controvérsia na África do Sul

CRIATURA ENCONTRADA MUMIFICADA CAUSA CONTROVÉRSIA NA ÁFRICA DO SUL



Quando ele apareceu no sul da costa da África do Sul, moradores locais ficaram espantados, pois acreditavam que se tratava de uma prova de existência de vida extraterrestre, que teria morrido no planeta Terra. Após muita controvérsia, a carcaça com grandes dentes e uma cabeça enrugada revelou que a criatura nada mais era do que um bebê mumificado de um babuíno. Mas, antes disso, as imagens desse animal se tornaram virais, com várias teorias criadas para explicar as origens da bizarra criatura que “era parecida com a de um alienígena.”

Foi uma veterinária quem colocou um ponto final na polêmica ao fazer uma autópsia que revelou que o cadáver tinha uma origem muito mais terrena – para a decepção de muitos.

“Trata-se, na realidade, de uma fêmea de babuíno, recém-nascida, com o cordão umbilical ainda ligado ao seu corpo”, explicou a Dr. Magdalena Braum. “É mais provável que tenha sido morta por uma mordida no crânio logo após seu nascimento, possivelmente, um infanticídio, o que é muito comum ocorrer em meio a várias espécies quando um novo macho assume o comando do grupo”.

“O corpo estava mumificado e desfigurado porque ele foi carregado pela mãe após a morte. Temos observado muito frequentemente essa ocorrência em grupos de babuínos, quando fêmeas carregam suas crianças que morreram ao longo de três ou quatro semanas até, finalmente, abandonarem o corpo”.

Um guarda florestal local, Llewelly Dixon, cujo filho fez a inicial descoberta, disse que os moradores estavam convencidos, até então, que o animal teria outras origens bem menos convencionais do que a apontada pela veterinária.“As pessoas ainda imaginam coisas”, disse Dixon. “Eles acreditam que os dentes não se parecem com os de um babuíno. Enquanto a cabeça era mole, o corpo permanecia muito rígido. Muitas pessoas que eu conversei sobre isso ainda seguem acreditando que o corpo não é de um babuíno”, finalizou o guarda
florestal.

Artigo relacionado

The Independent 
A verdade sobre os

A VERDADE SOBRE OS "ÓVNIS" NAZIS



Segundo descrevem vários documentos históricos que vieram à tona nos últimos anos (muitos dos quais foram recopilados e comentados pelo autor espanhol Jesus Hernandez em seu livro "Enigmas e Mistérios da Segunda Guerra Mundial"), a Alemanha nazista chegou a construir aviões com forma de disco voador, equipadas com bolas luminosas, que poderiam perseguir os aviões dos Aliados.

Estas esferas voadoras, conhecidas como Foo Fighters, são muito mais do que um mito que teria sido criado em torno da figura excêntrica e megalomaníaca de Adolf Hitler: sua presença foi mencionada por muitos pilotos Aliados, que relaram a experiência de terem sido perseguidos por esferas incandescentes que voavam sem tripulação.

Estes relatos coincidem perfeitamente com a estratégia dos nazistas de misturar sua tecnologia com estranhos recursos: a ideia era tirar proveito do medo natural do desconhecido para confundir e desconcentrar os pilotos inimigos.

Por conta da quantidade de testemunhos que evidenciam a existência de tais objetos, Jesus Hernández explica que “Os Foo Fighters eram objetos normalmente esféricos, de variados tamanhos, que poderiam medir apenas alguns centímetros de diâmetro até ter o aspecto de um grande globo, que emitia um enorme brilho. Suas cores também eram variadas: poderiam ser vermelhos, laranjas, azuis, brancos ou prateados, e são um dos mitos da Segunda Guerra Mundial mais difíceis de serem desmontados".

O que fica de lição é que, por meio do uso de uma estratégia que une tecnologia, medo do desconhecido a um ambiente de horror, guerra e morte, o regime nazista criou um mito que dura até hoje em relação aos supostos óvnis da Segunda Guerra Mundial.

Artigo relacionado

El Siglo

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org