Noticias do Meio


ÁGUA NA LUA E NA TERRA TERIA A MESMA ORIGEM

Água na Lua e na Terra teria a mesma origem
Um estudo publicado na última semana na revista Science indica que a água presente na Lua tem a mesma origem que a encontrada na Terra. O líquido teria vindo dos meteoritos chamados condritos carbonáceos, que teriam acertado o planeta há 100 milhões de anos após a formação do Sistema Solar. A conclusão aconteceu após análises da composição química de rochas lunares trazidas pelas missões Apollo 15 e 17, no começo da década de 1970. Foram comparadas as proporções de deutério e hidrogênio nessas amostras com as encontradas na água da Terra.
Um das teorias mais fortes sobre o surgimento da Lua é que ela teria sido formada a partir de detritos expelidos após um choque de um imenso objeto com a Terra, há 4,5 bilhões de anos. Os cientistas acreditavam que o calor provocado pelo impacto teria feito o hidrogênio evaporar e isso teria tornado a Lua um satélite seco.
Pesquisas recentes da Nasa, no entanto, mostraram que a Lua possui água tanto em sua superfície quanto em seu interior.Há uma outra hipótese que explica a existência da água tanto na Terra quanto na Lua: ela teria vindo de cometas, que também são conhecidos por conterem a substância. Contudo, grande parte deles é originada em regiões longínquas Sistema Solar e possuem grande porções de deutério.
Artigo relacionado

ASTEROIDE APONTADO COMO MAIOR AMEAÇA PARA TERRA GANHA NOME MAIS "FÁCIL"

Asteroide apontado como maior ameaça para Terra ganha nome mais "fácil"
Um asteroide anteriormente conhecido como 1999 RQ36 e descoberto há mais de uma década pelo projeto LINEAR é atualmente o objeto que representa a maior ameaça para a Terra. O corpo celeste de aproximadamente 500 metros de comprimento apresenta um risco de colisão com o nosso planeta para o ano longínquo ano de 2182, quando acontecerá sua aproximação máxima.
Para avaliar o potencial perigo e também examinar componentes químicos da rocha, em 2016 será lançada a sonda OSIRIS-REx com o objetivo de acompanhar o asteroide e obter uma amostra para análise do objeto quando a sonda retornar para a Terra sete anos mais tarde.
Diante da importância dessa rocha, os pesquisadores do projeto Osíris realizaram um concurso para dar um nome mais fácil ao asteroide, que, recentemente, foi rebatizado de "Bennu", nome de uma ave mitológica egípcia, equivalente à ave Fênix. O ganhador do concurso foi Michael Puzio, um jovem de apenas 9 anos, da Carolina do Norte, nos EUA. Ele disse que escolheu este nome pois, segundo a mitologia egípcia, Bennu nasceu do coração de Osíris, deus da fertilidade e da ressurreição, que dá nome ao projeto.
Artigo relacionado

HÁ ETS VIVOS NA TERRA NESTE MOMENTO, DIZ EX-MINISTRO DA DEFESA CANADENSE EM AUDIÊNCIA NOS EUA

Há ETs vivos na Terra neste momento, diz ex-ministro da Defesa canadense em audiência nos EUA
O ex-ministro da Defesa do Canadá, Paul Hellyer, concedeu declarações polêmicas durante uma audiência pública em Washington, nos EUA, sobre a existência de vida extraterrestre. Conhecido defensor da existência destes seres, Hellyer, um engenheiro, político e escritor de 89 anos, disse que há aliens na Terra e eles teriam ligações com os Estados Unidos.
“Há ETs vivos na Terra neste momento, e pelo menos dois deles provavelmente trabalham com o governo dos Estados Unidos.” Ele ainda acrescentou que, de acordo com investigações, "pelo menos quatro espécies (extraterrestres) têm visitado a Terra há milhares de anos".
“UFOs são tão reais quanto os aviões que voam sobre as nossas cabeças", disse Hellyer, que, em 2005, declarou abertamente que acredita em UFOs, o que gerou grande polêmica no Canadá. Ele foi ministro Defesa Nacional canadense, em 1963, e durante sua gestão criou as Forças Armadas Canadenses, resultado da integração do Comando Marítimo das Forças (Marinha), o Comando das Forças Terrestres (Exército) e a Força Aérea Real (Aeronáutica).
Hellyer integra um grupo de 40 pesquisadores internacionais e testemunhas que relataram suas experiências relacionadas a extraterrestres na audiência pública não governamental encerrada na semana passada.
Assista ao vídeo legendado em português com a declaração de  Paul Hellyer:


 ESTRANHOS OBJETOS SÃO ENCONTRADOS NO TEMPLO DA SERPENTE EMPLUMADA, NO MÉXICO

Estranhos objetos são encontrados no templo da Serpente Emplumada, no México
Pesquisadores do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México fizeram uma descoberta incrível enquanto investigavam câmeras subterrâneas recentemente encontradas sob o templo da Serpente Emplumada, em Teotihuacán. Eles encontraram pelo menos 100 objetos metálicos de ao menos 1800 anos de idade.
Estes objetos, que medem entre quatro e 12 centímetros, estão sendo analisados detalhadamente por pesquisadores do INAH. Até o momento, sabe-se que eles possuem um núcleo de argila e outros materiais orgânicos e que estavam recobertos de pirita, metal que, ao se oxidar, se transforma em jarosita.
De acordo com os especialistas, estes objetos deveriam possuir um formato cilíndrico e existe a hipótese de que tenham sido usados como oferendas. Agora, o túnel será explorado pelo robô Tiáloc II-TC e, graças ao alcance de duas câmeras, os investigadores poderão observar o que está escondido no interior deles. Os cientistas estão animados com a hipótese de que este achado os conduza a algum dos segredos mais bem guardados da história da cultura teotihuacana, como a casa de algum dos seus governantes.
Ao mesmo tempo, os cientistas especulam quais seriam as origens desses estranhos objetos, já que eles são completamente diferentes de outros tipos de oferendas encontradas anteriormente. Alguns pesquisadores, inclusive, arriscam a dizer que estes objetos possam ser provas de que alguma cultura extraterrestre tenha passado pela região.
Artigo relacionado

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org