Noticias do Meio


Stonehenge toma banho de loja

Diante de perguntas sobre passeios a Stonehenge, anfitriões mais apressados ou menos pacientes costumam dizer que basta tirar o pé do acelerador quando o carro passar num determinado trecho da rodovia A344. Mas a partir de junho, um dos mais renomados e misteriosos monumentos do Reino passará por um banho de loja cuja principal alteração será acabar com a situação que transformou o local numa espécie de rotunda.
Não que tenha sido um problema terrível: instalações simplórias que há décadas recebem o público não foram suficientes para evitar um salto absurdo no número de visitantes a Stonehenge. Entre 1970 e 2010, o total dobrou para o 1,1 milhão de pessoas que faz mais do que passar ao largo para admirar as rochas que não apenas são uma relíquia, mas também um verdadeiro enigma.
Afinal, ninguém foi ainda capaz de afirmar por quem o com qual finalidade o monumento foi erguido. Falou-se desde um altar de sacrifícios à teoria de que Stonehenge serviu como um sofisticado observatório astronômico. Mais recentemente, surgiram os argumentos de que o local pode ter servido como ponto de peregrinação para doentes em busca de curas milagrosas – isso porque um tipo de pedra encontrado em Stonehenge já foi considerado ‘’mágico’’.
A pouca concordância que existe é em torno do período de construção: Stonehenge foi obra coletiva das antigas. Na verdade, um empreendimento de séculos. Arqueólogos estimam que foram necessários 800 anos para que o monumento ficasse pronto, com a construção iniciada no ano 3 mil antes de Cristo. Na verdade, décadas de pesquisa revelaram que Stonehenge sofreu várias ‘’arrumações’’ ao longo dos séculos, com mudanças de posição das pedras, por razões que ainda desafiam estudiosos e cientistas.
Certo é que essa herança histórica e cultural poderá ser analisada pelo grande público de forma bem mais intensa a partir dos próximos meses. Além do desvio da rodovia, que será substituída por uma imensa área pública gramada, um novo centro de visitantes será construído no local, contendo um museu ao ar livre que incluirá modelos de casas e contemporâneas dos construtores de Stonehenge.
O principal objetivo será dar um ar mais solene para o monumento, hoje impossibilitado por causa da proximidade do tráfego. Ao mesmo tempo, o banho de loja intensificará uma experiência que mesmo nos dias atuais está longe de ser ordinária. Tanto que o esquema de obras será feito para que o acesso não seja interrompido um dia sequer.
Apesar de uma estrada passar perto, Stonehenge está no meio da planície de Salisbury e longe de estações de trem – a mais próxima é Salisbury, a 90 minutos de London Waterloo e que exige o agendamento de táxis para levar e buscar no monumento. Uma boa pedida são as excursões partindo diariamente de Londres, que contam ainda com guias especializados. Os preços começam em 19 libras por pessoas e há um grande número de empresas anunciando na internet.

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org