Noticias do Meio


UM COMETA ESTARIA A CAMINHO DE MARTE
Um cometa estaria a caminho de Marte?
Pesquisadores da Nasa admitiram que o cometa 2013 A1, também conhecido pelo nome de Sinding Spring, poderá se chocar contra a superfície de Marte. A trajetória deste corpo celeste vem sendo acompanhada de perto desde outubro de 2012 e não estaria descartado o risco de impacto em 2014. Caso ocorra a colisão, cálculos estimam que isso produziria uma cratera de 500 quilômetros de distância por dois quilômetros de profundidade na superfície marciana.

Da Terra, a Nasa divulgou que o cometa poderá ser visto no Hemisfério Sul em setembro de 2014. Durante a aproximação do objeto de Marte, a visualização não será possível a olho nu, mas poderá ser feita com binóculos e pequenos telescópios.

Apesar dos estudos, não é possível afirmar que o impacto contra o planeta vermelho poderá ocorrer, mas a Nasa não descarta ainda completamente o risco. "Atualmente, Marte fica dentro da faixa de possíveis trajetórias do cometa, e a possibilidade de um impacto não pode ser excluída. No entanto, já que a probabilidade de um choque é inferior a uma em 600, observações futuras devem fornecer dados que excluirão totalmente o impacto contra Marte", divulgou a agência espacial norte-americana.

De acordo com a equipe de pesquisadores do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, as informações atuais apontam que o Sinding Spring passará a 50 mil quilômetros de Marte, o que é uma distância significativa e que não resultaria em uma colisão. Contudo, este número já é bem menor do que a previsão anterior, de que o cometa passaria a 300 mil quilômetros do Planeta Vermelho.

Artigo relacionado

Nasa



FABRICANTE DE CELULAR PROMETE APARELHO TRANSPARENTE AINDA EM 2013
Fabricante de celular promete aparelho transparente ainda em 2013

Pesquisadores russos acreditam ter encontrado uma forma de vida completamente nova, de um tipo de bactéria, no misterioso e subglacial Lago Vostok, na Antártica, de acordo com notícia divulgada pela agência RIA Novosti. As amostras obtidas do fundo do lago, em maio do ano passado, contêm uma bactéria que não possui nenhuma semelhança com outros tipo de organismos já existentes, afirmou Serguei Bulat do laboratório de genética do Instituto de Física Nuclear de São Petersburgo.

"Depois de isolar todos os possíveis elementos de contaminação, o DNA encontrado indicou que não há coincidência com nenhum dos tipos de vida conhecidos já catalogados", ele falou.

"Nós estamos tratando essa bactéria como uma forma de vida não classificada e não identificada", acrescentou o pesquisador.

A descoberta aconteceu após a análise de amostras coletadas durante uma expedição em 2012, quando a equipe russa perfurou a superfície do Lago Vostok. Acredita-se que o lago está coberto por gelo há mais de um milhão de anos, contudo ele se manteve em estado líquido abaixo desta camada.

O Lago Vostok é o maior lago subglacial da Antártica e os cientistas esperaram por um longo tempo para poder estudar melhor este ecossistema. Os pesquisadores perfuraram quase quatro quilômetros de gelo para chegar ao lago e coletar as amostras.

"Se isso fosse encontrado em Marte todo mundo diria que, sem dúvida, existe vida naquele planeta. Mas essa bactéria é da Terra", disse Bulat. O pesquisador informou ainda que novas amostras de água do lago serão coletas em maio para mais análises.

A exploração de ambientes como o Lago Vostok permite considerar que a vida pode existir em condições realmente extremas e, por conta disso, os cientistas se animam com a hipótese de, um dia, encontrar alguma forma de vida em outros corpos do sistema solar, como a lua Enceladus, de Saturno; ou Europa, de Júpiter.

A suspeita da existência desse lago foi levantada em 1957 por um cientista soviético, contudo isso só foi confirmado em 1996.

Artigo relacionado

Agência RIA Novosti


ENCONTRADA FORMA DE VIDA COMPLETAMENTE DESCONHECIDA EM MISTERIOSO LAGO DA ANTÁRTICA

Encontrada forma de vida completamente desconhecida em misterioso lago da Antártica
Pesquisadores russos acreditam ter encontrado uma forma de vida completamente nova, de um tipo de bactéria, no misterioso e subglacial Lago Vostok, na Antártica, de acordo com notícia divulgada pela agência RIA Novosti. As amostras obtidas do fundo do lago, em maio do ano passado, contêm uma bactéria que não possui nenhuma semelhança com outros tipo de organismos já existentes, afirmou Serguei Bulat do laboratório de genética do Instituto de Física Nuclear de São Petersburgo.

"Depois de isolar todos os possíveis elementos de contaminação, o DNA encontrado indicou que não há coincidência com nenhum dos tipos de vida conhecidos já catalogados", ele falou.

"Nós estamos tratando essa bactéria como uma forma de vida não classificada e não identificada", acrescentou o pesquisador.

A descoberta aconteceu após a análise de amostras coletadas durante uma expedição em 2012, quando a equipe russa perfurou a superfície do Lago Vostok. Acredita-se que o lago está coberto por gelo há mais de um milhão de anos, contudo ele se manteve em estado líquido abaixo desta camada.

O Lago Vostok é o maior lago subglacial da Antártica e os cientistas esperaram por um longo tempo para poder estudar melhor este ecossistema. Os pesquisadores perfuraram quase quatro quilômetros de gelo para chegar ao lago e coletar as amostras.

"Se isso fosse encontrado em Marte todo mundo diria que, sem dúvida, existe vida naquele planeta. Mas essa bactéria é da Terra", disse Bulat. O pesquisador informou ainda que novas amostras de água do lago serão coletas em maio para mais análises.

A exploração de ambientes como o Lago Vostok permite considerar que a vida pode existir em condições realmente extremas e, por conta disso, os cientistas se animam com a hipótese de, um dia, encontrar alguma forma de vida em outros corpos do sistema solar, como a lua Enceladus, de Saturno; ou Europa, de Júpiter.

A suspeita da existência desse lago foi levantada em 1957 por um cientista soviético, contudo isso só foi confirmado em 1996.

Artigo relacionado

Agência RIA Novosti

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org