Noticias do Meio



Inaugurado o Alma, gigantesco telescópio do futuro

INAUGURADO O ALMA, GIGANTESCO TELESCÓPIO DO FUTURO


Um sistema de telescópios gigantes que promete revolucionar a história da observação espacial foi inaugurado no Chile, na última semana. Trata-se do Alma, o Atacama Large Milimiter/submilimiter Array, projeto que teve sua cerimônia oficial de inauguração realizada no deserto do Atacama, na presença de mais de 500 convidados entre pesquisadores e autoridades.

O sistema está localizado no platô de Chajnantor, a cinco mil metros de altitude, na região andina chilena e foi construído com recursos de colaboradores da Europa, América do Norte, Ásia Oriental e Chile - que forneceu o seu território. O Brasil também participa do projeto, mas numa escala pequena e sua condição de membro precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional, já que passará a contribuir financeiramente com o projeto.

O complexo do Alma é formado por 66 antenas capazes de observar faixas de luz imperceptíveis ao olho humano, o que poderá ajudar na identificação de detalhes nunca antes vistos do nascimento de estrelas e jovens galáxias do começo do universo e planetas que estão se formando próximo de estrelas distantes. A expectativa também é de que será possível descobrir e medir a distribuição das moléculas que se formam no espaço existente entre as estrelas.

A grande novidade deste complexo é que as antenas poderão ser transportadas para outros lugares, para alterar sua configuração e sincronizar de forma mais eficiente as informações obtidas. Sua localização também é muito importante: a região onde o Alma se encontra é caracterizada pelo ar rarefeito da grande altitude, o que faz com que a interferência da umidade da atmosfera seja menor.

Por conta de todo esse entusiasmo com os futuros resultados prometidos por esta tecnologia aplicada à observação do Universo, o Alma é considerado um verdadeiro marco na história da astronomia.

Artigo relacionado

ESO

Conheça o mais antigo e profundo lago de água doce do mundo

CONHEÇA O MAIS ANTIGO E PROFUNDO LAGO DE ÁGUA DOCE DO MUNDO


Você tem ideia de onde fica o lago mais profundo e antigo de água doce do mundo? Trata-se do Lago Baikal, que desliza sinuosamente ao longo de aproximadamente 644 quilômetros pela região sudeste da Sibéria, ao norte da fronteira de Mongólia. Esta lago está numa fenda onde a Ásia, em um futuro não muito próximo, poderia ser dividir e dar início a um oceano.

Os geólogos afirmam que o Lago Baikal atualmente é uma imagem de como o litoral da América do Norte, África e Europa deveria ser quando estas regiões começaram a se separar há milhões de anos atrás. Estima-se que o Baikal tenha se formado há 20 ou 25 milhões de anos, durante a era Mesozoica.

Com uma profundidade que chega a até 1.637 metros e também constituído por uma espessa camada mais ao fundo de quase 6,5 quilômetros de sedimentos, este lago gelado e rico em oxigênio abriga formas bizarras de vida. Uma delas é o "prato" favorito das focas, chamado de golomyanka, um peixe rosado e parcialmente transparente, que se decompõe rapidamente sob o sol.

Rodeado por 1,6 quilômetros de montanhas com picos cobertos de neve, o Lago Baikal também está começando a atrair turistas por sua paisagem e beleza intocada. As montanhas seguem como um lugar seguro para animais selvagens e também para as pequenas vilas, um raro refúgio de tranquilidade e também de autopreservação desta região remota da taiga siberiana.

Artigo relacionado

Baikal.org

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org