Estudos




A civilização egípcia

OS EGÍPCIOS
Dentre os Espíritos degredados na Terra, os que constituíram a
civilização egípcia foram os que mais se destacavam na prática do Bem e
no culto da Verdade.
Aliás, importa considerar que eram eles os que menos débitos
possuíam perante o tribunal da Justiça Divina. Em razão dos seus
elevados patrimônios morais, guardaram no íntimo uma lembrança mais
viva das experiências de sua pátria distante. Um único desejo os animava,
que era trabalhar devotadamente para regressar, um dia, aos seus penates
resplandecentes Uma saudade torturante do céu foi a base de
todas as suas organizações religiosas. Em nenhuma civilização da Terra o
culto da morte foi tão altamente desenvolvido. Em todos os corações
morava a ansiedade de voltar ao orbe distante, ao qual se sentiam presos
pelos mais santos afetos. Foi por esse motivo que, representando uma das
mais belas e adiantadas civilizações de todos os tempos, as expressões
do antigo Egito desapareceram para sempre do plano tangível do planeta.
Depois de perpetuarem nas Pirâmides os seus avançados conhecimentos,
todos os Espíritos daquela região africana regressaram à pátria sideral.

A CIÊNCIA SECRETA
Em virtude das circunstâncias mencionadas, os egípcios traziam
consigo uma ciência que a evolução da época não comportava.
Aqueles grandes mestres da antigüidade foram, então, compelidos a
recolher o acervo de suas tradições e de suas lembranças no ambiente
reservado dos templos, mediante os mais terríveis compromissos dos
iniciados nos seus mistérios. Os conhecimentos profundos ficaram
circunscritos ao circulo dos mais graduados sacerdotes da época,
observando-se o máximo cuidado no problema da iniciação.
A própria Grécia, que aí buscou a alma de suas concepções cheias
de poesia e de beleza, através da iniciativa dos seus filhos mais eminentes,
no passado longínquo, não recebeu toda a verdade das ciências
misteriosas. Tanto é assim, que as iniciações no Egito se revestiam de
experiências terríveis para o candidato à
ciência da vida e da morte - fatos esses que, entre os gregos, eram motivo
de festas inesquecíveis.
Os sábios egípcios conheciam perfeitamente a inoportunidade das
grandes revelações espirituais naquela fase do progresso terrestre;
chegando de um mundo de cujas lutas, na oficina do aperfeiçoamento,
haviam guardado as mais vivas recordações, os sacerdotes mais
eminentes conheciam o roteiro que a Humanidade terrestre teria de
realizar. Aí residem os mistérios iniciáticos e a essencial importância que
lhes era atribuída no ambiente dos sábios daquele tempo.

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org