Estudos




MOISÉS
As lendas da Torre de Babel não representam um mito nas páginas
antigas do Velho Testamento, porque o exílio na Terra não pesou tanto às
outras raças degredadas quanto na alma orgulhosa dos judeus,
inadaptados e revoltados num mundo que os não compreendia.
Sem procurarmos os seus antepassados, anteriores a Moisés,
vamos encontrar o grande legislador hebreu saturando-se de todos os
conhecimentos iniciáticos, no Egito antigo, onde o seu espírito recebeu
primorosa educação, à sombra do prestígio de Termútis, cuja caridade
fraterna o recolhera.
Moisés, na sua qualidade de mensageiro do Divino Mestre, procura
então concentrar o seu povo para a grande jornada em busca da Terra da
Promissão. Médium extraordinário, realiza grandes feitos ante os seus
irmãos e companheiros maravilhados. É quando então recebe,
de emissários do Cristo, no Sinai, os dez sagrados mandamentos que, até
hoje, representam a base de toda a justiça do mundo.
Antes de abandonar as lutas da Terra, na extática visão da Terra
Prometida, Moisés lega à posteridade as suas tradições no Pentateuco,
iniciando a construção da mais elevada ciência religiosa de todos os
tempos, para as coletividades porvindouras.


O JUDAÍSMO E O CRISTIANISMO
Estudando-se a trajetória do povo israelita, verifica-se que o Antigo
Testamento é um repositório de conhecimentos secretos, dos iniciados do
povo judeu, e que somente os grandes mestres da raça poderiam
interpretá-lo fielmente, nas épocas mais remotas.
Eminentes espiritualistas franceses, nestes últimos tempos,
procuraram penetrar os seus obscuros segredos e, todavia, aproximandose
da realidade com referência às interpretações, não lhes foi possível
solucionar os vastos problemas que as suas expressões oferecem.
Os livros dos profetas israelitas estão saturados de palavras
enigmáticas e simbólicas, constituindo um monumento parcialmente
decifrado da ciência secreta dos hebreus. Contudo, e não obstante a sua
feição esfingética, é no conjunto um poema de eternas claridades. Seus
cânticos de amor e de esperança atravessam as eras com o mesmo sabor
indestrutível de crença e de beleza. É por isso que, a par do Evangelho,
está o Velho Testamento tocado de clarões imortais, para a visão espiritual
de todos os corações. Uma perfeita conexão reúne as duas Leis, que
representam duas etapas diferentes do progresso humano. Moisés, com a
expressão rude da sua palavra primitiva, recebe do mundo espiritual as
leis básicas do Sinai, construindo desse modo o grande alicerce do
aperfeiçoamento moral do mundo; e Jesus, no Tabor, ensina a
Humanidade a desferir, das sombras da Terra, o seu vôo divino para as
luzes do Céu.

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org