Estudos (Básicos)



DIFERENTES ORDENS DE ESPÍRITOS: ESCALA ESPÍRITA E PROGRESSÃO DOS ESPÍRITOS

Existem entre os Espíritos diferentes ordens, de acordo com o grau de perfeição que tenham alcançado. Esse grau de perfeição pode ser maior ou menor, dependendo das qualidades que os Espíritos já adquiriram e das imperfeições de que ainda não se despojaram.
Como não há linhas de demarcação definidas entre essas diferentes ordens, o seu número é ilimitado, podendo ser aumentado ou diminuído, conforme o critério adotado.
Considerando-se, todavia, os caracteres gerais dos Espíritos, pode-se classificá-los em três ordens principais, a saber.
Primeira Ordem: Espíritos Puros: os que já chegaram à perfeição;
Segunda Ordem: Bons Espíritos: aqueles nos quais o desejo do bem é predominante;
Terceira Ordem: Espíritos Imperfeitos: aqueles em que predomina a ignorância, o desejo do mal e todas as paixões más que lhes retardam o progresso.
Esta classificação geral pode desdobrar-se em nuances que variam ao infinito. Existem, contudo, caracteres bem definidos que permitem agrupar os Espíritos de acordo com suas tendências e aptidões, constituindo-se numa escala ou num quadro que, no dizer do Codificador, (...) é, de certo modo, a chave da ciência espírita, porquanto só ele pode explicar as anomalias que as comunicações apresentam, esclarecendo-nos acerca das desigualdades intelectuais e morais dos Espíritos. (...)
Com base nessas considerações, Kardec subdividiu as três ordens supracitadas em dez classes, como segue:
TERCEIRA ORDEM: ESPÍRITOS IMPERFEITOS
Caracteres Gerais: Predomínio da matéria sobre o Espírito; propensão ao mal; têm a intuição de Deus, mas não o compreendem; apresentam idéias pouco elevadas.
Esta ordem apresenta cinco classes principais:
Décima Classe: Espíritos Impuros: o mal é o objeto de suas preocupações; sua linguagem é grosseira e revela a baixeza de suas inclinações;
Nona Classe: Espíritos Levianos: são ignorantes e inconsequentes, mais maliciosos do que propriamente maus, linguagem alegre, irônica e superficial;
Oitava Classe: Espíritos Pseudo-Sábios: possuem grande conhecimento, mas julgam saber mais do que sabem; sua linguagem tem caráter sério, misturando verdades com suas próprias paixões e preconceitos;
Sétima Classe: Espíritos Neutros: apegados às coisas do mundo, não são bons o suficiente para praticarem o bem, nem maus o bastante para fazerem o mal;
Sexta Classe: Espíritos Batedores e Perturbadores: podem pertencer a todas as classes da Terceira Ordem; sua presença manifesta-se por efeitos sensíveis e físicos, como pancadas e deslocamento de corpos sólidos; são agentes dos elementos do globo; deles se servem os Espíritos Superiores para produzir esses fenômenos físicos do planeta.
SEGUNDA ORDEM: BONS ESPÍRITOS
Caracteres Gerais: predomínio do Espírito sobre a matéria; desejo do bem; compreendem Deus e o infinito, mas ainda terão de passar por provas; uns possuem a ciência, outros a sabedoria e a bondade; os mais adiantados juntam ao seu saber as qualidades morais.
Esta ordem apresenta quatro classes principais:
Quinta Classe: Espíritos Benévolos: seu progresso realizou-se mais no sentido moral do que no intelectual; a bondade é a qualidade dominante;
Quarta Classe: Espíritos Sábios: amplitude de conhecimentos aplicados em benefício dos semelhantes; têm mais aptidão para as questões científicas do que para as morais;
Terceira Classe: Espíritos de Sabedoria: elevadas qualidades morais e capacidade intelectual que lhes permitem analisar com precisão os homens e as coisas;
Segunda Classe: Espíritos Superiores: reúnem a ciência, a sabedoria e a bondade; buscam comunicar-se com os que aspiram à verdade; encarnam-se na Terra apenas em missão de progresso e caracterizam o tipo de perfeição a que podemos aspirar neste mundo.
PRIMEIRA ORDEM: ESPÍRITOS PUROS
Caracteres Gerais: Nenhuma influência da matéria; superioridade intelectual e moral absoluta em relação aos Espíritos das outras ordens.
Esta ordem apresenta apenas uma única classe:
Primeira Classe: Classe Única: - Os Espíritos que a compõe percorreram todos os graus da escala e se despojaram de todas as impurezas da matéria. Tendo alcançado a soma da perfeição de que é suscetível a criatura, não têm mais que sofrer provas nem expiações. Não estando mais sujeitos à reencarnação em corpos perecíveis, realizam a vida eterna no seio de Deus.
Gozam de inalterável felicidade, porque não se acham submetidos às necessidades, nem às vicissitudes da vida material. (...)

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org