Noticias do Meio


Mensagem sobre a tragédia em Santa Maria

Geralmente tendemos a analisar os fatos a partir da causa. Qual seria a causa de tamanha tragédia? Sob a ótica espírita podemos conceber como causa a falta de previdência, e sob o ponto de vista espiritual podemos encarar como consequência de vivências pretéritas ou mesmo provações. Ambas as causas, na verdade, podem concorrer para o fato.
Cumpre considerar, porém, que a providência divina age através dos homens sempre para o bem, mas jamais para punir. Efetivamente, que possamos ampliar nossa visão e conceber a tragédia de Santa Maria sob o prisma espiritual: sabemos que somos dotados de poder de escolha antes de encarnarmos para nossa libertação de consciência, e nesse caso as vítimas, sofredoras perante o mundo, são certamente na pátria espiritual consciências felizes, pois saberão que resgatam o passado e transformaram-se em consciência libertas e renovadas.
Grande será a alegria delas na pátria espiritual, onde vigora o galardão da consciência feliz. Se provação, as vítimas também viverão o galardão da consciência e perante o Cristo serão dignificadas. Efetivamente, o que aos olhos mundanos julgamos uma tragédia, poderá ser por outro lado uma grande oportunidade de libertação de consciências, que sofrem perante o mundo, mas perante o mundo espiritual são consciências livres, libertas e dignificadas perante si mesmas e perante o Cristo.
Seja qual for a causa, que a consciência das vítimas sejam também dignificadas por nós encarnados, encarando o fato, sobretudo em relação aos pais das vítimas, sob renovada concepção. Bem aventurados os aflitos que serão consolados. Vinde benditos de meu Pai que eu os consolarei, afirmaria o Cristo. Eis a dialética da verdadeira vida. Felizes os que sofrem, pois serão coroados de luz na pátria eterna.
Astrid Sayeg é filósofa e comentarista do Jornal nova Era

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org