Noticias do Meio


ASTRÔNOMOS DESCOBREM MAIOR GALÁXIA ESPIRAL JÁ IDENTIFICADA
Astrônomos descobrem maior galáxia espiral já identificada

Imagens da maior galáxia em espiral já registrada por astrônomos foram capturadas de maneira acidental pelo satélite Galex (Galaxy Evolution Explorer). As fotos mostram uma explosão de luzes ultravioleta que apontam para uma colisão com uma galáxia vizinha menor.

A galáxia NGC 6872, localizada na constelação de Pavo, a 212 milhões de anos-luz da Terra, já era conhecida por ter uma grande espiral. Sua espiral recorde, no entanto, resulta provavelmente deste choque com a galáxia vizinha IC 4970. O tamanho dessa galáxia em espiral, de acordo com estimativas dos pesquisadores, é cinco vezes maior do que a Via Láctea.

A equipe que fez a descoberta reúne pesquisadores da Nasa, do Observatório Europeu do Sul, no Chile, e da USP (Universidade de São Paulo). O achado foi comunicado à Sociedade Astronômica Americana.

Artigo relacionado

Nasa



O PLANO ESPACIAL NAZISTA PARA BOMBARDEAR NOVA YORK

O plano espacial nazista para bombardear Nova York
Diversos historiadores especializados em estudos sobre a Segunda Guerra Mundial, como David Baker e David Myhra, trouxeram à luz, recentemente, por meio de livros e entrevistas, um plano secreto da Alemanha nazista sobre uma nova era de exploração espacial.

Segundo a informação encontrada pelos investigadores, o próprio Adolf Hitler teria transmitido a Hermann Goring, um alto comandante militar do Fuhrer, a necessidade de bombardear os Estados Unidos, seu novo e poderoso inimigo na época, porém ele tinha a seguinte dificuldade: a distância entre os dois países era muito grande para que um avião voasse até os EUA e voltasse sem reabastecimento.

Para superar este obstáculo, Goring encarregou o matemático austríaco Eugen Sanger de resolver este problema. Como resposta, Sanger apresentou um projeto de 900 páginas, em que descreve o desenvolvimento do Pássaro de Prata, um caça bombardeiro que seria levado por um foguete suborbital. Sanger provou com seus cálculos que voando a uma altura suborbital o avião conseguiria reter combustível suficiente para chegar ao seu destino e voltar.

O plano era finalizado com uma explosão de uma bomba radioativa sobre Nova York, que formaria uma nuvem tóxica e cobriria a cidade. Naquela época, o próprio Goring considerou o projeto ousado demais e o descartou, apesar de, segundo explicam os especialistas, o trabalho conduzido por Sanger foi indispensável para o posterior desenvolvimento da tecnologia das viagens espaciais.

Artigo relacionado

Daily Mail

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org