Obrigado pelo Carinho

Audiência


Sorte-Gal Costa

Aurora Carnaval Legal


  • Jorge do Batuke,Frank, Josemar Manfredini, Fernando, Aldir Senna e Jorge vencem na Caprichosos
  • Ouça o anuncio do samba campeão da @gressereno no site da Tupihttp://t.co/65zHgicO
  • Samba Campeão do Sereno de Campo Grande é da parceria de: Dudu, Glaucio, Fabinho, Laerte e Igor.
  • Mariene de Castro canta Clara Nunes neste exato momento! "É água no mar......http://t.co/cvNh5CL4
  • Caaanta Mariene de Castro, caaannnntaaa!http://t.co/ivL8gLXP
  • Mariene de Castro agora no palco imperial! Loucura loucura loucura!http://t.co/ey41hieb
  • Sábado? É dia de ensaio do @Salgueiro_2013! Daqui a pouco, a partir das 22h, na quadra! Entrada R$ 20.
  • Lindas e as mais belas musas arrebentando no palco imperial! Erika Januza, Tatiane Perfeito e Nilcehttp://t.co/LX96jGP6
  • Sinfonica do Samba do Mestre Gilmar com a Rainha de Bateria Quiteria Chagas!http://t.co/dV1LE6J3
  • Que quadra linda! Império Serrano-Uma Escola de Sambahttp://t.co/mtj1FK5e
  • Daqui a pouco será apresentada ao público a nova musa do Império Serrano Erika Januza , que será também...http://t.co/1oM6grha
  • Grande Alex Ribeiro na Feijoada Imperial!http://t.co/xaQ9UYzx
  • Nosso vice-presidente de Carnaval Luciano Vargem!http://t.co/UZQ

PAISAGISMO LEGAL: Eu quero uma CASA no CAMPO ...

PAISAGISMO LEGAL: Eu quero uma CASA no CAMPO ...:    

Noticias do Meio


Amigos e parentes inauguram rua em homenagem à Hebe Camargo

Hebe Camargo morreu aos 83 anos (Foto: Reprodução)
Amigos e parentes da apresentadora Hebe Camargo, falecida aos 83 anos, inauguraram uma rua em homenagem à rainha da TV, em São Paulo, neste sábado (20).
Entre os presentes no local estavam Marcelo Camargo e Lolita Rodrigues, filho e uma das melhores amigas de Hebe, respectivamente. A apresentadora morreu no dia 29 de setembro em decorrência de uma parada cardíaca. Ela estava com a saúde debilitada desde que o câncer no peritônio - membrana que envolve os órgãos da região abdominal - havia retornado.
A homenagem foi um projeto da família de Hebe, endossado pela prefeitura de São Paulo. A Av. Perimetral teve o nome mudado para o da loira. Segundo o prefeito Gilberto Kassab, em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo", a escolha aconteceu pela proximidade da casa da apresentadora.

A Paz - momento espirita

Lição de Vida



Sandra morava numa pequena casa, muito humilde com a filha de quatro anos.
Lutava dia após dia para alimentar e vestir ela própria, e a menina, com o pouco dinheiro que ganhava trabalhando como autônoma.
Por isso, em sua casa tinha apenas coisas básicas: fogão, geladeira, sofá, uma cama de casal, onde dormia com a filha, e um pequeno guarda-roupas.
Sandra já estava há muito tempo procurando um emprego fixo, de carteira assinada, mas só ouvia promessas ou então, exigiam muita experiência, ou os horários a impediam de tomar conta de sua filha.
Certo dia, uma amiga de Sandra resolveu perguntar como ela conseguia viver daquele jeito e ainda ser feliz.
Sandra, simplesmente respondeu:
- Não tenho muito no sentido de ter coisas, e...
E a amiga a interrompeu fazendo outra pergunta:
- E isso a incomoda?
Sandra, muito sincera, respondeu:
- Às vezes, quando vejo outra menina com a mesma idade da minha filha, que tem roupas bonitas e brinquedos bons, ou que está andando num carro luxuoso ou morando numa bela casa, me sinto mal. Todo mundo quer ser bem sucedido para seus filhos.
E a amiga quis saber:
- Mas você não fica angustiada com isso?
Sandra respondeu com uma pergunta:
- Ficar angustiada com o quê? Eu e minha filha não estamos passando fome ou frio e tenho o que realmente importa na vida.
E a amiga, ainda mais curiosa, perguntou:
- Tá bom, mas afinal, o que realmente importa na sua vida?
Sandra, segura, respondeu:
•  Do meu ponto de vista não importa quantas coisas você compre, não interessa quanto dinheiro ganhe, você só fica com três coisas na vida, que ninguém pode tomar de você: primeiro, as suas experiências, segundo, seus amigos verdadeiros e terceiro, aquilo que você planta dentro de si mesmo. Para mim, as experiências são acontecimentos comuns da minha vida com minha filha.
A amiga escutava surpresa o que Sandra dizia. E Sandra continuou:
- Os amigos verdadeiros são aqueles que nunca saem do coração, mesmo que saiam de sua vida durante algum tempo. Quanto ao que plantamos dentro de nós, cabe a cada um de nós, não é? Por isso, não planto amargura nem arrependimento, até poderia se quisesse, mas prefiro não fazer isso.
E, a amiga, curiosa perguntou:
- Então, o que você planta?
Sandra, rapidamente olhou na direção da filha por alguns segundos, e depois, olhou novamente para a amiga, que percebeu um brilho de ternura, gratidão e felicidade nos olhos de Sandra. Então, Sandra, olhando para a filha, respondeu:
- Eu planto isso ...

LIÇÃO DE VIDA:
  A nossa vida é aquilo que nós fazemos dela. Por isso, vamos fazer e pensar coisas boas, positivas, vamos agradecer sempre, por tudo o que temos, mesmo que não seja tudo o que queremos...Plante sempre o melhor para recolher o melhor!!!

ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS

Programas que Amamos

Banner da página de programas

 Dia das crianças
OUÇA


Noticias do meio



Mensalão: revisor e relator divergem sobre crime de formação de quadrilha


Joaquim Barbosa considerou que a maioria dos réus cometeu o crime. Ricardo Lewandowski absolveu os 13 réus.

Houve divergência na votação do último capítulo do julgamento do mensalão - que trata de formação de quadrilha. O relator condenou a maioria dos réus, mas o revisor absolveu todos os acusados.

Eles já divergiram várias vezes durante este julgamento, mas na última quinta-feira eles discordaram integralmente. Joaquim Barbosa considerou que a maioria dos réus cometeu crime de formação de quadrilha. Ricardo Lewandowski entendeu que nem toda associação criminosa leva a esse crime. Lewandowski absolveu os réus. Já o relator condenou o ex-ministro José Dirceu e outros 10 acusados.

O julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão, já tem previsão de data para terminar. O relator do processo no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, passará por um tratamento na Alemanha entre os dias 29 de outubro e 3 de novembro e a expectativa na Corte é de que o julgamento termine até o dia 25 de outubro, a última quinta-feira antes da viagem.

Seu corpo está pronto para o horário de verão?


Médicos dizem que adaptação leva de uma a duas semanas; principal dica é trocar bebidas estimulantes, como chás e café, ou chás sem cafeína (como camomila e erva cidreira) por leite quente. À zero hora deste domingo, começa o horário de verão nas Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Tocantins.
Como ocorre todo ano, há aqueles que não gostam da ideia de perder uma hora de sono. A boa notícia, porém, é que os transtornos podem ser atenuados com pequenas mudanças na alimentação e no horário de ir dormir.
De acordo com Luciano Capelli, fisiologista do Centro de Medicina da Atividade Física da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o corpo leva de uma a duas semanas para se adaptar à nova rotina. "Algumas pessoas sofrem mais, outras menos. O ideal é tentar condicionar o corpo a dormir um pouco mais cedo", explica Capelli.
Uma outra dica do médico que pode ajudar na adaptação do organismo ao novo horário é evitar o consumo de alimentos e bebidas que contenham substâncias estimulantes, como café, chás com cafeína (como o preto) e chocolate, entre outros. "À noite, para ajudar a dormir, a pessoa pode tomar um copo de leite quente, que tem tripotano, um aminoácido que ajuda a relaxar a musculatura, ou chás sem cafeína (como camomila e erva cidreira)", diz Capelli.

Noticias do Meio


CIENTISTAS ENCONTRAM PROVA PARA “TEORIA DO IMPACTO GIGANTE” SOBRE SURGIMENTO DA LUA
Cientistas encontram prova para “Teoria do Impacto Gigante” sobre surgimento da Lua


Cientistas afirmam ter encontrado um indício químico que validaria a "Teoria do Impacto Gigante", na qual a Lua teria surgido de uma colisão descomunal entre a Terra e uma gigantesca rocha espacial. A evidência que comprovaria esta ideia, formulada há 37 anos, está em um pequeno excesso em um isótopo mais pesado, ou uma variante atômica, do elemento zinco. A conclusão veio após análises de grãos de solo lunar trazidos pelas missões Apollo.

Este excesso teria ocorrido porque átomos do zinco mais pesado teriam se condensado rapidamente na nuvem de vapor, em vez daqueles mais leves. A evaporação do zinco em grande quantidade indica a ocorrência de uma colisão. O artigo defendendo a Teoria do Impacto Gigante foi publicada esta semana na revista Nature.

Em 1975, astrônomos levantaram a hipótese de que há bilhões de anos a Lua teria surgido após um choque entre a Terra e um corpo celeste do tamanho de Marte. De acordo com essa teoria, a colisão derreteu e evaporou este último e grande parte da então “infantil” crosta terrestre. O vapor se condensou e formou a Lua. Esta ideia explicaria porque a Lua é tão grande – possui um quarto do tamanho da Terra – e está tão próxima do nosso planeta. Os cientistas acreditam que, ao desvendar a origem da Lua, seria possível identificar como são criadas as condições para o surgimento da vida como conhecemos na Terra.

Artigo relacionado

Nature

Lição de Vida



Um homem tinha quatro filhos.
E ele queria que seus filhos aprendessem a não julgar as coisas de modo apressado. Por isso, mandou cada um viajar até um lugar distante onde estava plantada uma grande mangueira que Deveriam observá-la com muita atenção.
O primeiro filho foi lá no Inverno, o segundo na Primavera, o terceiro no Verão, e o quarto, e mais jovem, foi no Outono.
Depois que todos os filhos voltaram, o pai os reuniu, e pediu que cada um descrevesse o que tinha visto.
O primeiro filho disse que a árvore era feia, torta e retorcida.
O segundo filho falou que não, que a árvore era recoberta de botões verdes, e cheia de promessas.
O terceiro filho discordou, dizendo que a árvore estava coberta de flores, que tinham um cheiro tão doce e eram tão bonitas, que ele arriscaria dizer que eram a coisa mais maravilhosa que jamais tinha visto.
O último filho discordou dos irmãos. Ele disse que a árvore estava carregada e curvada, cheia de frutas, vida e promessas...
O pai então, disse aos filhos que todos eles estavam certos, porque tinham visto apenas uma estação da vida da árvore. Então, explicou que não se podia julgar uma árvore, ou uma pessoa, por apenas uma estação. E continuou:
A essência de quem são, e o prazer, a alegria e o amor que vêm daquela vida podem apenas ser medidos ao final, quando todas as estações estão completas.
E aquele pai concluiu:
Sabe filhos, se desistirmos quando for Inverno, perderemos a promessa da Primavera, a beleza do Verão, a expectativa do Outono. Por isso, meus filhos, não permitam que a dor de uma estação destrua a alegria de todas as outras.
Não julguem a vida apenas por uma estação difícil. 
LIÇÃO DE VIDA:
Mesmo diante das dificuldades, devemos perseverar, pois melhores tempos certamente virão de uma hora para a outra!!!

Imagens que passam no nosso Tumblr





Discovery Channel Engenharia Extrema Tunel do Estreito de Bering

Noticias do Meio

Quando chega a hora, não esqueça de se consultar com seu médico. (Foto: thinkstock)
Menopausa é o nome dado à última menstruação da vida da mulher. Ela acontece, geralmente, em meio a uma série de alterações hormonais e físicas, trazendo incômodo, dúvidas e, principalmente, muitos riscos à saúde. Por este motivo, todos os anos o dia 18 de outubro é destacado como o Dia Mundial da Menopausa; uma data criada para alertar as mulheres para os principais sintomas desta etapa de suas vidas, orientando-as a procurar um especialista assim que eles começarem a aparecer.

Mais de 10 milhões de mulheres brasileiras podem estar sofrendo os sintomas da menopausa. Então, atenção é a palavra de ordem. Quanto antes o médico puder avaliar a mulher e, juntos, decidirem pela melhor forma de tratamento, antes ela terá de volta qualidade de vida e muito mais tranquilidade para atravessar esta fase. 

 “Quanto antes o médico puder avaliar esta mulher e, juntos, decidirem pela melhor forma de tratamento, antes ela terá de volta qualidade de vida e muito mais tranquilidade para atravessar esta fase”, afirma a dra. Maria Celeste Wender, presidente da Associação Brasileira de Climatério - SOBRAC.

Nem todas as mulheres sofrem estes sintomas, mas pelo menos 70% delas terão algum desconforto neste período da transição menopausal. “Calorão, irritabilidade, insônia e até mesmo depressão estão relacionados à falha hormonal. Outros sintomas, menos específicos, também podem aparecer, como o aumento de dores em geral. Isso acontece por conta de uma provável alteração da sensibilidade à dor.”, explica a dra. Maria. 

Com o passar dos anos, a porcentagem de mulheres afetadas cai, chegando a menos de 50% após cinco anos dos primeiros sintomas. No entanto, o que mais preocupa os médicos, além do grande desconforto sofrido pelas mulheres, são o aumento do risco cardiovascular, principalmente para a doença coronariana; e a alta incidência da osteoporose, que atinge 30% das mulheres após a menopausa.

“Procurar um especialista aos primeiros sintomas é extremamente importante nesta fase, que é de grande perda de massa óssea. Os tratamentos, inclusive, são muito mais eficazes se iniciados precocemente. O acompanhamento médico também servirá para a prevenção das complicações cardíacas e das outras condições de saúde” alerta o dr. Luciano Pompei, vice-presidente da SOBRAC

Menopausa e climatério

A população feminina representa hoje 51,5% dos brasileiros, segundo o IBGE, correspondendo a cerca de 96 milhões de mulheres. Pouco mais de 15% do total, ou quase 15 milhões de mulheres, têm idades entre 50 e 70 anos. É neste período que provavelmente acontecerá a menopausa, que é a última menstruação. Já o climatério é todo o período de transição da mulher da fase com capacidade reprodutiva para a fase em que essa capacidade deixa de existir. Em geral, o climatério acontece dos 40 aos 65 anos, aproximadamente, mas pode variar a cada caso. 

O período é marcado pela interrupção da produção hormonal dos ovários, ausência de ovulação e carência de estrogênio – principal hormônio sexual feminino. 

Todas estas alterações trazem os chamados sintomas menopáusicos ou climatéricos, que incluem as ondas de calor ou fogachos, fadiga, irritabilidade e mau humor. Se não tratados adequadamente, estes sintomas podem afetar atividades profissionais e relacionamentos afetivos, piorando substancialmente a qualidade de vida.

Outro problema comum nesta fase é a perda de lubrificação vaginal – que depende de um bom nível de hormônios – comprometendo também a vida sexual. 

Terapia de reposição hormonal e outros 

A indicação da terapia de reposição hormonal (TRH) depende de diversos fatores e só pode ser feita por um médico, após a análise detalhada da paciente. Para isso, serão levados em conta exames clínicos e laboratoriais. 

Além da TRH, diversos outros tratamentos, inclusive não hormonais, poderão ser indicados, assim como orientações sobre estilo de vida e alimentação, que ajudam muito. 

Algumas dicas importantes às pacientes: evitar o ganho de peso, adotar alimentação não gordurosa e balanceada, praticar atividade física regular, evitar álcool e café em excesso, abandonar o tabagismo e tratar adequadamente as doenças concomitantes. Assim, a mulher viverá mais e melhor. 

Para Denise


Saiba Mais (Joana D'arc)


Joana d'Arc (em francês Jeanne d'ArcDomrémy-la-Pucelle6 de janeiro de 1412 — Ruão30 de maio de 1431), por vezes chamada dedonzela de Orléans, era filha de Jacques d'Arc e Isabelle Romée e é a santa padroeira da França e foi uma heroína da Guerra dos Cem Anos, durante a qual tomou partido pelos Armagnacs, na longa luta contra os borguinhões e seus aliados ingleses.
Descendente de camponeses, gente modesta e analfabeta, foi uma mártir francesa canonizada em 1920, quase cinco séculos depois de ter sido queimada viva.
Segundo a escritora Irène Kuhn, Joana d'Arc foi esquecida pela história até o século XIX, conhecido como o século do nacionalismo, o que pode confirmar as teorias de Ernest Gellner. Irène Kuhn escreveu: Foi apenas no século XIX que a França redescobriu esta personagem trágica.
François Villon, nascido em 1431, no ano de sua morte, evoca sua lembrança na bela Ballade des dames du temps jadis ou seja, Balada das damas do tempo passado -
Et Jeanne, la bonne Lorraine
Qu'Anglais brûlèrent à Rouen;
Où sont-ils, où, Vierge souvraine?
Mais où sont les neiges d'antan?
Antes aos fatos relacionados, Shakespeare tratou-a como uma bruxa; Voltaire escreveu um poema satírico, ou pseudo-ensaio histórico, que a ridicularizava, intitulado «La Pucelle d´Orléans» ou «A Donzela de Orléans» [1]
Gravura de 1505
Depois da Revolução Francesa, o partido monárquico reavivou a lembrança da boa lorena, que jamais desistiu do retorno do rei.
Joana foi recuperada pelos profetas da «França eterna», em primeiro lugar o grande historiador romântico Jules Michelet. Com o romantismo, o alemão Schiller fez dela a heroína da sua peça de teatro "Die Jungfrau von Orléans", publicada em 1801.
Em 1870, quando a França foi derrotada pela Alemanha - que ocupou a Alsácia e a Lorena - "Jeanne, a pequena pastora de Domrémy, um pouco ingênua, tornou-se a heroína do sentimento nacional". Republicanos e nacionalistas exaltaram aquela que deu sua vida pela pátria.
Durante a primeira fase da Terceira República, no entanto, o culto a Joana d'Arc esteve associado à direita monarquista, da qual era um dos símbolos, como o rei Henrique IV, sendo mal vista pelos republicanos.
Igreja Católica francesa propôs ao Papa Pio X sua beatificação, realizada em 1909, num período dominado pela exaltação da nação e ao ódio ao estrangeiro, principalmente Inglaterra e Alemanha.
O gesto do Papa inspirou-se no desejo de fazer a Igreja de França entrar em mais perfeito acordo com os dirigentes anticlericais da III República, mas só com a Primeira Guerra Mundial de 1914 a 1918, Joana deixa de ser uma heroína da Direita. Segundo Irène Kuhn, a partir daí os "postais patrióticos" mostram Jeanne à cabeça dos exércitos e monumentos seus aparecem como cogumelos por toda a França. O Parlamento francês estabelece uma festa nacional em sua honra no 2º domingo de maio.
Em 9 de maio de 1920, cerca de 500 anos depois de sua morte, Joana d'Arc foi definitivamente reabilitada, sendo canonizada pelo Papa Bento XV - era a Santa Joana d'Arc. A canonização traduzia o desejo da Santa Sé de estender pontes para a França republicana, laica e nacionalista. Em 1922 foi declarada padroeira de França. Joana d´Arc permanece como testemunha de milagres que pode realizar uma pessoa, ainda que animada apenas pela energia de suas convicções, mesmo adolescente, pastora e analfabeta, de modo que seu exemplo guarda um valor universal.

JEHANNE D'ARC

JEHANNE D'ARC

BRASÃO DA FAMÍLIA ARC

BRASÃO DA FAMÍLIA ARC 
PRIMEIRA PÁGINA DO JULGAMENTO

BRASÃO DE JEHANNE D'ARC

BRASÃO DE JEHANNE D'ARC

CRONOLOGIA DE JEHANNE D'ARC

06/01/1412 – JEAHNNE D’ARC, nasceu em Domrémy, região de Lorena, depois foi renomeada de Domrémy-La-Pucelle. Em meio a uma família que vivia da pecuária, seu pai Jacques D’arc tinha certo prestigio na cidade e junto com sua mão Isabeu Romée eram considerados justos e honrados, possuía uma Irmã Isabeau e três irmãos: Jacquemain, Jean e Pierre.
00/00/1424 – Aos 12 anos começou a ter visões. Era um dia de verão, ao meio dia, Jehanne D’arc orava no jardim próximo à sua casa, quando escutou uma voz que lhe dizia para ter confiança no Senhor. A figura que ela divisou, identificou como sendo a do Arcanjo Miguel. As duas mensageiras espirituais que o acompanhavam eram Catarina e Margarida, santas conforme a Igreja que ela frequentava. As vozes que diziam:
“Ide e tudo será feito segundo as vossas ordens”
“É preciso expulsar os ingleses da França”
Jehanne D’arc manteria estas revelações em segredo até 1429.
00/03/1428 – Aos 16 anos, Jehanne foi a Vaucouleurs, cidade vizinha a Domrémy. Recorreu a Robert de Baudricourt, capitão da guarnição Armagnac, estabelecida nesta cidade para lhe ceder uma escolta para ir até Chinon, onde estava o Delphin, já que teria que atravessar todo o território hostil defendido pelos ingleses e borguinhões, que eram aliados.
00/00/1428 – A família de Jehanne D’arc deixa Domrémy e foge para Neufchâteau 2.
13/02/1429 – Quase um ano depois, Baudricourt aceitou enviá-la escoltada até o Delphin. Entre os seis homens que a acompanharam, estavam Poulengy e Jean Nouillompont (conhecido como Jean de Metz). Jean este presente em todas as batalhas posteriores de Jehanne D árc.
22/02/1429 – Partida de Jehanne D’arc para Vaucouleurs para ir a Chinon.
06/03/1429 – Jehanne D’arc exorta os ingleses à rendição e abandono do solo Frances.
21/04/1429 – Jehanne D’ar é levada a Blois onde encontrou-se com o exercito e reforços para irem a Orléans sob o comando de Gilles de Rais.
27/04/1429 – o exercito de 3.000 homens, deixou Blois, com grande comboio de abastecimento.
29/04/1429 – Munida de uma bandeira branca, Jehanne entra em Orléans através da porta de Borgonha.
06/05/1429 – Jehanne D’arc ataca Saint Jean Leblanc.
07/05/1429 – Ataque e captura do Forte de Tourelles. Jehanne foi ferida por uma flecha, e a noite ela entra na cidade vitoriosa.
09/05/1429 – Comandando um exército de 4.000 homens, ela consegue a vitoria sobre os invasores. O episodio é conhecido como a Libertação de Orléans ( e na França como a Siège d’Orléans). Os franceses já haviam tentado defender Orléans, mas não obtiveram sucesso.
11/12/05/1429 – Jehanne dirigiu-se a vários pontos fortificados sobre as pontes do rio loire. Venceu a batalha de Jargeau.
15/06/1429 – Venceu a batalha de Meung-Sur-Loire.
16/17/06/1429 – A terceira vitória foi na libertação de Beaugency na batalha de Beaugency.
18/06/1429 – Um dia após a sua última vitoria, dirigiu-se a Patay, onde sua participação foi pouca. A batalha de Patay, única batalha em campo aberto, já se desenrolava sem a presença de Jehanne D’arc.
16/07/1429 – Chegada em Reims.
17/07/1429 – Cerca de um mês após sua vitoria sobre os ingleses em Orléans, ela conduziu o rei Carlos VII à Cidade de Reims, onde Carlos VII é coroado, vestida com uma armadura de guerreiro medieval. Ela era a líder e grande responsável pela expulsão dos ingleses do território Frances. Ela havia unido um país então esfacelado por brigas e disputas regionais e trazido confiança e independência. Ela era a grande responsável pela cerimônia de coroação que ali acontecia, e que viria a marcar toda a glória e grandeza da França para o futuro. Disse ela: “Nobre Rei, assim, é cumprida a vontade de Deus, que desejava que eu liberasse a França e vos trouxesse à Reims, para receberdes esta sagrada missão e provar a França que sois o verdadeiro Rei”. Esta jovem é até hoje reverenciada como a maior heroína e santa protetora da França. A vitória de Jehanne D’arc e a coroação do rei, acabaram por reacender as esperanças dos franceses de se libertarem do domínio inglês e representaram a virada da guerra.
22/08/1429 – Jehanne D’arc envia carta para o conde Jean IV d’Armagnac.
08/09/1429 – Jehanne ataca Paris.
06/05/1430 – Jehanne D’arc entra em Compiégne.
23/05/1430 – No ataque a Compiégne, Jehanne foi capturada pelos borgonheses( adversários de Carlos VII) e entregue aos ingleses.
23/27/05/1430 – Foi conduzida à Beaulieu-lés-Fontaines.
27/28/05/1430 – Jehanne foi entrevistada pelo próprio Duque de Borgonha, Felipe, o bom. Naquele momento Jehanne D’arc era propriedade do Duque de Luxemburgo. Jehanne foi levada ao Castelo de Beaurevoir, onde permaneceu todo o verão, enquanto o Duque de Luxemburgo negociava sua venda. Ao vende-la aos ingleses, Jehanne foi transferida a Rouen.
21/11/1430 – Jehanne foi vendida aos ingleses por intermédio do bispo Pierre Cauchon, que surgiu no acampamento de João de Luxemburgo, onde ela estava primeiramente. Ambicioso, desejava obter o bispado de Rouen e faria tudo para agradar aos donos do poder. Iniciou-se então, numa prisão laica e guardada por carcereiros ingleses, o processo presidido pelo bispo Cauchon.
09/01/1431 – Primeira reunião do Tribunal Eclesiástico, o processo contra Jehanne teve inicio, sendo chefiado pelo bispo de Beauvais, Pierre Cauchon. Foi um processo que passaria à posteridade e que converteria Jehanne em heroína nacional, pelo modo como se desenvolveu e trouxe o final da jovem. Dez sessões foram feitas sem a presença da acusada Jehanne, apenas com a apresentação de provas, que resultaram na acusação de heresia e assassinato.
21/02/1431 – Começa os interrogatórios, Jehanne foi ouvida pela primeira vez. A principio ela se negou a fazer o juramento da verdade, mas logo o fez. Jehanne foi interrogada sobre as vozes que ouvia, sobre a igreja militante, sobre seus trajes masculinos.
17/03/1431 – Conclusão dos interrogatórios contra Jehanne D’arc.
27/28/03/1431 – Thomas de Courcelles fez a leitura dos 70 artigos da acusação de Jehanne.
05/04/1431 – Os artigos de acusação foram resumidos para 12. Estes artigos sustentavam a acusação formal para Jehanne buscando sua condenação. No mesmo dia 05, Jehanne começou a perder saúde por causa de ingestão de alimentos venenosos, que a fez vomitar. Isto alertou Cauchon e os ingleses, que lhe trouxeram um médico. Queriam mantê-la viva, principalmente os ingleses, porque planejavam executá-la. Durante a visita do médico, Jean d’Estivet, acusou Jehanne de ter ingerido os alimentos envenenados conscientemente para cometer suicídio, o que era uma grande mentira.
18/04/1431 – Quando finalmente ela se viu em perigo de morte, pediu para confessar. Os ingleses ficaram impacientes com a demora do julgamento. O Conde de Warwick disse a Cauchon que o processo estava demorando muito. Até o primeiro proprietário de Jehanne, Jean de Luxemburgo, apresentou-se a Jehanne, fazendo-lhe proposta de pagar por sua liberdade, se ela prometesse não atacar mais os ingleses.
23/05/1431 – O término do julgamento se acelerou por imposição dos ingleses.
29/05/1431 – Jehanne D’arc é condenada à fogueira por heresia.
30/05/1431 – As 09 horas, Jehanne D’arc, foi queimada viva com apenas dezenove anos. A cerimônia de execução aconteceu na Praça do Velho Mercado (Place Du Vieux Marché), em Rouen. Antes da execução, ela se confessou com Jean Totmouille e Martin Ladvenu, que lhe administraram os sacramentos da comunhão. Entrou, vestida de branco, na praça cheia de gente, e foi colocada na plataforma montada para sua execução. Após lerem o seu veredicto, acusada por heresia, Jehanne foi queimada viva, graças aos esforços do ambicioso bispo Pierre Cauchon (1371-1442), durante o tribunal eclesiástico. Suas cinzas foram jogadas no rio Sena, para que não se tornassem objeto de veneração pública. Era o fim da heroína francesa. Diz-se que se ouviu até dos soldados ingleses enquanto Jehanne ardia em chamas, expressões do tipo “estamos perdidos, queimamos uma santa”. O carrasco contou que apesar de todo o óleo, enxofre e combustível que tinha usado , seu coração permaneceu intacto às chamas e não puderam reduzir as cinzas o seu coração. Jogaram tudo o que restara dela no rio Sena, por ordem dos ingleses.
APÓS A SUA MORTE
13/02/1450 – Ordenada uma revisão do processo de Jehanne D’arc pelo rei Charles VII.
07/11/1455 – A mãe de Jehanne comparece a Catedral de Notre Dame para fazer fundamento do julgamento que condenou sua filha.
11/06/1456 – Começa a revisão de seu processo, quando foi considerada inocente pelo papa Calisto III, e o processo que a condenou foi considerado inválido.
07/07/1456 – O julgamento que condenou a morte Jehanne D’arc (1412-1431) foi anulado no palácio arcebispal de Rouen, Jehanne D’arc é absolvida.
08/05/1869 – Começa o processo de canonização. O bispo de Orléans, Monsenhor Dupanloup, dirigiu-se ao papa Pio IX um requerimento assinado por grande numero de bispos, pedindo que Jehanne D’arc “La Pucelle” fosse proclamada santa, pudesse receber nos templos, as homenagens e orações dos fiéis.
11/10/1888 – Trinta e dois cardeais, arcebispos e bispos franceses dirigiram a Leão XIII “uma suplicação”, para que Jehanne D’arc fosse sem demora colocada nos altares.
27/01/1894 – A igreja deu inicio à obraque devia recorrer do reescrito de Calisto III, como uma reparação mais alta: a Congregação dos Ritos submetia ao papa Leão XIII o decreto que intitulava Jehanne “Venerável”.
24/04/1909 – Em São Paulo de Roma, por Pio X, estando presentes 30.000 peregrinos franceses e 65 bispos, a Igreja Católica beatifica Jehanne e a declara Bem-Aventurada.
09/05/1920 – Quase quinhentos anos após a sua morte, Jehanne D’arc, é declarada santa pelo papa Bento XV.
00/00/1922 – Jehanne D’arc foi declarada padroeira da França. Permanece como testemunha de “milagres” que pode realizar uma pessoa, ainda que animada apenas pela energia de suas convicções, mesmo adolescente, pastora analfabeta, de modo que seu exemplo guarda um valor universal.

Momento Espirita



Momento Espírita
Preconceito

Aconteceu num voo da British Airways entre Johanesburgo, na África, e Londres, na Inglaterra.
Uma senhora branca, de uns cinquenta anos, senta-se ao lado de um negro.
Visivelmente perturbada, ela chama a comissária de bordo.
Qual é o problema? - Pergunta a moça.
Mas, você não está vendo? - Responde a senhora. Você me colocou ao lado de um negro. Eu não consigo ficar ao lado de gente desta classe. Quero que você me dê outro assento.
Por favor, acalme-se. Quase todos os lugares deste voo estão tomados. Vou ver se há algum lugar disponível.
A comissária se afasta e volta alguns minutos depois.
Minha senhora, como eu suspeitava, não há nenhum lugar vago na classe econômica. Conversei com o comandante e ele me confirmou que não há mais lugar na classe executiva. Entretanto, ainda temos um assento na primeira classe.
Antes que a senhora pudesse fazer qualquer comentário ou esboçar um gesto, a comissária continuou:
É totalmente inédito o fato de a companhia conceder um assento de primeira classe a alguém da classe econômica. Contudo, dadas as circunstâncias, o comandante considerou que seria verdadeiramente vergonhoso alguém ser obrigado a se sentar ao lado de uma pessoa intratável.
E, dirigindo-se ao senhor negro que, até aquele momento ficara sempre calado, ouvindo as agressões da senhora, que parecia tão distinta, a comissária complementou:
Senhor, se for de sua vontade, faça o favor de apanhar os seus pertences e me acompanhar. Eu o encaminharei para um assento na primeira classe, que está à sua espera.
E todos os passageiros ao redor, que acompanhavam a cena, muito chocados, levantaram-se e bateram palmas.
*   *   *
O preconceito é próprio dos orgulhosos. Expressa, em verdade, a estreiteza de visão da criatura.
Todos os seres humanos são formados dos mesmos elementos. Têm as mesmas necessidades, como seja de comer, beber, dormir, amar e sonhar.
Não há, pois, motivo algum para que alguém se julgue mais importante ou superior a quem quer que seja.
Qual a importância da cor da pele? Se apagarmos as luzes de uma sala cheia de pessoas e nos tocarmos no escuro, saberemos distinguir os brancos dos negros e esses dos amarelos?
Se chegássemos em uma aldeia indígena, onde os seus componentes jamais tivessem visto um homem branco, eles nos estranhariam. Reclamariam da palidez da nossa pele e seríamos ali um elemento muito diferente.
Que se diria se, em um canteiro de rosas viçosas, abertas, perfumadas, as de cor vermelha, aveludadas, desprezassem as amarelas? Não acharíamos grande tolice?
Pois o mesmo se aplica aos seres humanos.
*   *   *
A única superioridade que devemos perseguir, com ardor, é a superioridade moral.
Ela nos conferirá fraternidade, amor e justiça, afastando de nós todo preconceito, egoísmo e orgulho, porque nos elevará à condição de verdadeiros filhos de Deus.

Redação do Momento Espírita, com base no
artigo Racismo, de autoria desconhecida.
5.9.2012.

Imagens que passam em nosso Tumblr




Noticias do Meio



Semana Espírita de Santo André


De 21 a 28 de outubro de 2012 acontece a 61ª Semana Espírita de Santo André, e terá como tema central: “Na Era da Transição: Trabalho, Solidariedade, Tolerância”.

Dia 21 – 15h00 – Abertura com a infância

Dia 22 – (Segunda feira) – 20h00

Tema: Reequilíbrio e Defesas Espirituais

Conferencista: Dr. Sergio Felipe de Oliveira/ São Paulo - SP

Parte Artística: Cantora Paula Zamp / FEESP

Dia 23 – (Terça feira) – 20h00

Tema: Em tempos de transição – Você em suas Mãos

Conferencista: Dr. Alberto Ribeiro Almeida / Belém-PA

Parte Artística: Grupo Vocal Despertar – Santo André

Dia 24 (quarta feira) 20h00

Tema: Transição e Ecologia.

Conferencista: Manolo Quesada / SP - SP

Parte Artística: Coral Obreiros da Caridade – Santo André

Dia 25 (quinta-feira) 20h00

Tema: A Influência da Família para o Futuro da Humanidade

Conferencia Cantada: Vansan / SP - SP

Dia 26 – (sexta-feira) 20h00

Tema: Expiação ou Provação

Conferencista: Richard Simonetti/ Bauru - SP

Parte Artística: Coral União Em Busca da Paz– Santo André

Dia 27 – (sábado) 20h00

Tema: Na Era Da Transição: Trabalho, Solidariedade, Tolerância.

Conferencista: Dr. Eliseu Mota Jr. / Franca - SP

Parte Artística: Coral Cantares - Diadema

Dia 28 – (domingo) – 16h00

Tema: Vivendo o Evangelho na Era de Transição

Conferencista: Dr. André Luiz Peixinho / Bahia - BA

Parte Artística: Tenor Allan Vilches

O ingresso é 1 KG de alimento não perecível

O evento será no Parque Regional Prefeito Celso Daniel que está localizado na avenida D. Pedro II, 940 – Bairro Jardim





Crise na Espanha faz quase 1 milhão de pessoas deixarem o país


Quase um milhão de pessoas deixaram a Espanha desde o começo do ano passado. De acordo com o Instituto Espanhol de  Estatística, a maioria são ex-imigrantes que saíram do país fugindo da crise.                   
A entrada de pessoas no país também caiu 19 por cento em relação à 2009.
O aumento da saída de espanhóis e a queda na entrada provocaram uma redução da população no país, que agora tem 36 mil habitantes a menos do que em dezembro de 2011.
Este cenário está aumentando com o avanço da crise econômica no país, que enfrenta seu auge neste ano.
O desemprego na Espanha chegou a mais de 25% da população, sendo que mais da metade dos jovens não tem trabalho.
Crise na Europa faz universitários trabalharem de faxineiros, entregadores de pizza, telefonistas e caixas de supermercado. O levantamento foi feito pela BBC


8º Festa Típica Francesa de rua


Dia 21 de outubro acontece a 8º Festa Típica Francesa das 9 ás 21h00, a festa de rua que já faz parte da agenda dos paulistanos em Homenagem a Allan Kardec. Com a presença de artistas renomados como Gilbert, Graça Cunha Thobias da Vai Vai entre outros.

No evento haverá bazar, artesanato, barracas de comidas típicas francesas como Cassoulet, Quiche Lorraine e Petit Gateau e outros.

A festa será na na Rua Maria Paula, 140 em frente a Federação Espírita do Estado de São Paulo – FEESP

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org