Programa Corrente de Fé.




Como fazemos todos os dias,nos reunimos aqui por alguns minutos para orarmos e esquecer um pouco da correria do dia a dia juntamente com nossa devoção a Maria


 
                 

Ave-Maria, cheia de graça!
O Senhor é convosco
Bendita sois vóis entre as mulheres
E Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus
Santa Maria Mãe de Deus,
Rogai por nós os pecadores
Agora e na hora de nossa morte. 
Amém


       

Que assim seja!!!






  • Vamos nos concentrar para tomar a água.













    • Noticias do Meio

      Por unanimidade, STF aprova cotas raciais em universidades


      O Supremo Tribunal Federal aprovou por unanimidade a política de cotas raciais nas universidades.
       
      Essa decisão vale para todas as instituições que reservam vagas para negros e agora é constitucional.
       
      O julgamento tratou de uma ação que foi proposta pelo DEM contra o sistema de cotas da Universidade de Brasília, que reserva 20% das vagas para auto declarados negros e pardos.
       
      Carlos Ayres Britto, presidente do STF disse durante o voto que os erros de uma geração podem ser revistos pela geração seguinte e é isto que está sendo feito.

      Noticias do Meio

      Congresso Estadual de Espiritismo


      A cidade de Franca interior de (SP) vai sediar o 15º Congresso Estadual de Espiritismo, promovido pela União das Sociedades Espírita do Estado, de 28 de abril a 1º de maio. Terá como tema central “Solidariedade - uma outra forma de conhecer”. Entre os palestrantes, Divaldo Pereira Franco, Heloisa Pires, Alberto Almeida, André Luiz Peixinho, Antonio Cesar Perri de Carvalho, Haroldo Dutra Dias e Wagner Gomes da Paixão.  Entrevista Baliero – Presidente da USE .


      Anencefalia ante o espiritismo


      O advogado e mestre em direito pela USP, Bismael B. Moraes escreveu sobre o aborto de anencéfalos para o site da Rádio Boa Nova.
        
      Em decisão recente do Supremo Tribunal Federal, dentre os seus 11 Ministros, estando impedido o Ministro Dias Tófoli, foi aprovada, por 8 votos a 2, a liberação ou descriminalização do aborto de anencéfalos (fetos em gestação no ventre da mulher, mas que, por atestado de dois médicos, sejam declarados inviáveis para a vida extra-uterina, em razão de lhes faltar o cérebro ou este não ser desenvolvido). A notícia levantou questões científicas, religiosas, filosóficas e morais. Chamou-nos a atenção o fato de as duas Ministras do STF, Rosa Weber e Carmen Lucia, terem votado favoráveis àquela modalidade de aborto, enquanto o Presidente daquela Corte, Ministro Cezar Peluzo, e o Ministro Ricardo Lewandowski foram contrários à permissividade. Aliás, em seu voto, o Ministro Lewandowski afirmou: “Uma decisão judicial isentando de sanção o aborto de fetos portadores de anencefalia abriria as portas para a interrupção de gestação de inúmeros outros embriões”. Além do mais, cabe razão ao Professor-Doutor Ives Gandra Martins, constitucionalista, quando argumentou que a inclusão jurisprudencial de mais um caso do chamado ‘aborto legal’, isentando os autores de pena, altera o art.128 do Código Penal e, por isso, requereria manifestação do Congresso Nacional.
      Pois bem. Como analisar essa decisão à luz da Doutrina Espírita? Há um ensinamento cristão do qual não devemos esquecer: “Conhece a verdade, e a verdade te libertará”. Já sabemos que não bastam diplomas ou títulos; faz-se essencial o conhecimento, a ponderação e o senso moral. Claro que o Espiritismo ainda é desconhecido pela grande maioria dos seres humanos, ricos e pobres, letrados e analfabetos, embora todos sejam Espíritos encarnados, em caminhada de resgate e aprendizado na Terra, fato esse que cada um descobrirá, vida após vida, pela evolução natural a que ninguém escapa. Entretanto, aos verdadeiros espíritas, que já descobriram essa maravilhosa Doutrina da fé raciocinada, bem como às pessoas sensíveis, independente das religiões que professem, acha-se fora de propósito apoiar qualquer forma de aborto, embora muitos ainda ocorram no mundo, infelizmente.
      Se formos ao Livro 2º, Capítulo II, de “O Livro dos Espíritos”, obra máxima da Filosofia Espírita, de Allan Kardec, quando trata do “Retorno à Vida Corporal”, no Título II, sobre a “União da Alma com o Corpo”, nas questões 344 / 358, os Espíritos Mentores ensinam que a alma se une ao corpo, por um laço fluídico, desde o momento da concepção (ou seja, desde a relação homem-mulher), e que essa união é definitiva, no sentido de que outro Espírito não poderia substituir o que foi designado para o corpo. E, no intervalo entre a concepção e o nascimento, em vida intra-uterina, a criança vive a vida animal, e o seu estado é mais ou menos de um Espírito encarnado, durante o sono. E mesmo que o corpo morra logo depois de nascer, “trata-se de prova para os pais”. A criança é um Espírito, ou não seria ser humano. Assim, será “sempre um crime tirar a vida à criança antes do seu nascimento, porque isso é impedir a alma de passar pelas provas de que o corpo devia ser o instrumento”.
      Por essas razões, desde a concepção da criança e durante toda a sua gestação, ainda que apresente alguma deficiência física ou tenha a expectativa de apenas algumas horas de vida, a interrupção da gravidez, mesmo provocada por autorização judicial, impede que ela, seus pais e demais familiares passem por uma prova de aprendizado moral, necessária ao progresso de todos os Espíritos, por força de leis naturais. O aborto de anencéfalo, como liberado pelo STF, representa mais um entrave para a evolução espiritual. E o tempo, como senhor da razão, provará essa verdade.

      Programas que Amamos

      Atitude dimensional

      Ouça
      Banner da página de programas

      Noticias do Meio


      As propriedades espirituais da Cura


      Em uma retrospectiva histórica no campo da saúde, revela-se que o processo saúde/doença sempre foi acompanhado de crenças e rituais e, que até hoje, as pessoas se utilizam dos recursos da cura espiritual para produzirem mudanças nas suas vidas e nas vidas das pessoas que lhe são próximas.
       
      Afirmam a doutrina espírita e outras crenças espiritualistas que o sucesso de um tratamento espiritual depende de algumas condições que devem ser atendidas simultaneamente:
      • o paciente e quem o acompanha necessitam ter fé no tratamento, pois, se eles não acreditarem, as suas mentes trabalharão contra o mesmo, bloqueando qualquer benefício possível;
      • a doença não deve ser mais necessária para o fim a que se destinava;
      • o médium precisa estar equilibrado emocionalmente e se dedicar ao seu trabalho com amor, o que seria necessário para que ele obtivesse o auxílio de bons espírito.
      O espiritismo explica que os males do indivíduo têm relacionamento, ora apontando para deficiências espirituais, ou esclarecendo que o indivíduo só pode obter resultados definitivos quando reconhece em si mesmo a base dos problemas. Ressalta que o trabalho de Fluidoterapia (terapia das energias), são assistidos por entidades, ligadas ao campo da medicina, conhecedoras de particularidades relativas à saúde física-espiritual dos pacientes e à lei de causa e efeito.
      Em uma entrevista concedida à Rádio Boa Nova, Ana Fini, coordenadora dos trabalhos de curas da Fraternidade Cristo Redentor em São Paulo, esclarece a necessidade da fé para a construção de um campo espiritual mais saudável.
      RBN: A doença física é resultante de um desequilíbrio espiritual? 
      Ana Fini: As enfermidades podem ser classificadas como sendo oriundas de duas fontes distintas: as primeiras possuem um fundo mais íntimo e estão sempre ligadas ao panorama cármico individual, isto é, ao que contraiu no passado; as segundas são meras circunstâncias ocasionais, não radicadas a vidas anteriores; desajustes passageiros do metabolismo orgânico, por efeito de transgressões atuais.
      As primeiras são imperativas, advêm da necessidade da própria evolução do espírito, ao passo que as segundas podem existir ou deixar de existir, conforme o indivíduo cometa ou não as referidas transgressões contra a harmonia funcional da natureza física. Dizendo melhor, umas são moléstias do espírito, outras são do corpo, as primeiras representando os reflexos exteriores das imperfeições internas e sendo ao mesmo tempo o processo normal e justo de reabilitação, enquanto as segundas são simples reajustes passageiros.
       
      Como podemos auxiliar a espirutalidade para alcançar a cura ?
       
      Todos nós devemos assimilar as instruções contidas nos ensinamentos espíritas buscando a própria tranqüilidade, o reequilíbrio interior, a superação das aflições, dores e angústias. O entendimento das leis que regem a vida, o conhecimento de si mesmo, nos torna receptivos aos benefícios do passe magnético, das cirurgias espirituais, pela aceitação, recolhimento, respeito, vontade em melhorar, fé e confiança na obtenção da cura.
       
      Água Fluidificada
       
      Água fluidificada é a água normal, adicionada de fluidos medicamentosos. Explica que tanto os Espíritos desencarnados, como os encarnados, atuam na magnetização por meio de preces e imposição das mãos.
       
      Ana Fini esclarece que a água potável absorve facilmente as partículas magnéticas, energias saudáveis por conter um maior número de moléculas saudáveis. Acrescenta que nas sessões de curas, por meio de radiações à distância, o processo é sempre engrandecido, avolumado, pela força das vibrações em conjunto e pela formação de uma poderosa corrente emissora de base. 
       
      Ana Fini – Coordenadora pedagógica, formada na USP (Universidade do Estado de São Paulo), Coordenadora dos trabalhos de Radiações na Fraternidade Cristo Redentor e Expositora, em São Paulo.

      Noticias do Meio

      A relação entre a Música e o Espiritismo


      Durante séculos a arte é reconhecida como o veículo mais eficaz na realização da percepção humana, pois além de retratar o pensamento humano com ideias e ideais, ressalta os sentimentos que atuam de forma direta nas emoções, tanto naqueles que produzem, quanto daqueles que a admiram.
       
      Segundo estudiosos, o maior objetivo da arte é o de estimular a consciência da sociedade para uma visão mais ampla e bela da vida, reconstruindo cultura, hábitos e povos, além de decorar o mundo com cores, harmonia, melodias, emoções e educação sentimental.
       
      Na Revista Espírita de 1860, por Allan Kardec, edição de dezembro, encontramos a seguinte afirmação: “Quando dizemos que a Arte Espírita será uma arte nova, queremos dizer que as ideias e as crenças espíritas darão lugar às produções do gênio um cunho particular, como ocorreu com as ideias e crenças cristãs, e não que os assuntos cristãos caiam em descrédito; longe disso; mas, quando um campo está respingado, o ceifador vai colher alhures, e colherá abundantemente no campo do Espiritismo. Sim, repetimos, o Espiritismo abre para a arte um campo novo, imenso e ainda não explorado. E quando o artista trabalhar com convicção, como trabalharam os artistas cristãos, colherá nessa fonte as mais sublimes inspirações”.
       
      A relação entre o Espiritismo e a Música, Leon Denis, no livro “Espiritismo na Arte”, afirma que "O canto e a música, em sua íntima união, podem produzir a mais alta impressão. Quando ela é sustentada por nobres palavras, a harmonia musical pode elevar as almas às regiões celestes. É o que se realiza com a música religiosa, com o canto sacro".
       
      Música Espírita segundo os estudiosos desta filosofia é a definição das informações do espiritismo nas letras ou a inspiração nos acordes. A música em especial, destaca-se entre as ramificações da Arte Espírita por ser considerada pela espiritualidade a “voz de Deus” no mundo, conforme afirma o espírito Esteta no livro citado acima de Leon Denis.
       
      Música e Educação
       
       
       No livro “A Educação segundo o Espiritismo” de Dora Incontri, no capítulo ‘A Música na Educação’, em uma mensagem recebida no dia 09 de Dezembro de 1991, Mozart afirma que “Educação e Música, duas palavras que ressoam harmoniosamente juntas. Deixai que a música freqüente a alma desde cedo, tocando sutilmente as fibras divinas do ser e a moralidade e o amor brotarão mais facilmente nas vossas crianças. Ora, exatamente nas crianças que em vosso planeta ainda chegam experimentando a bênção do adormecimento”.
       
       
       
       
       
       
      A Música e o Socorro Espiritual
       
        
      No livro “Céu Azul” psicografado por Célia Xavier Camargo, o autor espiritual César Augusto Melero, no capítulo 34 – Despedida de Sheila, fala sobre a importância da Melodia. “Na Espiritualidade temos criações musicais belíssimas, diria até indescritíveis, pela falta de elementos similares aí na Terra. Nossos irmãos menos felizes, espíritos que vibram em esferas mais densas, sofredores e aflitos, rancorosos e vingativos, são incapazes de ouvi-las. Contudo, escutam as melodias que os companheiros encarnados cantam e, assim como estes, se deixam envolver por elas e se emocionam. Não raro, essas canções ajudam a modificar o teor vibratório de suas mentes, possibilitando o socorro da equipe espiritual”.
       
       
       
       
       A Relação entre as notas, cores e chacras
      O livro “A cura pela música e pela cor”, de Mary Bassano, descreve sobre as várias composições musicais que podem elevar nossa consciência, além de esclarecer a relação entre as notas, as cores e os chacras. Segundo a autora, a cor vermelha está relacionada com o chacra básico e com a nota “do”; o laranja (a segunda cor) está relacionado com o chacra genésico, correspondente à nota “ré”; o amarelo se relaciona com o chacra gástrico e com a nota “mi”; o verde corresponde ao chacra cardíaco e à nota “fá”; o azul se relaciona com o chacra laríngeo, correspondente à nota “sol”; o índigo (azul marinho) corresponde ao chacra frontal e à nota “lá”; o violeta (a sétima cor) está relacionado ao chacra coronário, correspondente à nota “si”.
       
       
       
       
      Kardec e a Música
       
       
      Allan Kardec, o codificador da Doutrina Espírita apresenta dentro do contexto do Pentateuco, a importância da Música na renovação dos pensamentos para o crescimento intelecto/emocional do espírito que anseia melhorar-se.  
       
      Em  ‘O Livro dos Espíritos’, livro II – capítulo VI – Vida Espírita, encontramos a pergunta número 251 que questiona: "Os Espíritos são sensíveis a Música? – A música tem para os espíritos encantos infinitos, em razão de suas qualidades muito desenvolvidas”.
       
      Na obra ‘O Livro dos Médiuns’, segunda parte – capítulo XVI – parágrafo 190 Médiuns Especiais para os Efeitos Intelectuais – Aptidões Diversas, afirma que:“Médiuns Músicos: os que executam, compõem ou escrevem música sob a influência dos Espíritos. Há médiuns músicos mecânicos, semimecânicos, intuitivos e inspirados, como para as comunicações literárias”.
       
       
       
      A boa música com temática espírita são canções que ajudam na reflexão e no processo criativo para o alcance de uma vida melhor, quando assimiladas e entendidas. Afirmam os estudiosos desta arte que estas são melodias que elucidam os espíritos sobre os vários temas já abordados tantas vezes pela oratória e pela literatura dentro e fora de uma entidade espírita.

      Frase do Dia

      A educação e a iluminação do íntimo constituem o amor ao santuário de Deus em nossa alma. – Emmanuel

      Saiba Mais

      Francisco Spinelli

      Foto de Francisco Spinelli

      Chegado ao Brasil em 1911, vindo da Itália, natural de Nápoles onde nasceu em 1893, fixou residência, inicialmente em Vacaria - RS, fixando-se posteriormente em Bom Jesus - RS.
      Como funcionário do Banco do Estado do Rio Grande do Sul e Prefeitura da cidade, ingressou no Espiritismo. Foi presidente do Centro Espírita Amor de Jesus e colaborador de Marcirio Cardoso de Oliveira na implantação e divulgação da Doutrina Espírita, na região serrana.
      Grande orador e dotado de dinamismo invulgar, formou a Caravana de Divulgação que, em companhia de seu amigo Marcirio e do médium Jurê Varella e outros companheiros de doutrina, percorriam nos fins de semana os povoados dos campos de "Cima da Serra", fundando núcleos familiares e disseminando a leitura das obras espíritas que conduziam em cargueiros sob o lombo de mulas. Foi numa dessas incursões que na localidade Princesa dos Campo - RS, na residência do agrimensor Vicente Acylino de Oliveira, fundou o Centro Espírita Alunos do Bem, denominação que o irmão Vicente, ao mudar residência para Caxias do Sul, com outros conterrâneos que também vieram, fundaram obra espírita com a mesma denominação e que hoje edita este jornal.
      Spinelli, por exigência profissional transferiu-se para a Capital em junho de 1946, passando desde então a integrar-se através de colaboração a várias sociedades espíritas de Porto Alegre, não tardando a ser eleito Presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Sul e do movimento nacional.
      E já de início, criou a Caravana da Fraternidade, percorrendo vários estados do país na propaganda da unificação da prática espírita, que culminou com a assinatura do Pacto Áureo, onde na qualidade de relator das conclusões do Congresso, desempenhou a incumbência com brilhantismo e competência, possibilitando a finalização do ato, em 05 de outubro de 1949, na Casa de Ismael, no Rio de Janeiro.
      Na presidência da FERGS, incentivou as comemorações do centenário dos fenômenos de Hudeswille, confirmação da realidade medianímica que deu início a Codificação.
      Criou a comissão para disseminar os Departamentos de Evangelização da Infância e da Juventude. Instituiu na FERGS o programa: "Em cada Centro Espírita uma Livraria", hoje vitorioso idéia semeadora de luzes e conhecimento doutrinário.
      Desencarnou em Porto Alegre em 07/08/1955.

      LIÇÃO DE VIDA


      Zé era uma dessas pessoas que vivia fugindo das dificuldades.
      Sempre procurava o caminho mais cômodo. Era mestre em encontrar atalhos.
      As suas soluções eram as melhores, mas de acordo com seus próprios interesses.
      Sofrimento era uma palavra que simplesmente não existia no dicionário do Zé. Tudo o que pudesse provocar algum tipo de desconforto era imediatamente colocado em segundo lugar, como: solidariedade, humildade, amor desinteressado, e perdão...
      Um dia o Zé morreu.
      Encontrou São Pedro na frente de uma grande porta com uma imensa cruz de mais ou menos cinco metros. Cumprimentou São Pedro com a intimidade de um velho conhecido, da mesma forma que fazia com seus amigos quando queria pedir algum favor. Depois disso, perguntou:
      São Pedro, me diga, qual é o caminho mais curto para o céu?
      São Pedro respondeu:
      Seja bem-vindo, Zé! A porta é por aqui mesmo. Entre!
      O Zé entrou e viu uma longa escada, bastante estreita e cheia de pedras.
      Imediatamente perguntou:
      Mas não tem um caminho mais curto?
      São Pedro respondeu :
      Não, Zé. O caminho é esse mesmo. Todos aqueles que entram no céu passam por aqui. E tem mais. Você deverá levar esta cruz até lá. São apenas cinco quilômetros de caminhada.
      O Zé olhou para a cruz e pensou: "Vou dar um jeitinho".
      Agradeceu a São Pedro e saiu com sua cruz em direção ao Paraíso.
      Caminhou um quilômetro sem dificuldade.
      Foi então que viu um serrote esquecido no chão. Olhou ao redor, não viu ninguém. Não resistiu à tentação, cortou um metro da cruz. Continuou o seu caminho e levou junto o serrote.
      Andou mais um quilômetro. E cortou mais um metro da cruz. Mais um quilômetro, cortou outro metro.
      Quando faltavam apenas cem metros para chegar ao céu, restava apenas mais um metro da cruz. E lá foi o Zé carregando a cruz sem dificuldade, como fez durante toda a sua vida.
      Mas, para chegar até o céu, seria necessário atravessar um precipício.
      A distância até a outra margem era de cinco metros. E o Zé podia ver apenas um fogo intenso no fundo do precipício.
      Faltou coragem. Ele sabia que não seria capaz de saltar tão longe. Desanimado, se sentou.
      De repente, se lembrou da oração ao Anjo da Guarda que aprendeu com sua avó. Logo começou a rezar. Seu anjo da guarda apareceu e perguntou:
      Ei Zé... o que você está esperando? A festa no céu está maravilhosa! 
      Você não está escutando a música? Por que está aqui sentado?
      O Zé respondeu:
      Cheguei até aqui, mas tenho medo de pular este precipício .
      O anjo, então, falou:
      Ora, Zé, use a ponte!
      Esquecido, Zé perguntou:
      Que ponte?
      O anjo respondeu:
      Ora, Zé, aquela que São Pedro te deu logo que chegou aqui. Onde
      está a sua ponte, Zé?
      E o Zé, compreendendo seu grande erro, disse:
      Eu cortei a ponte!
      LIÇÃO DE VIDA:
      A vida não tem atalhos.
      Mais importante que a chegada é aproveitar a caminhada.

      Voz do Brasil

      27/04/12 Voz do Brasil

      Até 2014, todas as capitais e cidades com mais de quinhentos mil habitantes vão ter acesso à internet de quarta geração. A internet 4 G é dez vezes mais rápida que o serviço oferecido hoje. O sinal começa a funcionar primeiro nas cidades onde vão ocorrer os jogos da Copa das Confederações, no ano que vem. Lançado Plano Nacional de Saúde e Segurança no Trabalho. Dados do Censo de 2010 divulgados hoje pelo IBGE apontam aumento na renda dos brasileiros. 
      ouvir - download 

      Momento Espírita

      ícone Senhora da misericórdia

      Caminhando em desespero, o velho homem pensara que não havia outra alternativa a não ser acabar com a própria vida, se jogando no rio Chieng.
      Ele perdera tudo o que tinha e já não havia como alimentar a sua família.
      Tinha receio de chegar em casa, olhar na face de sua esposa e dizer que perdera o pouco dinheiro que resultara da péssima colheita, numa aposta.
      Dessa vez tudo parecera diferente. Ele tinha certeza que ganharia o jogo e teria dinheiro suficiente para comprar uma carroçapodendo assim ganhar seu pão transportando pessoas de uma província a outra.
      Mas dera tudo errado. Sua última chance se esvaíra numa jogada mal planejada, que levara seu dinheiro e sua honra.
      Sem honra e sem esperança, ele se aproximou da beira do rio. Pediu perdão aos deuses e ancestrais.
      Preparava-se para se atirar na água, quando notou que, na margem, surgia a face de Kuan Yin, a senhora da misericórdia. Ela lhe sorria suavemente.
      Envergonhado, o homem cobriu o rosto com as mãos, e falou:
      S
      enhora, tenha piedade de minha alma. Tenho muitas dívidas e, depois de um ano sem chuva, toda a colheita se perdeu. Não vejo saída senão a morte.
      Filho, a morte nunca é saída para os problemas que precisamos resolver em vida.. - Disse a senhora.
      Encerrar a vida antes do tempo certo apenas prolonga para outro ciclo algo que poderia ser resolvido agora.
      A morte não é uma saída, é apenas uma passagem. E quem antecipa essa viagem acaba voltando ao ponto inicial da sua jornada.
      Há pessoas que morrem em vida, e outras que se apaixonam pela morte como se ela fosse a resposta de tudo.
      Eu lhe digo, porém: a resposta está na vida e quem é campeão da vida acaba achando um caminho quando está perdido, acaba encontrando uma luz quando tudo parece escuro.
      Mas, como terei forças para voltar para casa com as mãos vazias? - Inquiriu o homem desnorteado.
      Voltando com o coração cheio de vontade de continuar sua luta.
      Vá, filho meu. E toda vez que o desespero lhe turvar a visão, repita meu nome em seu peito como se fosse o som do seu coração. Prometo que estarei por lá.
      *   *   *
      A misericórdia Divina sempre nos proporciona novas chances.
      A lei da reencarnação é a prova de que Deus valoriza os recomeços, as renovações, ocomeçar de novo.
      Fugir de si, fugir da vida, nunca será a solução para os problemas que enfrentamos.
      Cada nova encarnação traz seus desafios, suas metas e seus ajustes. Por isso precisa ser levada a sério, precisa ser analisada constantemente.
      Quando nos voltamos para a vida, com o coração cheio de vontade de continuar a luta, encontramos forças onde não sabíamos existir.
      Nunca estamos sós no mergulho na carne. O processo das reencarnações é extremamente organizado e conta com inúmeros trabalhadores que monitoram nossas vidas com carinho e desvelo.
      Assim, não vale a pena desistir.
      Se a misericórdia Divina nos presenteou com nova chance, abracemos a existência com alegria e coragem.

      Redação do Momento Espírita com base
      em texto da mitologia chinesa.
      Em 01.05.2012.

      O que já aconteceu no dia de hoje

      Realizada a primeira corrida de automobilismo

      REALIZADA A PRIMEIRA CORRIDA DE AUTOMOBILISMO

      28 de abril de 1887
      O Automobilismo é um esporte no qual os carros percorrem um circuito de corrida em uma quantidade fixa de vezes ou se deslocam de um lugar a outro no menor tempo possível. A primeira destas corridas foi realizada em 28 de abril de 1887 na França, com um percurso de Paris a Versalhes. O automobilismo é um dos esportes mais populares do mundo, e o que envolve mais empresas, fabricantes, esportistas, engenheiros e patrocinadores. Os engenheiros desenvolvem as últimas tecnologias em motores, aerodinâmica, suspensão e pneumáticos para atingir o máximo rendimento; estes avanços beneficiaram a indústria automotriz, como os pneus radiais e o turbo. Cada categoria tem seu regulamento que limita as modificações permitidas para os motores, o chassi, a suspensão, os pneus, o combustível e a telemetria. A Fédération Internationale de l'Automobile organiza o automobilismo mundial e serve de núcleo para a imensa maioria das associações esportivas nacionais.
      Fundada a Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira -  The History Channel Brasil

      FUNDADA A ESCOLA DE SAMBA ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA

      28 de abril de 1928
      No dia 28 de abril de 1928 era fundada a Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, uma das mais tradicionais do Rio de Janeiro e também uma das mais conhecidas no mundo. Seus fundadores foram Carlos Cachaça, Cartola, Zé Espinguela, entre outros. Uma de suas figuras mais conhecidas é o sambista Jamelão, intérprete oficial da escola de 1949 até 2006.
       
      A Mangueira acumula 18 títulos do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro - 1932, 1933, 1934, 1940, 1949, 1950, 1954, 1960, 1961, 1967, 1968, 1973, 1984, 1986, 1987, 1998 e 2002. Em 1984, a escola também ganhou o Super Campeonato, na inauguração do Sambódromo. 
      Nasce Saddam Russein, ex-ditador do Iraque - The History Channel Brasil

      NASCE SADDAM RUSSEIN, EX-DITADOR DO IRAQUE

      28 de abril de 1937
      No dia 28 de abril de 1937 nascia na cidade iraquiana de Tikrit, o ex-ditador Saddam Hussein. Ele foi presidente do Iraque entre 1979 e 2003, ano em que foi deposto do poder por uma coalizão de países liderada pelos Estados Unidos e Reino Unido. A invasão aconteceu por conta da acusação do presidente dos EUA, George W. Bush, de que o líder iraquiano possuía armas de destruição em massa e tinha ligações com a Al-Qaeda.
      Saddam Hussein foi uma das principais lideranças ditatoriais no mundo árabe. No início dos anos 70, ele nacionalizou o petróleo e outras industrias. Com o lucro do petróleo, a economia do Iraque cresceu em um ritmo acelerado. O ex-ditador também colocou os bancos estatais sob seu controle. Ele esteve à frente do poder durante a Guerra Irã-Iraque, de 1980 a 1988. Em 1990, invadiu o Kuwait, no que deu origem à Guerra do Golfo de 1991. 
      Internamente, Saddam também sempre reprimiu com a força os movimentos contrários ao seu governo, mantendo-se assim no poder. Contudo, em 2003, ele não resistiu à invasão dos Estados Unidos e do Reino Unido. O Partido Baath de Saddam foi dissolvido e um governo transitório foi montado para que país adotasse um sistema político democrático. Saddam foi capturado em 13 de dezembro de 2003 e seu julgamento ocorreu no dia 5 de novembro de 2006, quando ele foi considerado culpado pelo assassinato de 148 xiitas iraquianos, em 1982. Como punição, o ex-ditador e foi condenado à morte por enforcamento. A execução aconteceu no dia 30 de dezembro de 2006, em Bagdá.

      MORRE BENITO MUSSOLINI, FUNDADOR DO FASCISMO

      28 de abril de 1945
      No dia 28 de abril de 1945 morria, em Mezzegra, na Itália, Benito Amilcare Andrea Mussolini, político italiano considerado uma das figuras chaves da criação do Fascismo. Nascido no dia 29 de julho de 1883, em Predappio, ele se tornou primeiro ministro italiano em 1922 e, mais tarde, recebeu do rei Vítor Emanuel III o controle supremo das forças armadas da Itália. Em 1940, ele inseriu a Itália na Segunda Guerra Mundial ao lado do Eixo. 
       
      Três anos depois de entrar na guerra, Mussolini foi deposto e preso em Gran Sasso. Contudo, pouco depois, foi resgatado pelas forças especiais alemãs. Depois disso, chefiou a República Social Italiana em partes do país que não haviam sido ocupadas por forças aliadas. No final de abril de 1945, com a aparente derrota na Guerra, tentou fugir para a Suíça, mas foi capturado e executado próximo ao Lago de Como por guerrilheiros italianos. Seu corpo - assim como o de sua esposa Clara Petacci e outros companheiros - foi trazido para Milão, onde foi pendurado de cabeça para baixo para a exibição pública e confirmação de sua morte. Até hoje não se sabe quem foi o autor dos tiros que matou Mussolini.

      Suadieta

      Sua Dieta
      Cardápio do dia - 28 de abril
      Sua DietaOlá Aurora, segue abaixo seu cardápio diário.
        
      CAFÉ DA MANHÃ
      Bolo de Santa Clara
      Rendimento: 1 Porção
      Caloria por porção: 134 kcal
       ver café da manhã completo
      ALMOÇO
      Lombo recheado com maçã
      Rendimento: 1 Porção
      Caloria por porção: 235 kcal
       ver receita
       ver almoço completo
      JANTAR
      Hambúrguer de peixe
      Rendimento: 1 Porção
      Caloria por porção: 175 kcal
       ver jantar completo

      Labels

      Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

      Mapa

      Free Visitor Maps at VisitorMap.org