Programas que Amamos

Banner da p�gina de programas


Quem procura amar...

Ouça

Noticias do Meio

Aumenta o índice de obesidade no país 
A obesidade, nediez ou pimelose que vem do grego pimelē significa gordura, considerada pelos profissionais da saúde como uma doença crônica multifatorial por acarretar muitas doenças, como: diabetes mellitus tipo 2, apneia do sono, osteoartrite e a cardiovascular, consequentemente, contribuindo com o aumento da taxa de mortalidade.
 
Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, revelam que está aumentando o número de pessoas obesas. Em pesquisa realizada foi constatado que  no Brasil a obesidade atinge 12,4% dos homens e 16,9% das mulheres com mais de 20 anos, 4,0% dos homens e 5,9% das mulheres entre 10 e 19 anos e 16,6% dos meninos e 11,8% das meninas entre 5 a 9 anos. A obesidade aumentou entre 1989 e 1997 de 11% para 15% e se manteve razoavelmente estável desde então sendo maior no sudeste do país e menor no nordeste, o que representa cerca de 17 milhões de obesos no país.
 
Segundo a Organização Mundial da Saúde - OMS em 2010, constatou que há 300 milhões de obesos no mundo e, destes, um terço está nos países em desenvolvimento. De acordo com este número, a OMS passou a considerar a obesidade como um dos dez principais problemas de saúde pública do mundo, classificando-a como epidemia.
 
Adriano Segal, membro do Departamento de Psiquiatria e Transtornos Alimentares da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica – ABESO, afirma que existe uma associação do estresse, do cortisol com a obesidade e que vem sendo estudada há vários anos para responder uma parte dos casos desta patologia, alertando que nestes casos, o importante é se manter em dieta balanceada somada a atividade física que auxiliam na manutenção do peso mais adequado, como manter níveis mais baixos de estresse.
 
O Ministério da Saúde adverte que para combater a obesidade é necessário o tratamento médico com a combinação de dieta de baixas calorias, modificação comportamental, e aumento da atividade física. Quando o paciente se conscientizar que a modificação do estilo de vida é de vital importância para atingir os objetivos.
 
 

Saiba Mais


----

São Martinho (França)



Collectivité de Saint-Martin
Colectividade de São Martinho
Bandeira
BandeiraBrasão de armas
Hino nacionalLa Marseillaise

Localização  Saint Martin (França)

Ilha Caribenha
CapitalMarigot
Cidade mais populosaMarigot
Língua oficialfrancês
GovernoColetividades de ultramar da França
 - Presidente da FrançaNicolas Sarkozy
 - PrefeitoDominique Lacroix
 - Presidente do Conselho da ColetividadeFrantz Gumbs
Formação do País
 - A ilha é dividida entreFrança e Holanda23 de Março de 1648 
 - Separação doDepartamentos de ultramar22 de Fevereiro de 2007 
Área
 - Total53.2 km² 
População
 - Estimativa de Out. de 200433,102 hab. (Não Classificado.º)
 - Censo Março de 199929,078 hab. 
 - Densidade622 hab./km² (Não Classificado.º)
Indicadores sociais
 - IDH (2003)n/a (n/a.º) – Não Classificado
MoedaEuro ()
Fuso horário(UTC-3)
 - Verão (DST)-4
Cód. ISOEUR
Cód. Internet.mf designado, mas não em usoe, Em uso são .fr e .gp
São Martinho[1] (francêsSaint - Martin), chamado oficialmente de Coletividade de São Martinho (francês: Collectivité de Saint-Martin), é uma coletividade de ultramar da República Francesa, localizada nas Caraíbas. Foi criada em 21 de fevereiro de 2007, englobando a parte norte da ilha de São Martinho e ilhéus vizinhos, sendo o maior deles Tintamarre. A cidade capital da coletividade é Marigot. A parte sul da ilha, chamada em neerlandês Sint Maarten, integra o Reino dos Países Baixos.

Índice

  [esconder

[editar]História

A ilha foi descoberta por Cristóvão Colombo em 11 de novembro de 1493. Foi dividida entre a França e os Países Baixos em 1648. A parte francesa foi administrada a partir de Guadalupe até 21 de fevereiro de 2007, quando se tornou uma colectividade ultramarina separada.

[editar]Demografia

A parte francesa da ilha, tem uma área de 53.20 km². Em outubro de 2004, pelo censo francês, a população na parte francesa da ilha foi de 33.102 (visto que em em 1982 existiam apenas 8.072 habitantes), isso significa que a densidade populacional dessa parte é de 622 habitantes por km² em 2004.
Histórico populacional
188519611967197419821990199920062007
3,4004,5025,0616,1918,07228,51829,07835,26335,925
Dados fornecidos pelo censo Frances.

[editar]Economia

A economia é extremamente dependente do turismo, e conta com diversos resorts de alto nível que atraem milhares de turistas.
É considerada uma colônia agrícola, pela qual recebe subsídios do governo francês e, consequentemente, proíbe a instalação de casinos.

[editar]Mapas

Aurora Musical: Fantasy

Aurora Musical: Fantasy

Programa Corrente de Fé.





 
                 

Ave-Maria, cheia de graça!
O Senhor é convosco
Bendita sois vóis entre as mulheres
E Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus
Santa Maria Mãe de Deus,
Rogai por nós os pecadores
Agora e na hora de nossa morte. 
Amém


       


Que assim seja!!!
  • Vamos nos concentrar para tomar a água.

Aurora Musical: Na Paz Do Seu Sorriso

Aurora Musical: Na Paz Do Seu Sorriso

kardeciano: A ignorância

kardeciano: A ignorância: A ignorância se refere à falta de conhecimento , sabedoria e instrução sobre determinado tema , ou ainda à crença em elemento...

PAISAGISMO LEGAL: Plaquinhas no Jardim

PAISAGISMO LEGAL: Plaquinhas no Jardim: Elas servem para identificar as plantas do jardim. Têm de plástico, de madeira, de resina e até de latinhas recicladas. Abaixo alguns lindos...

Nosso Lar: Cap.07/Nosso Lar

Nosso Lar: Cap.07/Nosso Lar

Aurora Carnaval Legal/2012


Confete
Pedacinho colorido de saudade
Ai, ai, ai, ai,
Ao te ver na fantasia que usei
Confete
Confesso que chorei
Chorei porque lembrei
Do carnaval que passou
Daquela Colombina que comigo brincou
Ai, ai, confete
Saudade do amor que se acabou.
BANDEIRA BRANCA
(Max Nunes e Laércio Alves)
Voz: Ângela Maria e Dalva de Oliveira
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Bandeira branca amor,
Não posso mais
Pela saudade que me invade
Eu peço paz
Bandeira branca amor,
Não posso mais
Pela saudade que me invade
Eu peço paz
Saudade mal de amor, de amor
Saudade dor que dói demais
Vem meu amor bandeira branca
Eu peço paz
Bandeira branca amor,
Não posso mais
Pela saudade que me invade
Eu peço paz
Saudade mal de amor, de amor
Saudade dor que dói demais
Vem meu amor bandeira branca
Eu peço paz
Bandeira branca amor,
Não posso mais
Pela saudade que me invade
Eu peço paz
Bandeira branca amor,
Não posso mais
Pela saudade que me invade
Eu peço paz
AS PASTORINHAS
(Noel Rosa e João de Barro)
Voz: Almir Saint-Clair
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
A estrela d'alva
No céu desponta
E a lua anda tonta
Com tamanho esplendor
E as pastorinhas
Pra consolo da lua
Vão cantando na rua
Lindos versos de amor
Linda pastora
Morena da cor de Madalena
Tu não tens pena
De mim que vivo tonto com o teu olhar
Linda criança
Tu não me sais da lembrança
Meu coração não se cansa
De sempre e sempre te amar
A estrela d'alva
No céu desponta
E a lua anda tonta
Com tamanho esplendor
E as pastorinhas
Pra consolo da lua
Vão cantando na rua
Lindos versos de amor
Linda pastora
Morena da cor de Madalena
Tu não tens pena
De mim que vivo tonto com o teu olhar
Linda criança
Tu não me sais da lembrança
Meu coração não se cansa
De sempre e sempre te amar
Meu coração não se cansa
De sempre e sempre te amar
Meu coração não se cansa
De sempre e sempre te amar
MÁSCARA NEGRA
(Zé Kéti e Pereira Matos)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Tanto riso, oh quanta alegria
Mais de mil palhaços no salão
Arlequim está chorando pelo amor da Colombina
No meio da multidão
Tanto riso, oh quanta alegria
Mais de mil palhaços no salão
Arlequim está chorando pelo amor da Colombina
No meio da multidão 
Foi bom te ver outra vez
Tá fazendo um ano
Foi no carnaval que passou
Eu sou aquele Pierrô
Que te abraçou
E te beijou, meu amor
A mesma máscara negra
Que esconde o teu rosto
Eu quero matar a saudade
Vou beijar-te agora
Não me leve a mal
Hoje é carnaval
Vou beijar-te agora
Não me leve a mal
Hoje é carnaval
Tanto riso, oh quanta alegria
Mais de mil palhaços no salão
Arlequim está chorando pelo amor da Colombina
No meio da multidão
Tanto riso, oh quanta alegria
Mais de mil palhaços no salão
Arlequim está chorando pelo amor da Colombina
No meio da multidão
Foi bom te ver outra vez
Tá fazendo um ano
Foi no carnaval que passou
Eu sou aquele Pierrô
Que te abraçou
E te beijou, meu amor
A mesma máscara negra
Que esconde o teu rosto
Eu quero matar a saudade
Vou beijar-te agora
Não me leve a mal
Hoje é carnaval
Vou beijar-te agora
Não me leve a mal
Hoje é carnaval
RECORDAR É VIVER
(Aldacir Louro A. Marins e Macedo)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Recordar é viver,
Eu ontem sonhei com você,
Recordar é viver,
Eu ontem sonhei com você.
Eu sonhei,
Meu grande amor,
Que você foi embora,
E logo depois voltou.
Recordar
Recordar é viver,
Eu ontem sonhei com você,
Recordar é viver,
Eu ontem sonhei com você.
Eu sonhei,
Meu grande amor,
Que você foi embora,
E logo depois voltou.
JARDINEIRA
(Benedito Lacerda-Humberto Porto)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Oh! Jardineira por que estás tão triste
Mas o que foi que te aconteceu?
- Foi a Camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu..
- Foi a Camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu..
- Vem jardineira, vem meu amor
Não fiques triste que este mundo "é todo teu"
Tu és muito mais bonita que a Camélia que morreu.
Não fiques triste que este mundo "é todo teu"
Tu és muito mais bonita que a Camélia que morreu.
Oh! Jardineira por que estás tao triste
Mas o que foi que te aconteceu?
- Foi a Camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu..
- Foi a Camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu..
- Vem jardineira, vem meu amor
Não fiques triste que este mundo "é todo teu"
Tu és muito mais bonita que a Camélia que morreu.
Não fiques triste que este mundo "é todo teu"
Tu és muito mais bonita que a Camélia que morreu.
Oh! Jardineira por que estás tao triste
Mas o que foi que te aconteceu?
- Foi a Camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu..
- Foi a Camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu..
- Vem jardineira, vem meu amor
Não fiques triste que este mundo "é todo teu"
Tu és muito mais bonita que a Camélia que morreu.
Não fiques triste que este mundo "é todo teu"
Tu és muito mais bonita que a Camélia que morreu.
SACA-ROLHA
(Zé da Zilda-Zilda do Zé-Waldir Machado)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
As águas vão rolar
Garrafa cheia eu não quero ver sobrar
Eu passo a mão na saca-saca-saca rolha
E bebo até me afogar
Deixa as águas rolar...
As águas vão rolar
Garrafa cheia eu não quero ver sobrar
Eu passo a mão na saca-saca-saca rolha
E bebo até me afogar
Se a polícia por isso me prender
Mas na última hora me soltar
Eu passo a mão no saca-saca-saca rolha
Ninguém me agarra, ninguém me agarra
As águas vão rolar
Garrafa cheia eu não quero ver sobrar
Eu passo a mão na saca-saca-saca rolha
E bebo até me afogar
Deixa as águas rolar...
As águas vão rolar
Garrafa cheia eu não quero ver sobrar
Eu passo a mão na saca-saca-saca rolha
E bebo até me afogar
Se a polícia por isso me prender
Mas na última hora me soltar
Eu pego a saca-saca-saca rolha
Ninguém me agarra, ninguém me agarra
As águas vão rolar
Garrafa cheia eu não quero ver sobrar
Eu passo a mão na saca-saca-saca rolha
E bebo até me afogar
Deixa as águas rolar...
As águas vão rolar
Garrafa cheia eu não quero ver sobrar
Eu passo a mão na saca-saca-saca rolha
E bebo até me afogar
Deixa as águas rolar...
A TURMA DO FUNIL
(Mirabeau, Milton de Oliveira e Castro)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Chegou a turma do funil
Todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto
Ai, ai, ninguém dorme no ponto
Nós é que bebemos e eles que ficam tontos
Chegou...
Chegou a turma do funil
Todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto
Ai, ai, ninguém dorme no ponto
Nós é que bebemos e eles que ficam tontos
Eu bebo sem compromisso
Com meu dinheiro
Ninguém tem nada com isso
Aonde houver garrafa
Aonde houver barril
Presente está a turma do funil
Chegou...
Chegou a turma do funil
Todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto
Ai, ai, ninguém dorme no ponto
Nós é que bebemos e eles que ficam tontos
Chegou...
Chegou a turma do funil
Todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto
Ai, ai, ninguém dorme no ponto
Nós é que bebemos e eles que ficam tontos
Eu bebo sem compromisso
Com meu dinheiro
Ninguém tem nada com isso
Aonde houver garrafa
Aonde houver barril
Presente está a turma do funil
CACHAÇA
(Mirabeau Pinheiro-Lúcio de Castro-Heber Lobato)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Você pensa que cachaça é água
Cachaça não é água não
Cachaça vem do alambique
E água vem do ribeirão
Você pensa que cachaça é água
Cachaça não é água não
Cachaça vem do alambique
E água vem do ribeirão
Pode me faltar tudo na vida
Arroz, feijão e pão
Pode me faltar manteiga
E tudo mais não faz falta não
Pode me faltar o amor
Disto até acho graça
Só não quero é que me falte
A danada da cachaça.
Você pensa que cachaça é água
Cachaça não é água não
Cachaça vem do alambique
E água vem do ribeirão
TRISTEZA
(Haroldo Lobo e Niltinho)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Laialalá laialaialaiala
Laialaialaiala
Quero de novo cantar
Tristeza, por favor vá embora
Minh’alma que chora
Está vendo o meu fim
Fez do meu coração, a sua moradia
Já é demais o meu penar
Quero voltar àquela vida de alegria
Quero de novo, cantar
Laialalá laialaialaiala
Laialaialaiala
Quero de novo cantar
TRISTE MADRUGADA
(Jorge Costa)
Voz: Demônios da Garoa
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Triste madrugada foi aquela
Que eu perdi meu violão
Não fiz serenata pra ela
E nem cantei uma linda canção
Triste madrugada foi aquela
Que eu perdi meu violão
Não fiz serenata pra ela
E nem cantei uma linda canção 
Uma canção para quem se ama
E sai do coração dizendo assim:
Abre a janela, amor, abre a janela
Dê um sorriso e jogue uma flor
para mim
Abre a janela, amor, abre a janela
Dê um sorriso e jogue uma flor
para mim 
Cantando assim:
Lalaiá laiá laiá laiá
Laiá laiá laiá laiá
Triste madrugada foi aquela
Que eu perdi meu violão
Não fiz serenata pra ela
E nem cantei uma linda canção
Triste madrugada foi aquela
Que eu perdi meu violão
Não fiz serenata pra ela
E nem cantei uma linda canção
Uma canção para quem se ama
E sai do coração dizendo assim:
Abre a janela, amor, abre a janela
Dê um sorriso e jogue uma flor
para mim
Abre a janela, amor, abre a janela
Dê um sorriso e jogue uma flor
para mim 
Cantando assim:
Lalaiá laiá laiá laiá
Laiá laiá laiá laiá 

Abre a janela amor........
ESTÁ CHEGANDO A HORA
(Rubens Campos / Henricão)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Ai, ai, ai ai, ai ai ai, está chegando a hora
O dia já vem raiando, meu bem,
Eu tenho que ir embora
Ai, ai, ai ai, ai ai ai, está chegando a hora
O dia já vem raiando, meu bem,
Eu tenho que ir embora
Quem parte leva saudades de alguém
Que fica chorando de dor
Por isso eu não quero lembrar
Quando partiu meu grande amor
Ai, ai, ai ai, ai ai ai, está chegando a hora
O dia já vem raiando, meu bem,
Eu tenho que ir embora
Ai, ai, ai ai, ai ai ai, está chegando a hora
O dia já vem raiando, meu bem,
Eu tenho que ir embora
CIDADE MARAVILHOSA
(André Filho)
CLIQUE E CANTE JUNTO!!!CLIQUE E CANTE JUNTO!!!
Cidade maravilhosaCheia de encantos milCidade maravilhosaCoração do meu BrasilCidade maravilhosaCheia de encantos milCidade maravilhosaCoração do meu BrasilBerço do samba e das lindas cançõesQue vivem n’alma da genteÉs o altar dos nossos coraçõesQue cantam alegremente
Cidade maravilhosa
Cheia de encantos milCidade maravilhosaCoração do meu BrasilCidade maravilhosaCheia de encantos milCidade maravilhosaCoração do meu Brasil Jardim florido de amor e saudadeTerra que a todos seduzQue Deus te cubra de felicidadeNinho de sonho e de luz
Cidade maravilhosa
Cheia de encantos milCidade maravilhosaCoração do meu BrasilCidade maravilhosaCheia de encantos milCidade maravilhosaCoração do meu Brasil

Frase do Dia

"A casualidade não se encontra nos laços da parentela." - Emmanuel

Momento Espírita

Momento Espírita
Frutos da gentileza
Você já experimentou os frutos da gentileza? No mundo em que vivemos, em que as pessoas parecem armadas umas contra as outras, em que saem às ruas medrosas, nem sempre os gestos de gentileza se fazem presentes, embora estejam se multiplicando.
Conta-se que um empregado de um frigorífico, na Noruega, certo dia, ao término do trabalho, foi inspecionar a câmara frigorífica. Inexplicavelmente, a porta se fechou e ele ficou preso dentro dela.
Bastaram alguns segundos para sentir a temperatura com seu peso absoluto. Situação indescritível. Congelamento rápido. Chocante. A temperatura em torno de dez graus abaixo de zero foi mais do que sentida em graus. Ela tinha um peso físico e comprimia fisicamente.
O funcionário bateu na porta com força, gritou por socorro mas ninguém o ouviu. Todos já haviam saído para suas casas. Impossível que alguém o pudesse escutar.
O tempo foi passando. Debilitado com o frio insuportável, ele já se preparava para morrer.Que morte tola! - Pensava ele. Prisioneiro em uma câmara frigorífica.
Imagens da família, dos amigos passaram-lhe pela memória. O que podia ter feito e não fez. O que não deveria ter feito e agora se arrependia.
Depois de gritar, de recordar, ele se rendeu. Nada mais a esperar senão a morte. Terrível, por congelamento. O frio parecia lhe quebrar os ossos, congelar o sangue nas veias. Dolorido. Penoso.
Então, de repente, a porta se abriu. O vigia da empresa entrou na câmara e o resgatou, ainda com vida.
Depois de salvar a vida do homem, houve quem tivesse a curiosidade de saber por que ele fora abrir a porta da câmara frigorífica, desde que isso não fazia parte da sua rotina de trabalho.
Ele explicou, de forma simples: Trabalho nesta empresa há trinta e cinco anos. Centenas de empregados entram e saem daqui todos os dias. Ele é o único que me cumprimenta ao chegar pela manhã.
E se despede de mim ao sair. Hoje pela manhã, ele disse quando chegou: "Bom dia". Entretanto, não se despediu de mim, na hora da saída.
Aguardei um tempo pois pensei que ele tivesse se detido em fazer algum trabalho extra. Contudo, como os minutos fossem se somando, de forma rápida, deduzi que algo estava errado.
Fui procurar por ele. A câmara frigorífica foi um local que me acudiu à mente pudesse ele estar. Foi assim que o encontrei.
*  *   *
Como se vê, a gentileza deixa marcas especiais nas criaturas.
Um gesto repetido todo dia, simples e que, ao demais, deveria ser nossa marca registrada de boas maneiras, salvou a vida de um homem.
Aquele homem era diferente de todos os demais. Ele fazia a diferença na vida do vigia que ficava ali, horas e horas, em seu posto de guarda.
Isso nos diz que o bem sempre faz bem a quem o pratica. Pode ter um retorno rápido, como no fato narrado. Pode ser algo que somente o tempo demonstrará.
O importante a se registrar é que a pessoa gentil cria ao seu redor um halo de tal simpatia, que contagia os demais.
Não esqueçamos disso e promovamos a gentileza em nossa vida.
Existem pequenos, simples gestos que dizem muito da nossa formação moral e interferem, positivamente, em muitas vidas.
Por isso, cumprimentemos as pessoas e incorporemos ao nosso vocabulário frases importantes, como: Desculpe-me. Olá, como vai? Obrigado. Por favor.
Palavras simples. Palavras mágicas para criar ambiente de harmonia, nos locais mais diversos.
Experimentemos!
 Redação do Momento Espírita, com base em notícia internacional.Em 07.02.2012.

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org