Noticias do meio


Casa do Papai Noel em Brasília tem neve artificial e 200 mil lâmpadas

Empresária leva seis meses para decorar casa de madeira da família.
Visitantes contribuem com cestas básicas para famílias carentes. 



Neve arficial é uma das atrações das visitas à casa de Papai Noel, no Park Way, em Brasília (Foto: Edgard Cesar/Divulgação)A neve artificial é uma das atrações da visita à casa de Papai Noel, no Park Way, em Brasília (Foto: Edgard Cesar/Divulgação)
Durante dois meses, a empresária Elisabeth Sales transforma uma casa, no bairro do Park Way, em Brasília, em residência de Papai Noel. A casa de madeira, construída pela família para os fins de semana, vira ponto turístico na época do Natal. Até a última quinta-feira, mais de 1,5 mil  pessoas já tinham visitado o espaço.
Na cozinha, a geladeira vermelha lembra o Natal. O banheiro também ganhou decoração especial. A decoração tem dois presépios, um deles no jardim (Foto: Káthia Mello/G1)Na cozinha, a geladeira vermelha lembra o Natal. O banheiro também ganhou decoração especial. A decoração tem dois presépios, um deles no jardim (Foto: Káthia Mello/G1)
O encanto e a magia do Natal estão na iluminação, que foi montada com cerca 200 mil lâmpadas, na decoração que usa aproximadamente 500 papais noéis, além de duendes, fadas e centenas de enfeites que a empresária vem colecionando ao longo de 20 anos.

Este ano, a decoração começou a ser montada em junho. A visitação foi aberta no dia 1º de novembro e vai até o dia 20 de dezembro. As visitas só podem ser agendadas pela internet. O espaço é aberto aos visitantes mediante doação de uma cesta básica para famílias carentes. A noite de Natal é dedicada à festa com a família e amigos.
O público pode visitar os cômodos decorados da casa e o jardim. Uma das atrações é a neve artificial, produzida por duas máquinas. A decoração é feita pela empresária, uma amiga decoradora e uma funcionária. Para economizar energia, o marido de Elizabeth a presenteou este ano com um gerador, com capacidade para iluminar um prédio de até 30 andares.
Todos os cômodos da casa de quatro quartos e a área verde do exterior ganham luzes e enfeites. A piscina recebe luzes. No jardim, um presépio com imagens de barro, produzidas por uma artista do interior de Minas Gerais, é destaque. Um caminho de anjos iluminados recebe os visitantes. Os quartos são decorados com fadas e ursos. Nas quatro árvores de Natal, decoração com temas infantis e tradicionais. Até no banheiro, bonecos divertidos e estilizados lembram Papai Noel.
  •  
Em um dos cômodos a decoração é de ursos  (Foto: Edgard Cesar/Divulgação)Em um dos cômodos a decoração é de ursos (Foto: Edgard Cesar/Divulgação)
Segundo Elisabeth, a decoração e o espírito natalino sempre estiveram presentes na vida dela. Ela conta que aprendeu com a mãe a valorizar o encanto do Natal. "Minha mãe respeitava o ritual do presépio. Lembro que meus olhos brilhavam quando era convocada para participar. Ainda hoje lembro que ela falava do sapatinho na janela para que as renas viessem se alimentar. Enquanto eu der conta, vou fazer essa alegria."
G1 acompanhou as visitas na casa encantada de Papai Noel. "Recebemos cerca de 200 pessoas por noite. Nos finais de semana é a vez dos orfanatos", explica Pedro Sales, filho de Elisabeth, que ajuda a mãe a receber os convidados. A visitação é durante a semana e acontece das 19h30 às 23h.
Na decoração, a mesa está montada para a ceia  (Foto: Edgard Cesar/Divulgação)A montagem da mesa para a ceia de Natal é permanente
(Foto: Edgard Cesar/Divulgação)
Nelci Cudo visitou a casa no fim de semana acompanhando a visita de um orfanato. Ficou tão encantada que decidiu voltar para e levar a neta, Mariana, de três anos. "O gesto de abrir a casa para o público é maravilhoso e dá a oportunidade de conhecer algo tão bonito", disse.
Elizabeth diz que agora vai fazer a decoração a cada dois anos. O projeto é catalogar todo o material que é usado e também preparar um livro que vai contar as histórias dos visitantes.
Ela diz que as reações são variadas e, algumas vezes, emocionantes. "Eu lembro de uma senhora, de 86 anos, que disse que não gostava de Natal e tinha vindo aqui convidada por amigos. Ela me disse no final que ia sair daqui e comprar pelo menos um arranjo de Natal. É muito bom conseguir passar essa mensagem de alegria.
"

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org