Noticias do Meio


Professora demitida por publicar fotos de sala inundada recorre à Justiça


A professora de história Uiliene Araújo Santa Rosa, denunciou através de fotos postadas o teto da escola Guilherme Dourado em Imperatriz, Maranhão, cheio de goteiras e alunos usando guarda-chuvas em dia de prova.
As fotos publicadas nas redes sociais foram acessadas, até agora, por mais de 20 mil pessoas em todo o país. Como resultado a professora foi demitida.
A direção da escola afirma que a demissão ocorreu porque a professora divulgou as fotos sem antes comunicar o problema da sala de aula e que Uiliane já vinha se desentendendo com boa parte dos funcionários. "Eu já fiquei sabendo pela internet. Ela não teve ética, ela deveria ter tirado os alunos da sala e pedir, mostrar o que estava acontecendo”, disse a diretora Ivone Carvalho.
A professora, que foi contratada após aprovação em um seletivo realizado pela prefeitura, tem outra versão para o caso. "Quando eu fotografei, eu já fui chamada na direção. Ela [a diretora] perguntou se eu iria publicar as fotos e eu disse que ia. Desde o início ela soube. Eu tenho liberdade de expressão. Ela disse que eu ia queimar a imagem da escola”, afirmou.
A direção da escola, que funciona em dois turnos e tem mais de 600 alunos no ensino fundamental, disse que o prédio passa por uma reforma e que o caso denunciado nas redes sociais é esporádico.
Uiliene Araújo acredita que a demissão foi uma retaliação por causa das fotos publicadas. A professora já acionou a Justiça denunciando a situação da escola para ter seus direitos reconhecidos.

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org