Noticias do Meio


CIENTISTAS ENCONTRAM PROVA PARA “TEORIA DO IMPACTO GIGANTE” SOBRE SURGIMENTO DA LUA
Cientistas encontram prova para “Teoria do Impacto Gigante” sobre surgimento da Lua


Cientistas afirmam ter encontrado um indício químico que validaria a "Teoria do Impacto Gigante", na qual a Lua teria surgido de uma colisão descomunal entre a Terra e uma gigantesca rocha espacial. A evidência que comprovaria esta ideia, formulada há 37 anos, está em um pequeno excesso em um isótopo mais pesado, ou uma variante atômica, do elemento zinco. A conclusão veio após análises de grãos de solo lunar trazidos pelas missões Apollo.

Este excesso teria ocorrido porque átomos do zinco mais pesado teriam se condensado rapidamente na nuvem de vapor, em vez daqueles mais leves. A evaporação do zinco em grande quantidade indica a ocorrência de uma colisão. O artigo defendendo a Teoria do Impacto Gigante foi publicada esta semana na revista Nature.

Em 1975, astrônomos levantaram a hipótese de que há bilhões de anos a Lua teria surgido após um choque entre a Terra e um corpo celeste do tamanho de Marte. De acordo com essa teoria, a colisão derreteu e evaporou este último e grande parte da então “infantil” crosta terrestre. O vapor se condensou e formou a Lua. Esta ideia explicaria porque a Lua é tão grande – possui um quarto do tamanho da Terra – e está tão próxima do nosso planeta. Os cientistas acreditam que, ao desvendar a origem da Lua, seria possível identificar como são criadas as condições para o surgimento da vida como conhecemos na Terra.

Artigo relacionado

Nature

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org