Estudo dos Chakras Parte 1

Microtúbulos são estruturas proteicas que fazem parte do citoesqueleto nas células. São filamentos com diâmetro de, aproximadamente, 24 nm e comprimentos variados, de vários micrometros até alguns milímetros nos axônios das células nervosas. Microtúbulos são formados pela polimerização das proteínas tubulina e almetralopina

[editar]Organização

As extremidades de um microtúbulo são designadas como (+) (a que se polimeriza mais rapidamente) e (-) (a que se polimeriza mais vagarosamente).
Os microtúbulos são pequenas estruturas cilíndricas e ocas formadas por proteínas chamada Tubulinas. Existem 2 tipos de Tubulinas que se associam formando dímeros ,a α (alfa) e a β (beta); estes se polimerizam formando protofilamentos. São necessários 13 protofilamentos para se formar o microtúbulo.
São polimerizados a partir de um centrossomo que geralmente fica no centro do citoplasma celular. Além da função estrutural, os microtúbulos têm outras funções. Eles formam um substrato onde proteínas motoras celulares (Dineínas e Cinesínas) podem interagir e assim, são usados no transporte intracelular. As Dineínas e Cinesinas são dímeros, que interagem com o microtúbulo para transportar moléculas dentro da célula, estas proteínas "andam" em sentidos opostos sobre o microtúbulo.
Uma notável estrutura envolvendo os microtubúlos é o fuso mitótico, usado por células eucariontes para organizar a divisão celular. Os microtúbulos também fazem parte dos flagelos e cílios das células eucarióticas.
Nos cílios a base é composta por 9 grupos de trios de microtúbulos e depois que deixa a base é composto por 9 grupos de pares com 2 microtúbulos centrais. Estes trios e pares estão associados por proteínas chamadas Nexinas. Existem também Dineínas no axonema

5º Chakra – Laríngeo (Vishuda)

O quinto chakra fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz. Quando desenvolvido, de forma geral, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais.
Localização:
No ângulo formado pelo encontro dos ossos da clavícula. Situado entre a cavidade do pescoço e a laringe. Nasce na altura da vértebra cervical e abre-se para frente
Faixa de ação: Das axilas até os ouvidos
Palavra-chave: Comunicação
Cor:
Azul-claro, prateado e o azul esverdeado.
Elemento:
Éter
Símbolo:
Lótus de 16 pétalas
Planeta:
Mercúrio
Principio básico:
Ressonância do ser
Função dos sentidos:
Audição
Glândula endócrina correspondente:
Tiróide: Papel decisivo no desenvolvimento do esqueleto e dos órgãos internos, equilibra o crescimento físico e mental, regulariza o metabolismo hormonal (tiroxina)
Hormônios correspondentes: Tiroxina (Tri-iodo-tiroxina)
Do ponto de vista anatômico:
Região da garganta, da nuca e do queixo, ombros, vértebras servicais, ouvidos, órgãos da formação da voz, cordas vocais, traquéia, pescoço, nariz, orelhas, brônquios, região pulmonar superior, esôfago, braço.
Tratamento:
Garganta, tireóide, voz, coluna, nuca, boca, dentes, face, ouvidos.
Auto-expressão, criatividade, inibição, repressão, genialidade e problemas de comunicação (dificuldade em dar e receber)
Conflitos de Saúde:
Gagueira, laringite, otite, afonia, rouquidão.
Música:
Nota musical (sol)
Aspecto:
O quinto Chakra constitui uma importante ligação dos chakras inferiores com os centros da cabeça. Serve como ponte entre nossos pensamentos e sentimentos, entre nossos impulsos e reações, transmitindo ao mesmo tempo o conteúdo de todos os chakras ao Mundo exterior.
Através do Chakra da garganta expressamos tudo o que vive em nosso interior, o nosso riso e o choro, nossos sentimentos de amor e de alegria bem como o medo e a raiva, nossas intenções e desejos, nossas idéias, compreensões e percepções dos mundos interiores.
É o centro da comunicação e da audição incluindo a clareaudiência, da receptividade e da criatividade, doacesso ao padrão etérico. Através do quinto Chakra desenvolvemos a capacidade de auto-reflexão.
Este chakra está relacionado ao funcionamento do sentido da audição onde abrimos nossos ouvidos e escutamos as vozes audíveis e ocultas da criação. Também nos damos conta de nossa voz interior, entramos em contato com a mente e recebemos a inspiração.
Desenvolvemos uma inabalável confiança na orientação pessoal mais elevada, nos tornamos conscientes de nossa verdadeira tarefa na vida.
Reconhecemos que nossos mundos interiores, bem como os mundos de matéria mais sutis da vida são tão reais quanto o mundo exterior, e tornamo-nos capazes de captar e transmitir informações dos setores da matéria mais sutil e das dimensões mais elevadas da realidade Talvez o mais complexo, visto que toda possibilidade de mudança, transformação e cura está ali concentrada incluindo a capacidade de resolver conflitos do passado por meio da liberação Kármica.
Vogal:
O Chakra da garganta é animado pela vogal “E”. Ela une o coração e a mente. Esse som permite a expressão desse chakra.
Cromoterapia:
Azul claro e azul vivo, turquesa elétrico. Propicia calma e amplidão. Predispõe a inspiração espiritual.
Nota musical:
Sol
Contato com a natureza:
Céu azul, reflexo do céu nas águas, leve bater de ondas.
Força positiva:
Comunicadora transmissora.
A expressão do meu ser é o meu amor tornado visível.
Mãos:
Dedo mínimo

Exercícios para energizar os chakras

Os exercícios abaixo é para serem feitos frequentemente. Cada exercício é para um chakra diferente. Antes de começar a fazê-los, ache uma posição confortável no chão e fique descalço(a) de preferência, dessa maneira você entra em contato com a terra enquanto ela te passa energia. Escolha uma roupa confortável e de cor clara de preferência. Os exercícios mencionados aqui irá aumentar o fluxo de energia do seu corpoe também irá desbloquear cada ponto de energia (chakras). Esses exercícios são bastante conhecidos na terapia bionergética.
Antes de começar a praticar esses exercícios, tenha certeza que você está relaxado(a) e de preferência com um dia livre, assim você não desviará seus pensamentos para outras coisas que deverá ser feito durante o dia. É muito importante que durante os exercícios você esteje respirando corretamente e sempre.
Chakra 1
 

Chakra 2
 

Chakra 2 (alternativa)
 

Chakra 3

Chakra 4
Chakra 5
 

Chakra 5 (alternativa)
 

Chakra 6

Chakra 7


5º Chakra – Laríngeo (Vishuda)

O quinto chakra fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz. Quando desenvolvido, de forma geral, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais.
Mantra: HAM
Localização:
No ângulo formado pelo encontro dos ossos da clavícula. Situado entre a cavidade do pescoço e a laringe. Nasce na altura da vértebra cervical e abre-se para frente
Faixa de ação: Das axilas até os ouvidos
Palavra-chave: Comunicação
Cor:
Azul-claro, prateado e o azul esverdeado.
Elemento:
Éter
Símbolo:
Lótus de 16 pétalas
Planeta:
Mercúrio
Principio básico:
Ressonância do ser
Função dos sentidos:
Audição
Glândula endócrina correspondente:
Tiróide: Papel decisivo no desenvolvimento do esqueleto e dos órgãos internos, equilibra o crescimento físico e mental, regulariza o metabolismo hormonal (tiroxina)
Hormônios correspondentes: Tiroxina (Tri-iodo-tiroxina)
Do ponto de vista anatômico:
Região da garganta, da nuca e do queixo, ombros, vértebras servicais, ouvidos, órgãos da formação da voz, cordas vocais, traquéia, pescoço, nariz, orelhas, brônquios, região pulmonar superior, esôfago, braço.
Tratamento:
Garganta, tireóide, voz, coluna, nuca, boca, dentes, face, ouvidos.
Auto-expressão, criatividade, inibição, repressão, genialidade e problemas de comunicação (dificuldade em dar e receber)
Conflitos de Saúde:
Gagueira, laringite, otite, afonia, rouquidão.
Música:
Nota musical (sol)
Aspecto:
O quinto Chakra constitui uma importante ligação dos chakras inferiores com os centros da cabeça. Serve como ponte entre nossos pensamentos e sentimentos, entre nossos impulsos e reações, transmitindo ao mesmo tempo o conteúdo de todos os chakras ao Mundo exterior.
Através do Chakra da garganta expressamos tudo o que vive em nosso interior, o nosso riso e o choro, nossos sentimentos de amor e de alegria bem como o medo e a raiva, nossas intenções e desejos, nossas idéias, compreensões e percepções dos mundos interiores.
É o centro da comunicação e da audição incluindo a clareaudiência, da receptividade e da criatividade, doacesso ao padrão etérico. Através do quinto Chakra desenvolvemos a capacidade de auto-reflexão.
Este chakra está relacionado ao funcionamento do sentido da audição onde abrimos nossos ouvidos e escutamos as vozes audíveis e ocultas da criação. Também nos damos conta de nossa voz interior, entramos em contato com a mente e recebemos a inspiração.
Desenvolvemos uma inabalável confiança na orientação pessoal mais elevada, nos tornamos conscientes de nossa verdadeira tarefa na vida.
Reconhecemos que nossos mundos interiores, bem como os mundos de matéria mais sutis da vida são tão reais quanto o mundo exterior, e tornamo-nos capazes de captar e transmitir informações dos setores da matéria mais sutil e das dimensões mais elevadas da realidade Talvez o mais complexo, visto que toda possibilidade de mudança, transformação e cura está ali concentrada incluindo a capacidade de resolver conflitos do passado por meio da liberação Kármica.
Vogal:
O Chakra da garganta é animado pela vogal “E”. Ela une o coração e a mente. Esse som permite a expressão desse chakra.
Cromoterapia:
Azul claro e azul vivo, turquesa elétrico. Propicia calma e amplidão. Predispõe a inspiração espiritual.
Nota musical:
Sol
Contato com a natureza:
Céu azul, reflexo do céu nas águas, leve bater de ondas.
Força positiva:
Comunicadora transmissora.
A expressão do meu ser é o meu amor tornado visível.
Mãos:
Dedo mínimo

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org