Saiba Mais

Icones do mau comportamento
THE HISTORY

Esta série nos dará uma nova visão sobre alguns dos mais fascinantes ícones do mundo antigo. Eles se utilizaram de uma crueldade surpreendente comparada com os padrões atuais. Em cada episódio, através de descobertas históricas, evidências da ciência forense, achados arqueológicos e análises de instrumentos de tortura, conheceremos um pouco mais sobre estes líderes e suas estratégias militares, suas relações afetivas e como conseguiram ter sucesso e se manter no poder.

1 - JULIO CÉSAR E CLEÓPATRA


Herói de Roma, fundador de um império e um dos maiores generais da história. Neste episódio, vamos revelar como o sucesso de Júlio César foi realizado com muito mais do que genialidade militar. O genocídio, as conquistas sexuais e a sua volta política orquestrada por ele mesmo, revelam muito de sua vida. A sua avaliação psiquiátrica também revela um homem tão aficionado por alcançar o sucesso, que foi capaz de matar para tentar consegui-lo. Não estamos falando de algumas mortes, e sim de mais de um milhão de pessoas assassinadas, para que Júlio César conseguisse o poder.
Análises históricas e psiquiátricas revelam que Cleópatra foi trazida ao mundo para acreditar que o poder era tudo, já que em sua família particularmente, esta era a melhor maneira de consegui-lo. Ser um dos irmãos de Cleópatra significava obter uma passagem grátis para ter uma vida curta. Cleópatra é considerada uma das operadoras políticas mais sábias da história, feliz por utilizar o sexo e a morte para conseguir o que queria.


2 - GENGHIS KHAN E ANÍBAL


Neste episódio, vamos revelar como a traição e os assassinatos levam um menino da selva a ser um dos homens mais poderosos do planeta. Psiquiatras comparam a sua personalidade ao de um assassino com um objetivo direcionado. Ele colecionava mulheres como as crianças colecionam figurinhas de beisebol. Isso revela que as consequências dessa obsessão particular eram muito mais profundas e surpreendentes que o vasto império que ele criou.
Aníbal é famoso por ter sido o grande general que levou seus elefantes através dos Alpes e destruiu o exército mais poderoso de Roma. Se você acredita nessas histórias, então vai achar que ele era um gênio. Mas os fatos não confirmam isso. Testes psicológicos revelam uma personalidade obsessiva e violenta devido a um trauma de infância. As evidências históricas também destroem a ideia de que esse personagem fosse um grande líder. Ainda que fosse muito bom em lutas, não fazia ideia de como ganhar uma guerra, expondo seus homens a um inferno apenas para satisfazer seus desejos obsessivos.


3 - CALÍGULA E NERO


Calígula reinou por menos de quatro anos, mas ainda assim entrou para a história como o imperador romano mais depravado. Este programa mostra que sua personalidade estranha se devia a uma desordem mental que sofria devido a uma infância traumática com um mentor pervertido. Pela primeira vez, uma nova arqueologia vai nos levar até o lugar onde Calígula encontrou seu fim violento e sangrento.
Nero foi cruel, um tirano indulgente que brincava enquanto Roma se queimava. Pelo menos é isso que conta a história. A verdade está em uma criança trazida ao mundo por uma mãe seriamente perturbada. Estando já em seu estado tirânico, se sentiu bastante confortável com a morte e as torturas e seu perfil psicológico levou-o a utilizar métodos tétricos de assassinato.


4 - ÁTILA E ALEXANDRE, O GRANDE


Átila foi uma criança malvada, das planícies da Hungria, que colocou o Império Romano de joelhos. Este episódio revela que ele estava tomado pela ganância, e nossa análise psiquiátrica sugere que ele carecia de qualquer restrição moral. Este homem era um psicopata frio. Os fracassos levaram Átila a construir uma das maiores proteções da história.
Alexandre Magno tornou-se rei aos 20 anos de idade, foi dono da metade do mundo aos 30, e morreu aos 32 anos, deixando grandes feitos em apenas uma década. Mas isto não é o mais surpreendente; depois de análises psicológicas, ficou demonstrado que esse homem se considerava um deus. Tudo funcionava muito bem enquanto as coisas iam para o caminho certo, mas a psique de Alexandre revela como tomou o controle de seus próprios homens e perdeu a noção ao empurrá-los ao extremo. Esta é a história de um homem que começou arrasando o mundo como um meteorito e depois caiu como tal. Mas todo seu sucesso esteve realmente baseado no assassinato de seu pai? Porque é isso o que as evidências sugerem.

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org