Noticias do Meio


Mapa em 3D permite “viagem”  pelos últimos 6 bilhões de anos do universo

MAPA EM 3D PERMITE “VIAGEM” PELOS ÚLTIMOS 6 BILHÕES DE ANOS DO UNIVERSO



O projeto Sloan Digital Sky Survey III (SDSS III) desenvolveu um mapa tridimensional extraordinário de galáxias massivas e buracos negros distantes, que oferece aos pesquisadores astrofísicos a possibilidade de viajar pelos últimos 6 bilhões de anos do universo. Este mapa também permite observar centenas de milhares de galáxias, quasares e objetos cósmicos detectados pelo Projeto Boss, que se dedica ao estudo da origem e evolução do universo. Além de tudo, essas informações podem ser acessadas de forma gratuita no site do projeto.

Segundo os pesquisadores, esse mapa tridimensional vai fornecer dados importantes sobre a natureza da matéria e da energia escura, dois elementos dos quais pouco se sabem e que ao mesmo tempo são essenciais para explicar a expansão do Universo.

Os responsáveis pelo projeto afirmam que além de servir para o desenvolvimento profissional dos especialistas, o mapa será de grande utilidade para a consulta de aficionados, já que o programa tem ferramentas que facilitam as operações mais complexas, como a visualização de espectros.

Artigo relacionado

SDSS III

“Ilha” de pedras-pomes é descoberta no sul do Oceano Pacífico

“ILHA” DE PEDRAS-POMES É DESCOBERTA NO SUL DO OCEANO PACÍFICO



Uma massa formada por pedras-pomes, com 25 mil quilômetros quadrados, foi avistada neste mês, flutuando, a aproximadamente 1000 quilômetros da costa da Nova Zelândia, no sul do Oceano Pacífico, de acordo com a Marinha do país. Caso essa formação fosse considerada uma ilha, estaria dividindo posição com a Sicília e ocuparia a 45o. lugar no ranking das maiores do mundo. A área tem 463 quilômetros de comprimento e 55,5 quilômetros de largura – quase a extensão da Bélgica.

De acordo com testemunhas, as pedras-pomes formam uma imagem semelhante a uma grande placa de gelo. Os cientistas que analisaram as amostras colhidas pelo barco HMNZ Canterbury garantem que esta formação é de origem vulcânica, já que a pedra-pome se forma durante grandes erupções, principalmente quando a lava emerge na água. O que não se sabe ao certo é qual vulcão originou esta “ilha”, embora o principal candidato seja o vulcão submarino Monowai.

Artigo relacionado

The New Zeland Herald

0 comentários:

Postar um comentário

Labels

Aurora Boreal/Grupo C.E. Tecnologia do Blogger.

Mapa

Free Visitor Maps at VisitorMap.org